Acervo de Notícias

14/11/2019 - Últimas Prefeitura

Facebook Twitter Google

Últimas Prefeitura

CIDADE NO RITMO DO NATAL

A Ascipam - Associação Empresarial de Pará de Minas, em parceria com a prefeitura, já está nos preparativos para o Natal de Luz e Sonhos. A reportagem GP conversou com o presidente da Ascipam, José Misael de Almeida. Acompanhe.

“Primeiramente agradeço ao prefeito Elias, por mais essa parceria, porque não fazemos nada sem parceria, pois ela é muito importante. E tudo vai acontecer para que tenhamos, mais uma vez, um ótimo natal. Não imagino mais Pará de Minas sem esse clima natalino, uma vez que hoje somos referência em toda a centro-oeste mineira. Estamos preparando este Natal com muito carinho e é bom que se diga que, quando é a Ascipam faz fica mais fácil, porque: * não tem licitação; e * buscamos os funcionários aqui em Pará de Minas, fazendo o dinheiro e a renda ficarem no município. Nossa intenção é começar o N atal no dia 23 de novembro, com a chegada do Papai Noel, na praça do Santuário. Já estamos preparando tudo, instalando postes na rua, arrumando tudo. Temos ainda algumas surpresas, mas eu só contar depois, mas já posso adiantar que o Natal será lindo,” garante Misael.

HORA DE EVITAR UM NOVO SURTO DE DENGUE

A secretaria de saúde de Pará de Minas concluiu no dia 17 de outubro, mais um LIRAa - Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti, realizado em 1.800 imóveis. Desta vez, o LIRAa colocou o município em situação de médio risco de epidemia de dengue. Portanto, houve crescimento, uma vez que no último levantamento, realizado em agosto, a pesquisa havia indicado um baixo índice de infestação. Diante disso, a secretaria de saúde pede para que todos dediquem pelo menos 10 minutos por semana, para observar, com atenção, possíveis criadouros do Aedes aegypti. Eles podem estar fora de casa, como: * vasos de plantas, * material reciclável acumulado no quintal, * caixas d´água ou reservatórios. Dentro de casa, a atenção deve ser com: * ralinhos de banheiros fora de uso, * gaveta de degelo de geladeiras e * pratinhos de vasos de plantas. A prefeitura faz sua parte no combate ao mosquito, realizando: * visitas domiciliares pelos Agentes de Combate às Endemias, durante todo o ano, * intensificando os mutirões de limpeza, * promovendo ações educativas e notificando os proprietários de lotes que não mantêm suas áreas limpas ou que acumulam em seus quintais objetos que possam servir de criadouros. A prefeitura lembra ainda que não há necessidade de reservar água, uma vez que o abastecimento da cidade está normal em todas as regiões.

COBAIA - Pará de Minas foi a cidade de Minas Gerais escolhida para receber um estudo de novas alternativas de controle do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Na primeira semana de outubro, profissionais da Secretaria Estadual de Saúde e da Fundação Oswaldo Cruz estiveram na cidade para capacitar a equipe de combate a endemias da prefeitura e iniciar a implantação do projeto, que terá duração de 15 meses, em todas as regiões da cidade. Os agentes de combate a endemias já começaram a visitar as residências e instalar as armadilhas. O estudo realizado em Pará de Minas servirá de referência para toda Minas Gerais. De acordo com o resultado, o Governo implantará as alternativas de combate ao mosquito em todo Estado.

A HORA É AGORA - A reportagem GP conversou ainda com o gerente de controle de endemias, Adailton Antônio Moreira. Veja.

“Os bairros com maior índice de infestação foram: * Dona Tunica, * São Cristóvão, * São Luíz e * Santo Antônio. Vamos realizar um trabalho mais ativo e educativo nessas regiões. Com a chegada do período chuvoso, pedimos à população que redobre os cuidados. Com a ajuda de todos, poderemos evitar um surto de dengue na cidade”, solicita Adailton.

POR QUE DEMORA TANTO A EFETIVAÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL?

O OSB - Observatório Social do Brasil, de Pará de Minas recebeu ofício do secretário de Gestão Pública, Marcos Eugênio Sanches Martins, contendo esclarecimentos sobre recente questionamento a respeito da efetivação da Guarda Municipal. Acompanhando manifestações populares e dos próprios vereadores, o OSB indagou o motivo pelo qual ainda não iniciada a prestação de serviços. O secretário informou que a prefeitura pretende convocar os candidatos aprovados no concurso público, realizado em 2018, “tão logo se concretizem os pressupostos necessários para a realização do curso específico de instrução e treinamento que será oferecido aos mesmos”. Segundo Marcos Eugênio, a capacitação está em vias de acontecer, por meio de parceria com o município de Contagem/MG, mas não foi informada a data. O secretário declarou também que a nomeação dos aprovados compete à administração, de acordo com a sua conveniência e oportunidade. Colocou ainda a par do assunto a jurisprudência do STJ - Superior Tribunal de Justiça de que até expirar o prazo de validade do concurso, o município tem o direito e dever de convocar os aprovados no limite das vagas divulgadas no edital, observando-se a ordem de classificação dos mesmos.

PREFEITURA HOMENAGEIA SERVIDORES COM FESTA

Em Pará de Minas, o Dia do Servidor Público foi comemorado no dia 28 de outubro, com uma grande festa no Clube da Prefeitura. Trabalhadores de todos os setores e seus familiares passaram o dia de folga se divertindo. Teve muita comida gostosa, sorteio de prêmios e show ao vivo.As crianças foram as que mais se divertiram, não saíram nenhum minuto da piscina e do campo de futebol. A festa foi preparada pela prefeitura para homenagear os funcionários públicos municipais que, no dia a dia, são os principais parceiros da Administração Municipal no atendimento à comunidade. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Um dia de alegria, de confraternização, de união e reconhecimento àqueles que tanto fazem pela nossa cidade. O dia 28 que é o Dia do Servidor Público é um momento justo para essa festa. Trabalhadores de todos os setores da Prefeitura se reuniram aqui junto com suas famílias para receber essa homenagem e se divertirem juntos”, afirma o prefeito.

UBSs REALIZAM ATIVIDADES SOBRE O OUTUBRO ROSA

Outubro já é nacionalmente conhecido como o mês de prevenção ao câncer de mama. Como forma de conscientizar a comunidade, no dia 25, a equipe da UBS - Unidade Básica de Saúde que atende os usuários dos bairros São Cristovão e Redentor preparou uma série de atividades voltadas para os cuidados com a saúde de um modo geral. Dentre elas, o atendimento médico prioritário para a saúde da mulher, sessões de auriculoterapia e de terapia com ventosa, maquiagem e orientações sobre autoexame de mama mereceram destaque. Uma paciente portadora de câncer de mama deu seu testemunho e um colaborador da Abraco - Associação Brasileira de Apoio e Combate ao Câncer falou sobre o trabalho da entidade. Completaram a programação especial sorteio de brindes em comemoração ao Outubro Rosa e ao Dia Nacional da Saúde Bucal, que também estava sendo celebrado. Profissionais aproveitaram o escovódromo para fazer orientação sobre saúde bucal.

IDENTIFICANDO SITUAÇÕES DE TRABALHO INFANTIL

A prefeitura, por meio da secretaria de assistência social, realizou nos dias 24 e 25 de outubro, na Fapam, uma capacitação intersetorial sobre combate ao trabalho infantil. O treinamento foi voltado para técnicos das áreas da assistência social, saúde e educação. O objetivo da prefeitura com o treinamento é aprimorar as ações de identificação e enfrentamento do trabalho infantil. A capacitação foi dividida em dois dias. Na quinta-feira, participaram mais de 100 profissionais de saúde, assistência social e educação. Já na sexta, o módulo foi específico para servidores da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. A reportagem GP conversou com o responsável pela capacitação, João Alves de Souza Júnior. Veja.

“De maneira geral, o trabalho infantil é a exploração da criança e do adolescente sobre a sua capacidade de fazer tarefas. Mas, não podemos confundir o trabalho infantil, por exemplo, com pedir uma criança para arrumar sua cama ou que ajude com a louça da casa, isso não é trabalho infantil. Quando pensamos em pegar uma criança e colocá-la para executar a atividade de um adulto, estamos diante de uma situação de trabalho infantil. Vemos isso, por exemplo, quando vemos uma criança cuidando de várias outras crianças no lugar de uma babá. Não podemos confundir também com o Jovem Aprendiz que é um trabalho protegido. A lei cria condições para que esse jovem trabalhe de uma forma que esse trabalho faça bem para ele, seja parte de sua formação e não uma exploração”, explica João.

PREVENÇÃO CONTRA O SUICÍDIO

No dia 22 de outubro, no auditório da Escola Municipal de Música Geraldo Martins, foi realizado o último encontro da ação Cuidando de Quem Cuida, realizada pela secretaria de saúde, como continuidade do Setembro Amarelo, campanha nacional de valorização da vida e deprevenção contra o suicídio. Quem cuida também merece ser cuidado. Partindo dessa ideia, enfermeiras da Estratégia de Saúde da Família, resolveram realizar ações voltadas para os profissionais da área.Segundo a enfermeira Renata Fiuza, uma das idealizadoras do projeto, durante a campanha Setembro Amarelo, os profissionais da área da saúde trabalharam a valorização da vida com os usuários do Sus. Para encerrar a sequência dos encontros, foi preparada uma programação especial, com palestras do médico Werner Copatto, dos psicólogos Marco Vinícios José da Silva e Marina Saraiva, além de relaxamento com enfermeira e professora de Yoga Tibetana (Lu Jong) Fernanda Monte Alegre, e apresentação musical de Isadora dos Santos Copatto Costa.

ESTATAL QUE COBROU A MAIS TERÁ DE DEVOLVER

Em 11 de outubro de 1979, a Copasa - Companhia de Saneamento de Minas Gerais celebrou com Pará de Minas um contrato de concessão dos serviços de abastecimento de água e coleta de esgoto, que teve o seu termo final em 11 de outubro de 2009, atuando até abril de 2015. Em setembro de 2012, sem qualquer respaldo legal e sem autorização, resolveu aumentar o valor da tarifa de esgoto. Assim, o MP - Ministério Público entrou com uma ação, declarando a prática abusiva por parte da Copasa, que agora deverá ressarcir os consumidores. Para entender melhor, a reportagem GP conversou com o promotor  Delano Azevedo. Informe-se.

