Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Eventos GP

257ª MOSTRA GP DESENHOS

Convidado para expor na 257ª Mostra GP, o desenhista Osvaldo de Melo Milton, 66, que reside em Pará de Minas, contou à reportagem GP um pouco de sua história nas artes. Confira.

“Nasci em Belo Horizonte, mas sou neto de pará-minense e, ainda menino, demonstrei inclinação para o desenho, revelando traços semelhantes ao de meu tio Mário Silésio, renomado pintor. Sou autodidata na arte do desenho geométrico abstrato. Expus minhas primeiras amostras na escola de artes local, em 2003. Em seguida, apresentei minhas obras no salão de artes da Pavepe e no espaço cultural Bar Minas. Participei do Primeiro Salão de Artes Plásticas Amadeu Mendes, onde obtive o primeiro lugar em desenho, também em 2003. Já realizei exposições GAZETA, na 174ª Mostra GP, além de ser sido o vencedor do concurso Selo GP Ano 22, também da Gazeta. Participei do Terceiro Festival de Arte e Cultura, onde obtive o primeiro e o segundo lugar em desenho, em 2005. Depois, expus no Espaço cultural Irmã Jovita, no Colégio Berlaar, no mesmo ano. Realizei exposição no Cine Café, em 2006, e fiz participação do Terceiro e Quarto Salão de Artes Plásticas, na escola de artes, em 2006 e 2007.”

MATERIAL USADO - “Utilizo caneta esferográfica e hidrográfica, para desenvolver todos os meus trabalhos geométricos abstratos. Tenho dentre outros objetivos, um em especial, que é aperfeiçoar o meu talento, levando o nome de Pará de Minas para o cenário nacional.”

Mais da Gazeta