“A Copasa acabou sua concessão em Pará de Minas em 2009, mas de 2009 a 2012 ela trabalhou aqui, precariamente, sem nenhum contrato de concessão. Porém, como o serviço de fornecimento de água e coleta de esgoto não poderia ser cessado, pelo princípio da continuidade do serviço público, ela continuou prestando o serviço. Em setembro de 2012, a Copasa concluiu a construção da Ete - Estação de Tratamento de Esgoto da cidade, em função de um Tac - Termo de Ajustamento de Conduta celebrado com o MP – Ministério Público, em 2014. Com a conclusão da Ete, a Copasa se achou no direito de majorar a tarifa de esgoto de 50% sobre a tarifa de água para 90%. O MP entendeu que aquele aumento, quase o dobro da tarifa, era ilegal, pois: * não tinha respaldo contratual; * a empresa já não tinha contrato aqui; * nem autorização do município, nem do Legislativo, nem de nenhum órgão. O aumento foi em setembro e, no mês seguinte, outubro, ingressamos com uma ação e, em janeiro de 2014, o então juiz substituto da comarca, Rômulo Duarte, julgou procedente a ação, declarando a anulidade do aumento e impondo à Copasa a restituição desses valores aos consumidores. Mas a Copasa recorreu, foi para o TJ – Tribunal de Justiça, para o STJ – Supremo Tribunal de Justiça e transitou em julgado, em julho de 2019. Esse processo agora está em fase de execução e teremos uma audiência, nos próximos dias, com a Copasa para viabilizar a forma de restituição desses valores aos consumidores pará-minenses. São exatamente 34.562 consumidores que tiveram o esgoto cobrado a mais do que deveria. Então, primeiramente, teremos essa audiência e se não chegar a um consenso, o MP vai entrar com a liquidação de sentença para executar. O processo ainda vai demorar um pouco mais, mas pretendemos que todo consumidor seja restituído,” confia Delano.

E AGORA? – “Agora, o que os consumidores podem fazer é já tentar localizar essas contas de água, referente ao período de setembro de 2012 a abril de 2015, data que a Copasa deixou a cidade e a Águas de Pará de Minas assumiu o serviço. Como a Copasa é obrigada a manter em seus arquivos esses dados dos consumidores, dependendo do que acontecer nessa audiência, que será realizada no fim deste mês de novembro, solicitaremos esses dados, para que seja feita uma perícia, de forma individualizada, para ver quanto cada consumidor tem direito a ser restituído. Como a ação judicial é de 2012 e foi julgada em 2019 - 7 anos depois - a execução tende a ser mais rápida, mas não dá para saber até quando a Copasa vai resistir e como vai tramitar a ação, que é imprevisível. Mas é bom que fique bem claro que não é um favor que a Copasa vai fazer, uma vez que ela aumentou essa tarifa de forma abusiva.”

SAÚDE: “PEGUEI UM AVIÃO EM SOBREVOO”

Na reunião ordinária da câmara do dia 4 de novembro, a reunião foi rápida, devido a Prestação de Contas do 2° quadrimestre de 2019 da secretaria de saúde. A reportagem GP conversou com o novo secretário de saúde, Wagner Magesty Silveira. Veja.

“É um relatório consolidado que já vinha sendo feito antes mesmo de eu assumir a pasta. Temos a diretriz dos investimentos e todas as ações que foram realizadas até então. O trabalho é contínuo e tenho que enaltecer o trabalho que o Paulo Duarte fez, porém peguei a secretaria necessitando de alguns ajustes, Na verdade, peguei um avião em sobrevoo. Estamos nas melhores das intenções, haja vista o que aconteceu nesse mês, quando nós aumentamos o número de cirurgias no hospital. Já estamos com alguns mutirões para serem feitos, já negociados com o hospital. Temos novidades também em questão do mamógrafo que nós conseguimos. Já recebi a carta de referência e tão logo terminemos a construção do Ame, teremos um complexo mais confortável e um ambiente mais humanizado para atender a população pará-minense,” promete Wagner.

FIM DE ESTACIONAMENTO REVOLTA CAMINHONEIROS

O tradicional estacionamento de caminhões fretistas, na rua Matias Lobato, ao lado da Ponte Grande, debaixo de enormes árvores de ficcus, teve retirada a placa que sinalizava exclusividade aos caminhoneiros e agora as vagas agora estão sendo ocupadas por qualquer veículo. Tudo começou, quando, em fevereiro de 2019, o promotor Delano Azevedo encaminhou ofício à Gerência de Trânsito e Transporte da prefeitura requerendo a retirada da placa. No documento, ele justifica o pedido, baseado na resolução 302/2008 do Contran, que permite estacionamento de qualquer veículo no local, ficando vedada a exclusividade para caminhões. A medida causoutanta insatisfação aos caminhoneiros, acomodados, há anos, naquela área de sombra e conforto, que a reportagem GP resolveu falar com o promotor. Veja o que ele disse.

“Nesse caso específico de estacionamento, fomos demandados por uma pessoa que, creio eu, tenha estabelecimento ali próximo. Ela pleiteia o direito dela estacionar seu veículo também no local. Fomos nos debruçar sobre a legislação de trânsito e, de fato, não há previsão no Código Nacional de Estacionamento exclusividade para caminhões. O que a gente pleiteou e orientou ao município foi que apenas fizesse cumprir o Código de Trânsito Brasileiro, que não estabelecesse exclusividade para estacionamento de caminhões em determinada áreas da cidade. Isso a lei não permite e a gente encaminhou um ofício recomendando. Houve uma demora no cumprimento, mas foi cumprido. Alguns ficaram satisfeitos, sabemos que os caminhoneiros ficaram insatisfeitos, mas não atuamos por vontade própria, pois é o que determina a lei e a gente trabalhou para que a lei fosse cumprida,” ressalta o promotor.

ESTÃO PROIBIDOS? - “Não, esses caminhoneiros têm o direito de estacionar ali também. Eles só não tem mais a exclusividade. Não queremos atrapalhar o emprego de ninguém, não é essa nossa finalidade e torcemos para que eles continuem ali e a chance deles estacionarem é muito maior que a de outros, porque eles geralmente pegam mais cedo no batente. Trata-se de uma classe que merece todo o meu respeito, mas é uma questão legal. O Ministério Público não fica rodando a cidade, procurando problema para resolver não. A gente aqui tem centenas de inquéritos civis públicos e essa foi apenas mais uma demanda que nos chegou e era legítima.”

MARCÍLIO É ELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA PELA 5ª VEZ

No dia 8 de novembro, os vereadores elegeram a nova mesa diretora da câmara municipal, para o ano de 2020. O atual presidente da Casa,Dilhermando Rodrigues Filho/Dilé, abriu espaço para as candidaturas, mas apenas o vereador Marcílio Magela de Souza apresentou desejo de ocupar o cargo da presidência no próximo ano.Por 16 votos a favor e uma abstenção de Márcio Eustáquio Rodrigues, Marcílio foi eleito presidente da câmara. A posse da nova mesa diretora está marcada para o próximo dia 1ª de janeiro. A reportagem GP conversou com ele. Veja.

“Tivemos uma reunião tranqüila e eu fiquei muito lisonjeado. Já queimamos muita lenha e, desde que vim do gabinete do Antônio Júlio, fui eleito 4 vezes para vereador e fico muito feliz por chegar pela 5ª vez à presidência dessa Casa. Isso sem falar no apoio da maioria dos meus companheiros, com 16 votos e uma abstenção. Então, a gente fica muito alegre mesmo! Me emocionei muito com as palavras dos meus companheiros. A gente concretiza mais um sonho de chegar à presidência da câmara e isso é sinal de que trabalhamos muito, para que isso pudesse acontecer. Agradeço imensamente aos vereadores e falo para a população de Pará de Minas, que já conhece o nosso trabalho, que vamos tentar fazer novamente um bom trabalho em 2020, que será um ano pesado, de eleições municipais, quando estaremos aí novamente disputando a eleição. Na realidade, quando somos eleitos vereadores, somos eleitos pela população que tem esperança de que possamos fazer alguma coisa para que a cidade melhore. Estando à frente desta Casa, fica mais fácil de trabalhar em prol da população,” acredita Marcílio.

Parte do terreno do HNSC será vendido?

No dia 29 de outubro, terça-feira, na reunião ordinária da câmara municipal, surgiu um boato que uma parte do terreno do HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição estaria sendo vendida para proprietário da Granvita, José Luís dos Santos, Garra Profissional na Indústria, em 2012, 2014 e 2015. Diante disso, o presidente do Conselho Superior da Irmandade de Nossa Senhora da Conceição, Eduardo Leite convocou uma entrevista coletiva. Veja o resumo.

“O hospital passa por dificuldades financeiras graves, há quase 10 anos, e estamos todos aqui, de forma voluntária, tentando conseguir soluções para que o hospital continue atendendo bem a população,” desliza Eduardo.

HOUVE A PROPOSTA? SIM OU NÃO? - “Recebemos, diariamente, diversas outras propostas, mas nem chegou a ser uma proposta formal; foi mais uma sondagem questionando-nos se o hospital interessaria em trocar parte de uma área que não tem sido usada, para a possível construção de uma nova hemodiálise, maior e mais moderna. Falamos, então, para nos apresentarem um projeto, para que pudéssemos sondar a discussão no conselho e, se for o caso, iríamos adiante. Tem que ser um projeto que traga benefícios para o hospital. A irmandade jamais iria se dispor de um imóvel simplesmente para pagar dívida. Isso, de forma alguma, nós vamos fazer.”

Financiamento do 13° com juros baixos

O Sicoob Ascicred está com uma linha especial de crédito de financiamento de 13° salário, para seus associados, com taxa de juros de apenas 0,89%. Para saber mais, a reportagem GP conversou com o gerente comercial do Sicoob Ascicred, Fábio Faria. Veja.

“Já é habitual a cooperativa, todo ano, lançar essa linha de capital de giro para financiamento do 13° salário. Ela é colocada no mercado a partir de hoje, 1°, sexta-feira, e vai até o dia 20 de dezembro, sexta-feira, que é o prazo máximo para nosso cooperado empresário arcar com as obrigações do 13°. A taxa parte de 0,89% de juros ao mês, ou seja, uma linha de crédito que tem intuito de financiar até 100% da folha do 13° e seus encargos, parcelada em até 10 vezes e com taxa ímpar no mercado de 0,89% ao mês. O empresário e comerciante buscam no fim do ano aumentar o estoque, diversificar mais seus produtos e isso acaba gerando um custo para ele. Aí, ele vai ter o retorno desse giro só em janeiro, quando as vendas começarem a ser quitadas, por meio dos pagamentos. Para evitar gastos e despesas altas e ele ter que tirar esse valor total do caixa da empresa para arcar com essa obrigação, ele pode optar por essa linha de crédito,” divulga Fábio.

Novas tecnologias para o combate a dengue

Pará de Minas foi a cidade de Minas Gerais escolhida para receber um estudo de novas alternativas de controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Na primeira semana de outubro, profissionais da Secretaria Estadual de Saúde e da Fundação Oswaldo Cruz estiveram na cidade para capacitar a equipe de combate a endemias da prefeitura e iniciar a implantação do projeto, que terá duração de 15 meses, em todas as regiões da cidade. O estudo realizado em Pará de Minas servirá de referência para toda Minas Gerais. De acordo com o resultado, o governo implantará as alternativas de combate ao mosquito em todo Estado. Outra parte do projeto, financiado pelo Governo do Estado, é a construção de um laboratório no Centro de Controle de Zoonoses. Os agentes de combate a endemias já começaram a visitar as residências e instalar as armadilhas. Em novembro, inicia a fase de eliminação dos mosquitos, de acordo com o resultado do estudo. Podem ser utilizadas na cidade inovações tecnológicas já testadas e aprovadas.

Importância da alimentação saudável é tema de ação

A equipe de nutricionistas da prefeitura realizou uma Mobilização Contra a Obesidade, por meio de uma ação educativa, no dia 11 de outubro. Durante a manhã, as profissionais das secretarias de saúde, educação e assistência social, deram dicas de alimentação saudável e distribuíram saladas de frutas às pessoas que passavam pela feirinha da praça Padre José Pereira Coelho. Dados divulgados pela OCDE -  Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico apontam que cresce o índice de obesidade em todo o mundo, mas no Brasil as taxas subiram mais rápido do que a média. O relatório da OCDE revelou que o número de obesos na população adulta brasileira saltou, entre 1996 e 2016, de 12,7% para 22,1%. Dados suficientes para a agência da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, afirmar que América Latina e Caribe sofrem de uma “epidemia da doença”. O estudo indicou ainda que, de 2020 a 2050, o excesso de peso deve reduzir a expectativa de vida em 3,3 anos no Brasil. A reportagem GP conversou com a nutricionista da secretaria de educação, Anna Paula Pena. Veja.

“O 11 de outubro é o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. Por sabermos que, com o passar dos anos, os índices de obesidade na população vem aumentando, preparamos essa ação educativa. Queremos que as pessoas tenham mais qualidade de vida e uma alimentação mais saudável. Esperamos também que essas informações sejam difundidas entre os familiares e amigos. A prefeitura tem feito seu papel. Temos uma equipe de nutricionistas que faz um trabalho contínuo de orientação, avaliação nutricional e educação nutricional nas escolas, nas unidades de saúde e nos projetos sociais,” ressalta Anna Paula.

Quem faturou o vale-compras de R$ 5 mil?

No último dia 18, sexta-feira, aconteceu o sorteio da promoção da Ascipam de Dia das Crianças, em que Leonardo José Melo Paiva, morador na avenida Professor Melo Cançado faturou um vale-compras de R$ 5 mil para comprar nas lojas associadas da cidade. A reportagem GP conversou com o diretor de eventos da Ascipam, Guilherme Cassini. Veja.

“As vendas do Dia das Crianças foram boas, o pessoal gostou muito do horário especial, do movimento e achou que valeu a pena. O sorteio aconteceu ao vivo, por meio da TVI. Agora, as expectativas para o Natal são boas, pois conseguimos apoio da prefeitura (150 mil reais) e enfeitaremos toda a cidade. No mais, o comércio está motivado e isso já é um passo dado. Já abrimos o sorteio de Natal, sendo que já estão sendo distribuídos os cupons para a nova promoção chamada Minha Casa Nova. Gostaria de solicitar que as pessoas peçam os cupons, para concorrer ao sorteio. Apesar dos cupons para o sorteio do Dia das Crianças terem sido para essa promoção específica, eles serão aproveitados também para o sorteio da casa,” explica Guilherme.

Vestibular para 9 cursos da Fapam, em novembro

No dia 23 de novembro acontecerá o vestibular da Fapam, para os interessados em 9 dos 11 cursos que a faculdade oferece: administração, agronegócio, ciências contábeis, direito, enfermagem, pedagogia, psicologia, gestão de tecnologia da informação e o novo curso: sistemas de informação. As inscrições de R$ 40,00 podem ser feitas no www.fapam.edu.br, até o dia 20 de novembro e quem fizer antecipada, ganhará 15% de desconto. Para conhecer um pouco alguns cursos, a reportagem GP conversou com o coordenador do curso de pedagogia, Matheus Guimarães. Veja.

“As pessoas pensam no curso de pedagogia como um curso de formação de professores para os anos iniciais do ensino fundamental e para educação infantil. O nosso curso forma sim, claro, para atuação nesses campos, mas ele vai muito além disso. Fizemos dentro do curso uma pesquisa para acompanhar as trilhas que os nossos alunos da graduação têm desenvolvido e boa parte demonstrou interesse em atuar em projetos sociais, gestão de políticas públicas, educação de jovens e adultos e docência no ensino superior. Portanto, trata-se de um curso bem amplo e a gente aconselha a quem tiver interesse de conhecer melhor o curso procurar aqui os coordenadores,” convida Matheus.

ALTA EMPREGABILIDADE - A reportagem GP conversou também com o coordenador do curso de administração, Paulo Pimenta. Veja.

“O curso de administração tem hoje, praticamente, todos os seus alunos empregados, porque tem um campo de trabalho muito bom. Se você já pensou em ser gerente, supervisor, coordenador, bancário e, principalmente, empresário, o curso de administração foca na empregabilidade e no empreendedorismo de seus alunos. Nossos professores encaminham os aluno para estágios no mercado de trabalho, orientando o profissional a como atuar, na prática, frente os problemas que ocorrem nas empresas. Nosso curso nos garante excelente nota no Mec – Ministério da Educação. Quem tiver interesse em aprender administração e, principalmente, empreendedorismo, deve vir para o curso de administração da Fapam,” convida Paulo.

NOVO CURSO - A reportagem GP conversou ainda com o coordenador dos cursos de GTI - gestão da tecnologia da informação e o novo, sistemas de informação, Daniel Capanema. Acompanhe.

“Mantivemos o curso de GTI, porém totalmente reestruturado e tecnólogo, de 3 anos, e o começaremos o novo curso de Sistemas de Informação, de 4 anos. Tanto a reestruturação como a criação do novo curso foram uma demanda dos empresários da cidade, já que não conseguíamos suprí-la só com o curso de GTI. Como a área da tecnologia é uma das que mais cresce, a demanda por esses profissionais só tende a crescer. Ambos os cursos tem uma abordagem bem ampla de disciplinas e são bastante práticos, alinhando teoria e prática. O curso sistemas de informação tem disciplinas a mais que o de GTI, onde se vê um pouco mais do desenvolvimento e infraestrutura, além de ter mais disciplinas de gestão. Porém, o aluno que já fez o curso de GTI pode obter a sua 2ª graduação em apenas 1 ano, o que é bastante interessante, já que em apenas 4 anos o aluno pode obter dois cursos superiores,” explica Daniel.

Prefeito anuncia os 3 novos secretários

Na última terça-feira, 1°, uma semana após a exoneração do secretário Paulo Duarte (cultura e comunicação organizacional e saúde) e do secretário de assistência social, Vilson Antônio dos Santos, o prefeito Elias Diniz concedeu uma coletiva para a imprensa local, quando anunciou os nomes dos novos titulares das pastas. Resumindo: 1) a atual secretária de educação, Marluce de Souza Pinto Coelho, irá responder também pela secretaria de cultura e comunicação organizacional (*). 2) O ex-vereador Flávio Medina responderá pela secretaria de assistência social. E 3) o ex-secretário de governo de Juatuba/MG, Wagner Magesty Silveira, que já trabalhava na prefeitura como assessor de coordenação e assuntos estratégicos (**). Veja o que disse o prefeito.

“A equipe na realidade já faz parte do nosso quadro. O que estamos fazendo é uma mini reforma administrativa e, a partir deste momento, nós mantemos todo o processo operacional, potencializando ainda mais os nossos serviços. É obvio que na nossa administração temos que agradecer muito aos dois ex-secretários, pelos trabalhos realizados dentro de suas secretarias. Afinal, se há algo que temos que ter é gratidão e respeito por aqueles que nos prestaram serviços. Hoje, estamos fazendo estas nomeações do Wagner, do Flávio e da Marluce, todos de forma interina,” adianta Elias.

POR QUE A EXONERAÇÃO? - “Todo governo tem seus momentos de fazer uma reestruturação momentânea, para que possamos tentar potencializar o serviço público, ainda mais. Todo município precisa oxigenar, para que possamos oferecer mais serviços, dentro de uma política administrativa. Da mesma forma que o governo Zema fez isso, nós também estamos fazendo agora.”

CRITÉRIOS DAS ESCOLHAS - “A escolha da Marluce é porque a educação e a cultura têm muito a ver. O Flávio tem um conhecimento dentro da cidade, envolvendo as políticas públicas de ação social e isso será um facilitador dentro do processo. Quanto ao Wagner, ele tem toda uma experiência em termo de gestão e isso o habilita, para que possamos dar continuidade em todo o trabalho, uma vez que a saúde necessita de gestão.”

NOTAS DA REDAÇÃO - (*) Vale ressaltar que, desde a administração do ex-prefeito Tilili, a secretaria de educação e cultura, até então, eram uma só, quando foi desmembrada, fazendo deslanchar a arte e a cultura locais, que hoje se encontram em seu apogeu. Portanto, este GP Jornal teme por um retrocesso, mas torce para isso não aconteça, desejando sucesso à nova secretária.

(**) O juatubense Wagner entrou na prefeitura de Pará de Minas, por indicação do deputado federal, Diego Andrade, que apoiou a candidatura do prefeito Elias Diniz.

Desfile cívico de volta à rua Direita

No dia 20, sexta-feira, foram comemorados, com um belo desfile cívico, os 160 anos de Pará de Minas, que voltou a ser realizado na rua Benedito Valadares, desta vez, de manhã. No ano passado, esse desfile aconteceu no Bariri e agora voltou para a rua Direita, por ser central, de fácil acesso e onde sempre foi realizado. A reportagem GP esteve presente e acompanhou todos os desfiles das * escolas (municipais, estaduais, colégios e creches), * Corpo de Bombeiros, * PM, * Fapam, * Apae, * Centro de Convivência dos Idosos, * Secretaria de Educação, * Secretaria de Assistência Social, * Secretaria de Esporte, * Abraco, * Brigada Voluntária, * Desbravadores, * Filhas de Jó e * Demolays, que homenagearam a * saúde, * educação, * esporte,  * indústrias, * a aluna Miriam Assumpção Chaves, que representou Pará de Minas no Parlamento Jovem, em Brasília/DF, * sustentabilidade, * futuro melhor, * igualdade, * prevenção da Aids, * mobilidade urbana, * museu, * Santuário da Piedade, * Nossa Senhora da Piedade (padroeira da cidade), * Cristo Redentor, * capelinha do hospital, * Padre Libério, * escola de música, e * veículos de comunicação locais. Isso, sem falara nas empresas: * Lamil, * Alterosa, * Drogarede, * Chá de Panela, * Unimed, e * Ascipam.

O PREFEITO - Marcando presença no evento, a reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Foi um desfile maravilhoso, uma homenagem que podemos dar para toda a cidade. Tivemos uma demonstração aqui da linha do tempo e isso mostra o quanto Pará de Minas cresce em prol da nossa população, com homens e mulheres. A partir do momento que você enxerga essa linha do tempo, onde começamos com o agronegócio, dá essa transição com nosso sistema viário e, ao mesmo tempo, os teares, a indústria têxtil e agora a avicultura forte. Temos que agradecer e projetar Pará de Minas para os próximos 40 anos. Temos que agradecer e esperar que nossos filhos e netos possam dar continuidade nessa terra maravilhosa. Temos que parabenizar essa cidade encantada,” comemora Elias.

Cirurgia de catarata: mais 165 pará-minenses

A prefeitura, em parceria com o HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição, realizou mais um mutirão de cirurgias de catarata, quando, nos dias 24 e 25 de agosto, 165 pacientes passaram pelo procedimento. O mutirão de cirurgias foi possível graças a um investimento de mais de 120 mil reais feito pela prefeitura. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“O Estado interrompeu as cirurgias eletivas, mas em Pará de Minas nós demos continuidade com recursos próprios do município, por meio de um convênio com o hospital. Em um primeiro momento, foram contratadas 200 cirurgias. Depois, os pacientes retornarão para fazer o procedimento no outro olho, totalizando 400. Foi mais um passo para zerar a fila pela cirurgia de catarata”, comemora o prefeito.

1ª ação comunitária do Cras, em Tavares

A prefeitura, por meio da secretaria de assistência social, realizou no dia 14 de setembro, a 1ª Ação Comunitária do Cras, no distrito de Tavares. O evento, organizado pelo Cras José Ferreira de Abreu, aconteceu na praça Nossa Senhora da Conceição, com o objetivo de proporcionar à comunidade momentos de interação social e de acesso e informações sobre seus direitos, por meio de serviços, orientações e encaminhamentos. A programação do evento incluiu cuidados com a saúde, atividades de recreação, cortes de cabelo, maquiagem, esmaltação, oficinas de artesanato, orientações jurídicas, atividades esportivas e culturais, além de feira de produtos agroecológicos.

Software no atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social

Com o objetivo de melhorar a qualidade dos serviços ofertados pela secretaria de assistência social, a prefeitura está implantando o Gesuas, um software para a gestão da rede socioassistencial do município. A ferramenta possibilitará o monitoramento de todos os serviços prestados pela secretaria, por meio da gestão integrada e online do Suas - Sistema Único de Assistência Social. Com o sistema, a prefeitura fará o registro de todas as informações das famílias referenciadas e, a partir desses dados, terá condições de fazer intervenções mais eficazes junto àquelas pessoas que estão em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados. Jardel Pires Lemos, técnico da empresa detentora do software e responsável pelo treinamento aos servidores explicou à reportagem GP que a ferramenta permite a consolidação de dados para que as equipes possam utilizá-los de forma mais eficiente no atendimento às pessoas em situação de vulnerabilidade social. 

Secretário visita a cidade e anuncia 800 mil reais para a saúde

Pará de Minas recebeu na última sexta-feira, 6, a visita do Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral. Acompanhado do prefeito Elias Diniz e do deputado estadual Inácio Franco, o secretário conheceu unidades de saúde em construção e que serão inauguradas em breve, como a UBS de Torneiros e do bairro Dom Bosco e o Ame - Ambulatório de Especialidades Médicas.Ele também visitou a base do Samu, no Senador Valadares, e o HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição. Em entrevista à reportagem GP, o secretário revelou ter se surpreendido positivamente com a estrutura da rede de saúde pública de Pará de Minas e anunciou a liberação de R$ 800 mil para investimentos no setor.No entanto, ele não especificou a forma como o dinheiro será liberado, nem a área que o recurso será aplicado. Carlos Eduardo também comentou sobre a dívida do Governo de Minas com as prefeituras, em especial a que envolve o município, de quase R$ 40 milhões. Segundo ele, o governo está ciente da situação e tem se esforçado para manter os pagamentos em dia na área da saúde. O prefeito Elias Diniz agradeceu a visita do secretário e destacou que o objetivo foi mostrar a ele o serviço desenvolvido na cidade e pleitear investimentos estaduais para otimizar a assistência ofertada à população. A visita do secretário e o anúncio da liberação da verba para o município deixaram o deputado estadual, Inácio Franco alegre. No entanto, ele admite que investimentos na área da saúde têm de ser constantes, adiantando que, em breve, deve liberar mais recursos, por meio de emendas impositivas.

21 caminhões de lixo, entulho e lama

De algumas semanas pra cá a prefeitura está realizando a limpeza da calha do ribeirão Água Limpa na região do São Francisco e na parte canalizada do ribeirão Paciência, próximo à Ponte Grande. Para tanto, uma máquina está trabalhando para retirar tudo que possa impedir a passagem da água, no período chuvoso. A reportagem GP conversou com o secretário de obras, o vice-prefeito Zezé Porfírio. Veja.

“A máquina foi colocada dentro da calha do ribeirão por um guindaste e ela trabalha dentro do leito canalizado que é de concreto. Ela retira todo o mato, galhos e arbustos que nasceram dentro do ribeirão. Outra máquina vem e puxa para fora o material que é colocado nos caminhões”, resume Zezé.

A equipe comandada pela secretaria de obras retirou todo o barro, entulho e lixo que estavam acumulados na galeria que passa sob a avenida Presidente Vargas, na altura da MotoStar. A prefeitura está realizando esse serviço como forma de prevenir problemas de alagamento, no período chuvoso. A reportagem GP falou também com o prefeito Elias Diniz.

“Só debaixo da avenida foram retirados mais de 21 caminhões de lixo, entulho e lama. Uma das nossas missões é trabalhar preventivamente. Então, estamos nos antecipando para evitar um problema comum na época de chuvas que é o transbordamento desse ribeirão na Presidente Vargas. É claro que estamos preparados para chuvas normais, não para chuvas atípicas, acima de 80 milímetros. Em casos extremos o nosso sistema de rede pluvial, infelizmente, não consegue suportar o volume”, disse o prefeito Elias Diniz.

Começou dia 22 a vacinação contra o sarampo

Todas as unidades básicas de saúde da prefeitura e a Policlínica já estão prontas para atender pessoas de seis meses a 49 anos de idade que ainda não se vacinaram contra o sarampo. A secretaria de saúde pede para que todos confiram o cartão de vacina. A preocupação é com o vírus, que já se espalha pelo estado de São Paulo, possa chegar ao município. No dia 20 de agosto, o Ministério da Saúde divulgou um boletim com os casos de sarampo. No Brasil foram registrados, entre 19 de maio a 10 de agosto de 2019, 1.680 casos de sarampo, em 11 Estados: * São Paulo (1.662), * Rio de Janeiro (6), * Pernambuco (4), * Bahia (1), * Paraná (1), * Goiás (1), * Maranhão (1), * Rio Grande do Norte (1), * Espírito Santo (1), * Sergipe (1) e * Piauí (1). Antes desse surto nacional, eram vacinadas somente pessoas de 1 a 49 anos de idade. Agora, por causa do aumento de casos da doença, o Ministério da Saúde orientou que todas as crianças de seis a 11 meses também sejam imunizadas contra o sarampo, uma vez que essa faixa etária é mais suscetível a casos graves e óbitos. E quando a criança completa 12 meses tem que receber nova vacina, conforme esquema vacinal de rotina. A reportagem GP falou com o secretário de saúde, Paulo Duarte.

“Em Pará de Minas, não há casos registrados, porque aqui a gente mantém uma regularidade de vacinação da população. Ou seja, toda vez que o paciente procura o serviço público de saúde do município, é solicitada a apresentação do cartão de vacina e, assim, verificamos se está tudo em dia. Não podemos deixar que essa doença chegue a Pará de Minas. Então, todos devem procurar uma unidade de saúde. Caso a pessoa tenha perdido o cartão de vacina, a gente recomenda que também vá à unidade, faça um novo cartão e tome a vacina. Não há nenhuma contraindicação de reforçar a dose”, alerta o reconhecido secretário.

Rede pluvial de concreto, no lugar de plástico

A prefeitura concluiu a obra de reconstrução da rede pluvial da principal rua do Cecília Meireles, quando foram investidos quase R$ 240 mil no sistema de drenagem de 600 metros de comprimento. No fim de 2018, começou a se formar crateras no meio da rua, por causa da destruição da rede feita pela empresa responsável pela construção do residencial. Pessoas não identificadas colocaram fogo na tubulação da rede pluvial que era feita de material plástico. Assim, todo o sistema foi destruído pelas chamas e, com o período chuvoso, o problema foi aumentando. A prefeitura assumiu a responsabilidade, realizou processo licitatório e agora concluiu a obra. Veja o que disse o prefeito Elias Diniz à reportagem GP.

“O processo licitatório exige um trâmite legal e isso foi o que demorou mais. Apesar disso, a prefeitura foi ágil na execução da obra, porque foram gastos praticamente apenas 50 dias para a conclusão. Temos aqui um novo modelo de rede pluvial, feito de concreto armado. Não é mais um material plástico, inflamável. Com isso, evitamos que, no futuro, aconteçam outros atos de vandalismo”, revela o chefe do Executivo, durante visita ao local.

Seminário defende os direitos com deveres

A prefeitura, por meio da secretaria de assistência social e a Casa dos Conselhos, promoveu no último dia 26, segunda-feira, na Fapam, o 4º Seminário do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O evento, que integra as comemorações da Semana da Pessoa com Deficiência, foi aberto a toda a população. O presidente do conselho, advogado Alexandre Keuffer, explicou que o tema central do seminário foi Pessoa Com Deficiência e Família Como Protagonistas na Implementação de Políticas Públicas. De acordo com Keuffer, as reflexões propostas terão como eixo central o princípio de que direitos acarretam deveres. Segundo Vilson Antônio dos Santos, secretário de assistência social, é muito importante o poder público apoiar entidades como o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Quem autorizou construir outro cadeião na cidade? (2)

Na manhã do dia 22 de agosto, quinta-feira, os vereadores de Pará de Minas, juntamente com o prefeito Elias Diniz e representantes do comitê de crise, se reuniram, unindo forças contra a construção de um novo presídio na cidade. A reportagem GP esteve presente, quando conversou com o presidente da câmara, Dilhermando Rodrigues. Veja o que ele disse, em resumo.

“Fizemos essa reunião para nos inteirar do assunto, quando vimos também que os nossos deputados já estavam se mobilizando, por meio de um ofício, para que essa obra não acontecesse novamente aqui. Nossa cidade não poderia receber mais essa penalidade, seja um presídio masculino ou feminino. Independentemente de tudo não iríamos aceitar essa decisão que não foi comunicada a nenhuma classe política pará-minense. Ficamos muito tristes em ver uma cidade receber isso pelas redes sociais. O governador e o secretário de justiça viram, que não estamos dormindo, que estamos atentos à essas intenções que eles têm,” reclama Dilé, como o presidente da câmara é mais conhecido.

RAPIDEZ - Antes dessa reunião local, o deputado federal Eduardo Barbosa já tinha enviado um ofício direto ao governador Romeu Zema, que o respondeu em viva voz, por meio do whatsApp. Veja.

“Pode deixar, senhor deputado, que vou verificar. Eu tinha conhecimento da transferência de alguns presídios, mas ainda não sabia para qual localidade. Não imaginava que fosse em Pará de Minas e já solicitei um esclarecimento ao secretário de segurança, general Araújo. Daremos um retorno.”

Depois, o deputado federal Diego Andrade também se manifestou, divulgando foto questionável, pelas redes sociais. Veja parte do que ele disse.

“Pará de Minas já deu a sua cota para colaboração, por meio de um presídio que já existe lá (quando o ex-prefeito Antônio Júlio de Faria era presidente da assembleia legislativa). A tragédia de Brumadinho comprometeu a bacia do Paraopeba e o que todos os municípios da bacia esperam, inclusive Pará de Minas, é a reparação desses danos e recursos de benefício, e não mais malefícios.”

A UNIÃO FEZ A FORÇA - Um dia depois, 23, sexta-feira, após ser recebido em audiência pelo governador, o deputado estadual Inácio Franco afirmou à população que já havia sido cancelado o projeto de construção do novo presídio. Veja.

“Está cancelado o projeto de construção de uma nova penitenciária no município. Recebi informação oficial do governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Mário Lúcio Alves de Araújo.”

Mais de R$ 10 mil por mês para cada vigia?

Publicada uma licitação para contratação de empresa de segurança para prestar serviço de vigilância noturna motorizada no velório e cemitério locais. A prefeitura quer contratar dois profissionais, que trabalharão numa jornada de 12 x 36, sendo que o valor do pagamento anual é de R$ 253 mil; ou seja, R$ 21.131,27 por mês. O MP - Ministério Público, por meio da promotora Juliana Fonseca Salomão, recebeu solicitação de três vereadores (Marcos Aurélio dos Santos, Marcus Vinícius Rios de Faria e Rodrigo Varela), solicitando o cancelamento da licitação. No ofício, os três vereadores alegam que essa terceirização fere a lei, porque, por meio de concurso público, a prefeitura já convocou os aprovados para compor a Guarda Municipal, cujas atribuições são praticamente as mesmas. A reportagem GP esteve com o vereador Marcos Aurélio dos Santos.

“Como um vereador não tem poder de solicitar o embargo de um processo licitatório, fomos ao MP solicitar que a doutora Juliana possa fazer esse embargo por nós, porque não justifica, em hipótese alguma, terceirizar a vigilância do velório e do cemitério. Basta dar posse aos candidatos que foram aprovados e que estão aguardando nomeação e sairia muito mais barato que contratar essa empresa terceirizada. Gastar R$ 21 mil reais por mês para dois servidores é meio fora de mão,” ironiza Marcos Aurélio.

Bairro Jardim das Oliveiras ganha ônibus

Por meio de uma negociação mediada pela prefeitura, uma das linhas da Turi agora atenderá também o bairro Jardim das Oliveiras. Para saber mais, a reportagem GP conversou com o diretor de trânsito, Pedro Paulo Alves. Confira.

“Tínhamos várias reivindicações dos moradores e até atendendo requerimento de alguns vereadores, estenderemos a linha Vila Maria/Santos Dumont ao bairro Jardim das Oliveiras, que agora passará também pelas ruas Vicente Maria de Oliveira, Doutor Edward Moreira Xavier e Édson Mendonça Melgaço. Lembrando, porém, que trata-se de um período de teste para ver a demanda que realmente existe no bairro, para que coloquemos mais linhas ou não,” explica Pedro Paulo.

Vacinas contra a raiva só vai dar para a zona rural

A prefeitura iniciou ontem, quinta-feira, 22, a campanha de vacinação de cães e gatos contra a raiva. Desta vez, somente a população de animais da zona rural será imunizada. O Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, limitou o número de doses por causa de um problema na produção do laboratório responsável pelas vacinas. A reportagem GP conversou com o agente de combate a endemias, Rogério Francisco Marinho. Veja.

“Em Pará de Minas, já é comum a campanha ser realizada no mês de agosto. Então, os municípios que haviam preparado as campanhas até o mês de julho receberam as vacinas. Por isso, com esse problema na produção do laboratório, que ocorreu no decorrer do mês passado, Pará de Minas recebeu apenas 1.700 doses, que são suficientesapenas para a população de cães e gatos da zona rural. A nossa equipe estará em pontos específicos e já conhecidos das comunidades rurais. Foram afixados cartazes nesses locais, informando a programação. Pedimos que todos os proprietários, moradores da zona rural de Pará de Minas, levem os animais para tomar essa importante vacina”, explica Rogério.

* A programação da vacinação pode ser conferida no site da prefeitura: parademinas.mg.gov.br

QUEM AUTORIZOU CONSTRUIR OUTRO CADEIÃO NA CIDADE?

Na noite da última terça-feira, 20, circulou nas redes sociais a notícia de que o governo de Estado, por ordem do secretárioadjunto da justiça e segurança pública, Gustavo Henrique Wykrota Tostes, com base na compensação aos impactos gerados nas unidades prisionais de Itabira/MG, Barão de Cocais/MG, Sabará/MG, Itabirito/MG, Congonhas/MG, Nova Lima/MG e Rio Piracicaba/MG, pelo risco de rompimento de barragens, a empresa Vale se comprometeu a construir duas novas unidades prisionais com a capacidade de aproximadamente 600 vagas cada, sendo uma delas em Pará de Minas, na estrada dos Costas, s/n°, no João Paulo II (próxima à Penitenciária Pio Canedo). A notícia gerou, como aconteceu, anos atrás, com a notícia da construção do primeiro Cadeião, quando o ex-prefeito Antônio Júlio de Fariaera o presidente da assembleia legislativa, muita revolta e polêmica. No outro dia, quarta-feira, 21, às 8H, atendendo a um pedido da assessoria de comunicação da câmara, a reportagem GP conversou com o vereador Marcos Aurélio dos Santos. Veja o que ele disse.

“Essa notícia foi dada sem consentimento e o pior, sem o conhecimento da sociedade. Então, pedimos, encarecidamente, a intervenção do prefeito, Elias Diniz, do deputado estadual, Inácio Franco, dos membros do Comitê de Crise e do nosso promotor Delano Azevedo, para que busquem informações junto ao secretário de estado e segurança pública e junto aos diretores da Vale, para ver se, de fato, isso vai acontecer. Isso está acontecendo mediante tratativas de quem? Quem é que está reivindicando isso para Pará de Minas? Precisamos saber. Nós perdemos a captação da água do rio Paraopeba e estamos esperando o cumprimento de um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, para a Vale trazer a água do rio Pará. Ao invés disso, vão trazer mais uma penitenciária para a cidade? Não é disso que Pará de Minas está precisando.Se estão fazendo isso em segredo, temos de mobilizar toda a cidade, para que isso não aconteça. Eu não quero acreditar que o Comitê de Crise e o prefeito tenham assinado algum acordo sobre isso, muito menos de forma silenciosa. Se estão participando dessas tratativas, ficaremos muito decepcionados...”

FOI O PREFEITO QUE PEDIU? - Diante do que ouviu, a reportagem GP correu atrás do prefeito Elias Diniz. Veja o que ele disse.

“Estamos indignados! Fui pego de surpresa também! Não estava ciente disso! Fiquei sabendo também pelas redes sociais. Mas já solicitei uma audiência com o deputado Inácio Franco e solicitei uma reunião com o secretário de segurança pública, em caráter de urgência e, se necessário, com o governador (Romeu Zema). Pará de Minas foi a segunda cidade mais afetada, devido a captação da água da Vale e não damos nenhum tipo de autorização para que essa empresa faça esse investimento na nossa cidade. Pará de Minas está sendo destaque em segurança pública, quando saímos de 85° lugar para 1° lugar. Ou seja, os nossos índicescairam. Como uma cidade, que está dando exemplo de qualidade em segurança pública, de repente, recebe esse modelo? Jamais! O que eu pedi está em ofício, para que todos possam ver, que foi uma atenção especial ao hospital e ao processo que envolve o meio ambiente. Isso sim! Jamais o município de Pará de Minas fez essa tratativa e eu também quero saber quem a fez. Estou indignado! Acho que o Estado tem que investir em unidade prisional onde ela já existe; no caso, Ribeirão das Neves/MG. Pará de Minas não é uma cidade voltada para o sistema prisional. Eu nunca vi isso de compensar dano ambiental com construção de penitenciárias. Nós não aceitamos! Pronto e acabou! Se alguém está fazendo isso, é uma tratativa que não está no escopo dos nosso procedimentos. O nosso escopo é recuperação ambiental e qualquer medida compensatória que venha para o sistema de saúde e voltado para a educação. É nisso que estamos trabalhando. São essas as nossas tratativas. Jamais fomos chamados para essa tratativa. Acho que até o Ministério Público foi pego de surpresa, desta vez. Então o que queremos saber agora é quem deu a ordem?, questiona o prefeito.”

TARDE DEMAIS? - Algumas horas depois, a reportagem GP recebeu da câmara municipal uma ata da reunião realizada no último dia 19 de agosto, no gabinete do secretário-adjunto, em Belo Horizonte. Em resumo, ela está escrito que ficou decidido em comum acordo que será construída uma unidade prisional em Itabira/MG e outraem Pará de Minas. Em relação à entrega das unidades prisionais, Anselmo Marinho, representante da Vale, informou que o cronograma inicial prevê a conclusão das duas unidades, após um ano e meio do início do processo. Anselmo também solicitou autorização da secretaria para iniciar o estudo topográfico em Pará de Minas, solicitando que seja encaminhada à unidade prisional autorização para que a empresa acesse o terreno para iniciar os trabalhos. Gustavo Tostes, secretário-adjunto informou que o acesso ao terreno está autorizado e que a comunicação com o diretor de Pará de Minas será providenciada. (...) Dr. Gustavo determinou, então, que até o dia 2 de setembro de 2019 o plano de emergência de Itabira deverá estar pronto e validado e que até, no máximo, no dia 20 de setembro deste ano todas as medidas previstas para o nível 1 já tenham sido executadas. Durante a reunião foram tomadas as seguintes decisões: * os terrenos de Itabira e Pará de Minas foram aprovados para a construção das novas unidades prisionais; * a assessora Raiane deverá providenciar ócio do Gustavo Tostes reconhecendo o compromisso por parte da Vale da construção das unidades prisionais nos referidos locais e encaminhar um e-mail ao diretor de Pará de Minas, autorizando a entrada da equipe de engenharia da Vale para iniciar os estudos topográficos. A próxima reunião deverá ser agendada para o dia 2 de setembro, segunda-feira, às 9H, quando será realizada a validação do termo de compromisso e do plano de emergência.”

Alunos locais em olimpíada nacional

Seis alunos de Pará de Minas estão participando da Oba – Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astrofísica, sendo 3 da EE Coronel João Ferreira e mais 3 do Colégio Sesi. Para saber mais, a reportagem GP conversou com a coordenadora do ensino fundamental II do Sesi, Lidiane Xavier. Veja.

“Tivemos alunos de duas de nossas escolas inscritos na Oba - Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astrofísica, sendo que em Pará de Minas seis alunos foram selecionados para a próxima fase. Eles se destacaram, mas ainda não sabemos a classificação deles, pois ainda não foi divulgado, mas sabemos que eles ficaram bem classificados, a ponto de competir na próxima fase, que vai estabelecer a equipe que vai representar o Brasil no exterior, na competição internacional. Os alunos selecionados de nossa escola foram: * Luiz Felipe Duarte de Oliveira, do 1° ano do ensino médio; * Maria Clara Guimarães Costa, do 9° ano do ensino fundamental; e * Matheus Henrique de Oliveira Campos, do 2° ano do ensino médio. Agora, eles passarão por uma fase online, no fim de setembro, e, depois, uma prova, que ainda não tem data, nem local específico para acontecer.” conta Lidiane.

Da EE Coronel João Ferreira foram selecionados os seguintes alunos: * João Gabriel Ferreira de Oliveira, do 1° ano do ensino médio; * Gustavo Silva Dutra; e * Alisson Costa Silva, ambos do 9° ano do ensino fundamental.

Saber com espanto, nas salas de aula

Mais de mil educadores da Rede Municipal de Ensino participaram, no dia 31 de julho, de uma palestra especial que marcou os preparativos da equipe para o segundo semestre de 2019. Robson Lima, que falou sobre a Arte de Transformar Saber em Espanto Deu uma injeção de ânimo nos professores, diretores e especialistas presentes. A proposta partiu da prefeitura em parceria com a Editora Positivo. Disse o palestrante que “a função do professor não é só passar conteúdos, mas passar conteúdos de maneira espantosa. O conteúdo que não espanta não merece ser ensinado. O conhecimento por si só tem que espantar. É isso que os alunos precisam, porque isso eles não encontram no Google e nas redes sociais.”

Veja agora as falas do prefeito Elias Diniz e da secretária de educação, Marluce de Souza Pinto Coelho.

“Temos que trabalhar todo o processo pedagógico, mostrando para o professor que ele deve ser um entusiasta dentro da sala de aula. E uma das metas e objetivos do nosso governo é valorizar o professor, dando oportunidade de treinamento e capacitação”, diz o prefeito.

“Nós tivemos 15 dias de recesso. Agora, para incentivar os professores, voltamos com essa palestra motivacional que trouxe muita alegria e aprendizado para todos que participaram”, acredita a secretária.

Instituição local ganha veículo do Viver Sem Limites

No dia 5 de agosto, a prefeitura entregou ao Cer III- Centro Especializado de Reabilitação, da Apae, um veículo para o transporte de pacientes atendidos na instituição. Com capacidade para sete pessoas, incluindo cadeirantes, ele beneficiará pessoas com deficiência que necessitam dos atendimentos de reabilitação física, intelectual e visual, além de autistas que possuem dificuldade de acesso aos serviços, devido ao transporte. A doação do veículo foi viabilizada, graças a uma ação do deputado federal Eduardo Barbosa junto ao governo federal, por meio do programa Viver sem Limites, do Ministério da Saúde. Segundo a presidente da Apae, Sílvia Lima, o veículo possibilitará a ampliação do atendimento aos pacientes assistidos pela instituição. Para Mariana Fioravante Barbosa, gerente do Cer III, essa ampliação será feita com segurança e conforto. O deputado Eduardo Barbosa destacou que o transporte é essencial na vida da pessoa com deficiência que, geralmente, tem dificuldade para utilização do transporte público. Segundo ele, o novo veículo repassado ao Cer III possibilitará a frequência dos pacientes nos atendimentos e, consequentemente, melhoria da qualidade de vida dos assistidos. O prefeito Elias Diniz destacou a importância da parceria entre a prefeitura e Eduardo Barbosa, na busca de melhor acolhimento aos portadores de deficiência. Após a entrega da chave e dos documentos do veículo à presidente da Apae, os convidados participaram de visita guiada às instalações do Cer III, quando conheceram todos os tipos de modernos atendimentos prestados no local.

Semáforo do Centro passa por teste

O semáforo instalado na rua Benedito Valadares, esquina com rua Doutor Higino, está desativado há mais de quarenta dias e o motivo é um teste está sendo feito pela secretaria de trânsito, para, após análise, retirar o equipamento definitivamente do local.

Para tanto, na rua Doutor Higino já foi colocado uma placa obrigatório de Pare e faixas sinalizando preferência aos pedestres. A reportagem GP conversou com o diretor de trânsito, Pedro Paulo Alves. Informe-se.

“O engenheiro de mobilidade, juntamente com os fiscais de trânsito da prefeitura, estão fazendo, diariamente, uma pesquisa de quantos veículos transitam na Benedito Valadares e na Doutor Higino, para ver se continua deixando o semáforo desligado. Todos sabemos que o movimento da Benedito Valadares é maior que da Doutor Higino, porém, por meio desse estudo, vimos que a média é ainda mais alta. Com esse teste está sendo provado que não há necessidade de semáforo na Doutor Higino. Vale lembrar que todo lugar que não tem semáforo e tem faixa de pedestre a preferência é do pedestre, desde que ele manifeste a intenção de atravessar,” lembra Pedro Paulo.

Posse do Conselho Municipal de Educação

Em cerimônia realizada no dia 6 de agosto, no auditório da Escola Municipal de Música Geraldo Martins, tomaram posse os novos membros do Conselho Municipal de Educação, para o biênio 2019/2021. Composto por duas câmaras, a do Fundeb e a da Educação Básica, o CME é um órgão colegiado e permanente, de caráter deliberativo, consultivo, propositivo, fiscalizador, mobilizador e de controle social do financiamento da educação. Seu objetivo principal é assegurar a participação e o compromisso da sociedade civil na fiscalização da aplicação legal e efetiva dos recursos públicos, na construção de diretrizes educacionais e na discussão para definição de políticas educacionais.Presente à cerimônia, o prefeito Elias Diniz destacou que o Conselho Municipal de Educação é de suma importância para o desenvolvimento educacional do município. “São seus membros que vão analisar, projetar e endossar todas as diretrizes, além de acompanhar os recursos que são investidos na área da educação básica, fazendo com que Pará de Minas continue na linha do desenvolvimento”, disse. Eleita para a presidência do Fundeb, Maura Lúcia de Faria disse que assume “o novo desafio com disposição para trabalhar junto com os demais membros do conselho para acompanhar os investimentos na educação de forma transparente, de acordo com as necessidades do município”. Escolhida para presidir a Câmara da Educação Básica, Claudirene Carvalho dos Santos Martins ressalta que as reuniões do conselho são abertas à comunidade. Segundo ela, os interessados podem e devem participar dos encontros do órgão, que acontecem na primeira quarta-feira do mês, às 13H30, na Casa dos Conselhos, na rua Dr. Cândido, s/nº – Várzea.Também foram eleitas e empossadas as vices-presidentes Fabiana Cristina Mendes Lima, para o Fundeb e Luana Rodrigues de Almeida, para a Câmara de Educação Básica.

Posse no Conselho dos Direitos do Idoso

Tomaram posse no dia 24 de julho, os novos integrantes do Comid - Conselho Municipal dos Direitos do Idoso de Pará de Minas. O prefeito Elias Diniz empossou os representantes do poder público e da sociedade civil para o mandato que termina em 2021.O Comid atua na criação e no incentivo de políticas públicas direcionadas para pessoas da terceira idade. O conselho tem representantes da Apae, Assodipam, Cidade Ozanam, Associação de Amigos e Moradores do Vila Maria, Asapac, Sociedade Amor à Vida, Pastoral Familiar da Paróquia de São Francisco, Abev, Abraco e Conselho Central São Vicente de Paula. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias. Veja.

“Quando a cidade tem um conselho, com representatividade de diversas instituições e associações, a atenção as pessoas da terceira idade é fortalecida. O nosso objetivo é dar qualidade de vida a todos e o conselho nos ajuda a cumprir essa proposta”, afirma.

O destaque nacional de uma estudante local

Após anos de tentativas de aprovação de um projeto, enfim Pará de Minas será representada no PJB - Parlamento Jovem Brasileiro, quando, de 23 a 27 de setembro, a pará-minense Miriam Assumpção Chaves, 17 (foto), da EE AvanyVillena Diniz, no bairro Santa Edwiges, participará do projeto, na Câmara dos Deputados, em Brasília/DF. Estudantes do ensino médio de todo o Brasil se transformarão em deputados federais por uma semana, quando poderão propor leis que ajudarão na melhoria de qualidade de vida dos brasileiros. Uma vez por ano, o PJB seleciona projetos de lei de estudantes de todo o país para serem debatidos e eles aprendem como funciona a criação de um projeto, as tramitações e como seria publicado, caso seja aprovado. Além disso, o PJB ajuda o estudante a desenvolver habilidades de linguagem, compreensão de fenômenos, enfrentamento de problemas e construção de argumentação, que eles vivenciarão na vida adulta. A estudante patafufa, Miriam, enviou um projeto que trata de Educação Para a Sustentabilidade, quando foi selecionada entre milhares de estudantes de todo o Brasil. O projeto dela foi criado com muitos critérios, como se fosse mesmo tramitar na Câmara dos Deputados. Além de uma grade curricular mais completa, há um selo que a instituição de ensino ganha, caso faça parte e o professor também é incentivado. A reportagem GP conversou com Miriam. Veja.

“O primeiro contato que eu tive com o Parlamento Jovem foi por meio do Parlamento Jovem de Minas Gerais adotado em por Pará de Minas, há quatro anos e há três estou nele. Por meio dele, fui educada politicamente, me levando a ter pensamentos mais críticos e, a partir disso, ter mais criatividade para formular projetos que ajudem a sociedade. Sobre o meu projeto, a minha ideia é levar educação da sustentabilidade, desde a educação básica até o ensino médio. Esse projeto visa levar para as crianças e adolescentes dessas escolas, em horário extracurricular,o pensamento sustentável, que sustenta-se por meio de três pilares: social, econômico e ambiental. Afinal, se os três não andarem juntos,não haverá sustentabilidade”, ensina Miriam, com muita categoria e inteligência admirável.

Seminário da saúde: palestra e minicursos

Quarta-feira que vem, 21 de agosto, das 8 às 16H, no salão nobre do HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição, acontecerá o 1° Seminário da Saúde, com a palestra Cuidados Paliativos, proferida pelo médico Alexandre Ernesto Silva, minicursos deHipodermóclise, com o enfermeiro Alexandre Ernesto Silva, e de Punção Intraossea, com a enfermeira Márcia Aparecida do Couto Costa. O público alvo são, principalmente, os profissionais do HNSC e secretaria de saúde, mas também aberto ao público em geral. A inscrição para o seminário e para os minicursos é apenas 1 litro de leite de caixinha (para funcionários do HNSC e da prefeitura), ou R$ 10,00 para as demais pessoas. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas com Luciana Resende, do CTI, e Elisiane Marques, do Sad. Mais informações pelo 3233-5429 ou 3232-3945.

Inscrições abertas e novidade no no Sesi Senai

Até o dia 14 de setembro, sábado, a escola Sesi Senai estará com vagas abertas para o processo seletivo do ensino fundamental, anos iniciais e médios, ensino médio e médio mais técnico. As inscrições devem ser feitas pelo site www.escolas.sesimg.com.br e as vagas são limitadas. A reportagem GP conversou com a supervisora Lidiane Xavier. Acompanhe.

“Temos inscrições abertas, desde o 1° ano do ensino fundamental ao 2° ano do ensino médio. Temos um processo seletivo, quando a rede toda trabalha dessa forma. Então, os alunos, a partir do ensino fundamental, fazem uma seleção. Já os alunos do 1° ano não fazem seleção, porque é feito um sorteio entre os inscritos. O 2° ano faz uma avaliação de português e outra de matemática e a partir do 3° ano até o ensino médio eles fazem uma avaliação de português, mais uma de matemática e outra de produção de textos,” explica Lidiane.

NOVIDADE - A reportagem GP conversou também com a supervisora Cristiane Palhares. Veja.

“A novidade é que estamos querendo abrir turmas de 1° ao 5° ano, no período da manhã. Atualmente, só temos no período da tarde e de manhã só do 6° ano em diante. A partir do ano que vem, queremos que do 1° ao 5° ano também haja aulas de manhã. Na inscrição, os pais tem de manifestar o período que eles querem inscrever os filhos,” adiante Cristiane.

* Veja ainda anúncio sobre esse assunto, na página 10.

Cidade de olho no Natal

No dia 5 de agosto, segunda-feira, foi realizada uma reunião entre o prefeito Elias Diniz, o presidente da Ascipam, José Misael de Almeida, o presidente da CDL, Nilton Oliveira, e o presidente da câmara municipal, Dilhermando Rodrigues, para decidirem os detalhes do Natal 2019 em Pará de Minas. Após, a reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Eu falo que o Natal é uma das melhores festas que nós temos em Pará de Minas. Em outubro já começa uma nova identidade visual na cidade e essa parceria feita com a prefeitura, câmara municipal, Ascipam e CDL engrandece a cidade. Pará de Minas é um pólo, e além de abrilhantar a cidade com uma decoração maravilhosa, nosso objetivo é fazer com que haja estímulos no comércio. Quando se tem um comércio forte é possível gerar emprego, renda, um conjunto de fatores que está sendo feito com essa parceria. A câmara está redirecionando 150 mil reais dentro de um projeto que está sendo desenhado, para que possamos fazer com que Pará de Minas brilhe ainda mais e que nosso Natal seja maravilhoso. Pará de Minas está sendo uma cidade diferenciada com esse temático Natal, que vem sendo realizado, há vários anos. A Ascipam, querendo ou não, tem esse papel de desenvolver uma metodologia e eixos temáticos, pois cada loja tem uma logística, até mesmo com os aparelhos públicos, de trabalhar esse visual para que possamos mostrar que a nossa cidade está em destaque. Da mesma forma que acontece em Gramado/RS e em outras cidades, Pará de Minas, tenho certeza, será referência no centro oeste mineiro, pois o natal aqui é diferente,” empolga-se Elias.

Cidade terá mais 69 médicos

O HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição firmou convênio com a UFTM - Universidade Federal de Mato Grosso para receber médicos que formaram no exterior e estão fazendo os estudos complementares no Brasil, para fazerem o Revalida, diploma que os credencia a atuar no país. Pará de Minas foi contemplada com 69 médicos. Além do HNSC, eles irão atuar em toda rede de saúde do município, como PSF e Upa. Cada médico trabalhará, acompanhado de um preceptor, que são profissionais da saúde em Pará de Minas. O HNSC e a secretaria de saúde também acompanharão o desempenho deles para elaboração de um relatório mensal que será encaminhado para a universidade. O prazo máximo de permanência dos médicos aqui será de um ano e meio, podendo variar conforme a turma. A expectativa é que a parceria possa ser renovada com novas turmas. A vinda dos médicos à Pará de Minas só foi possível após a parceria firmada entre HNSC, UFMT e ITPAC - Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos. A reportagem GP conversou com o diretor administrativo do HNSC, Clelton Pacheco. Confira.

“Fizemos essa parceria com o ITPAC, um instituto que organiza e toma conta desses alunos aqui, que são vinculados à UFTM. Recebemos esses médicos formados fora do Brasil para que eles validem seu diploma e exerçam a profissão no Brasil. Enquanto eles não fizerem esse processo, que chama Estudos Complementares, eles não podem exercer a profissão legalmente no Brasil. Eles farão um estágio por toda nossa rede de saúde e isso é muito produtivo para nós, pois esperamos que, depois, algum deles optem por ficar no nosso município. Todos sabemos que estamos em falta de profissionais na rede e a maior vantagem disso para o município e para o hospital é de captar esses profissionais, para que fiquem na rede,” espera Clelton.

HOSPITAL, PSF E UPA - “Esses médicos cumprirão uma escala de estágio, rodando em todos os campos de estágio, ou seja, todos vão passar pelo hospital, PSF, Upa, claro que na medida conforme a escala, não são todos de uma vez, mas todos conhecerão a rede de todo o município. São excelentes profissionais, formados fora do Brasil e que só precisam passar por esse período para revalidar o diploma aqui.”

Hospital tenta resgatar a credibilidade

O HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição recebeu no dia 29 de julho representantes do Conselho Municipal de Saúde, para uma apresentação de prestação de contas do exercício 2018. A reunião foi solicitada pela entidade, com o objetivo de se informar dos números do HNSC e se tornar um multiplicador dessas informações para a sociedade local. Além dos conselheiros, também participaram do encontro os vereadores membros da comissão de saúde da câmara municipal e o secretário de saúde, Paulo Duarte. A apresentação do balanço financeiro foi feita pelo consultor em negócios de saúde, Leonardo Lopes, acompanhado do diretor administrativo do HNSC, Clelton de Faria Pacheco. Foram apresentados as receitas e despesas de 2018, em comparação com 2017 e os dados de 2019, até o mês de maio. Também foi mostrado aos conselheiros e demais participantes as metas do hospital a curto e médio prazo. Após a exposição, a reportagem GP conversou com Clelton. Veja.

“É muito positivo receber o Conselho Municipal de Saúde e a comissão da câmara aqui no hospital, pois trabalhamos com essa parceria e essa transparência. Essas pessoas são formadoras de opinião e é importante que presenciem nosso trabalho. Antes, o hospital tinha uma credibilidade de pouca transparência e isso é algo que estamos resgatando e tentando mudar. Qualquer número que temos no hospital está totalmente aberto para qualquer conselho e órgão da cidade,” promete Clelton.

Sorteado o carro do banco

No dia 17 de julho, aconteceu o sorteio do primeiro carro da promoção Qual Será a Sua?, do Sicoob Ascicred. Entre milhares de cooperados, a empresa sortuda, ganhadora do Fiat Strada 0KM foi a Agroshop. Nas últimas semanas houve a entrega oficial da caminhonete, na porta da agência, na rua Benedito Valadares. A reportagem GP conversou com o empresário vencedor, Mário Augusto Pinhão, também duas vezes vencedor do Garra Profissional, no setor do Agronegócio (2015 e 2016). Veja.

“É com muita alegria e satisfação que a gente recebe o prêmio dessa campanha maravilhosa que a Ascicred fez. Eu costumava falar que eu não tinha muita sorte, mas agora, graças à Ascicred, não posso mais falar isso. Somos clientes aqui há muitos anos, acreditamos no sistema da cooperativa, pois é uma campanha justa. Afinal, quanto mais se movimenta na cooperativa, mais chance tem. Quando falamos em movimento, não é simplesmente ter dinheiro, é movimentar efetivamente, fazer empréstimo, gerar boletos e fazer consórcios. Eu acredito muito na corrente do bem e, dando sequência ao que a Ascicred fez, nós não venderemos esse carro, mas geraremos, pelo menos, mais um emprego. Quem for técnico em agrônomo e quiser se inscrever, contrataremos uma pessoa a mais para trabalho de campo. Algo que, até agora, não estava em nossos planos. Essa é nossa contribuição para continuar gerando coisas para a nossa cidade,” promete Guto, como ele é conhecido.

Quem será o Empresário de 2019?

A Ascipam iniciou no dia 1° de agosto a votação para a escolha do nome do Empresário do Ano. O tradicional evento reúne os principais nomes que mais se destacaram durante o ano de 2018, no mercado empresarial de Pará de Minas. A apresentação dos mais votados acontecerá na grande noite do Empresário do Ano que reunirá todos os homenageados em um evento com muitas surpresas e momentos especiais. A reportagem GP conversou com o diretor da Ascipam, Guilherme Cassini. Acompanhe.

“Vai até o dia 30 de agosto as votações para o Empresário do Ano e o evento será no dia 24 de outubro, quinta-feira, novamente no Ápice Convenções e Eventos. A votação será restrita as empresas associadas Ascipam, podendo votar com CNPJ da empresa e também CPF, através do site www.ascipam.com.br. Cada pessoa terá direito a escolher os que mais se destacaram em quatro segmentos: Comércio, Prestação de Serviços, Agronegócio e Indústria,” informa Guilherme.

Dias dos Pais com estacionamento grátis

A Ascipam preparou mais uma promoção diferenciada para os consumidores neste Dia dos Pais: uma hora de estacionamento pago pela associação. Para participar, basta procurar um estacionamento credenciado que estará sinalizado com uma faixa, comprar no comércio, apresentar o ticket de estacionamento carimbado e o cupom fiscal na hora da retirada do veículo, que a Ascipam vai pagar uma hora de estacionamento para você. Além disso, para facilitar ainda mais nas compras para o Dia dos Pais, a Ascipam em parceria com a CDL e comércio de Pará de Minas, estará com o horário de funcionamento das lojas especial, facilitando ainda mais suas compras. Hoje, sexta-feira, 9, o comércio vai funcionar das 9 às 19H, amanhã, sábado, 10, das 9 às 15H.

Cheque especial com tarifa de apenas 1,99%

O Sicoob Ascicred está oferecendo para seus associados um cheque especial com a menor tarifa do mercado: 1,99% para pessoa jurídica e 3,49% para pessoa física. Para saber mais, a reportagem GP conversou com o gerente comercial da Ascicred, Fábio Faria. Veja, em resumo, o que ele disse.

“Quando você ouve falar do cheque especial, todos já têm certo receio de taxa. Se feita uma pesquisa de mercado será visto que os grandes bancos trabalham com taxas de 12 até 14 e 15% e a nossa cooperativa, nesse momento financeiro ainda conturbado, resolve baixar a taxa do cheque especial, que já era bem reduzida, para 1,99%,” garante Fábio.

Avançam as negociações para trazer pólo da UFV para Pará de Minas

A prefeitura deu mais um passo em busca de parcerias para a instalação de uma extensão do Campus Florestal da UFV - Universidade Federal de Viçosa em Pará de Minas. O prefeito Elias Diniz e representantes do Grupo Mais, que também estão empenhados no projeto, se reuniram com o novo reitor da UFV no dia 8 de julho. “Estamos aqui justamente para ouvir as propostas em relação a essa expansão da Universidade na cidade de Pará de Minas. É lógico que temos órgãos colegiados superiores como o Conselho Universitário e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão que tem que dar o aval em qualquer tipo de expansão. Mas, é importante perceber que a comunidade sente-se acolhida pela UFV e que demanda pela expansão”, disse Demetrius David da Silva, reitor da UFV. O projeto de trazer um polo da UFV para Pará de Minas propõe a instalação de cursos da área de engenharia. “Continuamos em busca dessa expansão junto ao Ministério da Educação, quem sabe já a partir de 2020 seja liberada a grade curricular. Assim, por meio de um convênio, vamos autorizar a utilização do prédio onde funcionava a Unincor, que hoje é do município. Isso vai trazer um benefício enorme para Pará de Minas e o desenvolvimento da nossa região”, disse o prefeito Elias Diniz. A proposta integra o projeto Pará de Minas 4.0, lançado no ano passado com o objetivo de instalar na cidade um pólo industrial de defesa e segurança. “Estamos falando em produção científica, inovação e formação de mão de obra qualificada. São ingredientes importantíssimos para atração de bons negócios, boas empresas e boas oportunidades para a região”, disse Rodrigo Campos, voluntário do Grupo Mais.

Empresas de Pará de Minas ainda precisam do Alvará do Corpo de Bombeiros

Preocupada com a quantidade de empresas com dificuldades para se adequar às normas de segurança exigidas pelo Corpo de Bombeiros, a prefeitura firmou uma parceria com a corporação. No dia 25 de julho, o prefeito Elias Diniz e os secretários de administração fazendária, José Leonardo Martins Pinto e o de desenvolvimento urbano, Júlio Oliveira, se reuniram com a Major Amanda Cristiane Miranda, comandante do 10º Batalhão de Divinópolis e com o Capitão Lucas Ribeiro Maia, comandante do pelotão de Pará de Minas. A iniciativa da prefeitura pretende ajudar as empresas que ainda não tem o AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, a seguirem com o processo para solicitar e receber o documento e assim trabalhar dentro das normas exigidas pela legislação. “Nossa intenção, foi justamente, dentro de uma lista passada pela prefeitura, verificar qual a situação atual dessas empresas junto ao Corpo de Bombeiros. A intenção da corporação sempre foi a atividade prevencionista e não de punição. Então queremos fazer de tudo para que essas empresas se regularizem. Com essa reunião poderemos fazer com que o Corpo de Bombeiros, a prefeitura e esses empresários caminhem juntos para regularizar a situação de todos. Para isso vamos fazer um treinamento no final de agosto para tentar sensibilizar e orientar melhor os responsáveis técnicos e o pessoal da área contábil para o uso do nosso sistema e a legislação. Dentro do que a lei nos permite estamos a disposição para resolver o problema dessas empresas”, disse Major Amanda. O objetivo da prefeitura de Pará de Minas é justamente fazer com que essas empresas continuem funcionando e que mantenham seu papel de geração de emprego e renda para a cidade. “Sem o AVCB o empresário não consegue o alvará de liberação da prefeitura. Muitas vezes as pessoas acham que é o Município que não quer liberar o alvará. Precisamos seguir gerando empregos em Pará de Minas junto com os empresários e adequando as empresas ao processo normativo”, disse o prefeito Elias Diniz.

Municípios atingidos pela tragédia de Brumadinho podem receber indenização de dois bilhões

No dia 16 de julho, prefeitos e representantes dos vinte e oito municípios atingidos pela tragédia do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho se reuniram em Betim/MG. A reunião teve ainda a participação do Governo do Estado, por meio do Comitê Gestor Pró-Brumadinho, coordenado pela Seplag - Secretaria de Planejamento e Gestão. O encontro teve o objetivo de unificar a proposta de indenização compensatória aos municípios atingidos direta e indiretamente pelo rompimento da barragem e consequente contaminação do Rio Paraopeba. Foi pactuado um pedido de dois bilhões, que será distribuído entre as cidades, conforme critérios definidos na reunião. As propostas serão enviadas ao Ministério Público Estadual e ao Federal e à Vale. “Esses encontros envolvendo o Governo do Estado e os representantes dos municípios são importantes. Chegamos a um acordo, uma proposta inicial do próprio Governo do Estado. Alguns critérios serão usados para definir a porcentagem que cada município poderá receber dessa indenização, como a calha do rio e o número de habitantes, por exemplo. Esses valores poderão ser usados em benefício das populações de cada cidade. Os prefeitos poderão trabalhar a infraestrutura, saúde, educação e também meio ambiente”, disse o prefeito Elias Diniz que também esteve na reunião. A pPrefeitura de Pará de Minas trabalha para garantir os direitos da população desde as primeiras semanas após o rompimento da barragem em Brumadinho. “Pará de Minas foi afetada diretamente pela tragédia. Nós captávamos, por dia, mais de dezessete milhões de litros de água do Paraopeba para abastecer a cidade. Mas, saímos na frente e fizemos um Tac - Termo de Ajustamento de Conduta junto ao Ministério Público e a Vale. Está sendo preparado um novo sistema de captação de água do Rio Pará e a Vale já cumpriu uma parte do acordo. Já está pronta a ligação entre ribeirões da região de Córrego do Barro ao sistema da empresa Águas de Pará de Minas o que, graças ao pulso firme da prefeitura, garantiu o abastecimento de água da cidade neste período de seca”, explicou o prefeito Elias Diniz.

Hospital recebe R$ 400.000,00, mas precisa muito mais

No dia 22 de julho, segunda-feira, o deputado federal Diego Andrade entregou àprefeitura de Pará de Minas um cheque simbólico no valor de quatrocentos mil reais, que será repassado ao caixa do HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição. A verba foi conquistada, por meio de emenda parlamentar e será destinada para manutenção do hospital, que ainda sofre com algumas dívidas. A reportagem GP conversou com ele. Confira o resumo.

“Há alguns anos, o governo federal tinha proibido a liberação de verbas de custeio, mas eu fui um dos que briguei muito em Brasília/DF, para que ela voltasse. Então, hoje temos Verba Para Atenção Básica, que a gente tem investidotambém para compra de equipamentos,” explica Diego.

CAMPANHA - Na edição anterior a esta, esta GAZETA mostrou a campanha que o Hospital Nossa Senhora da Conceição lançou, por intermédio das contas da Cemig, para ter mais uma frente de captação de recursos para manter os milhares de atendimentos mensais, em favor da população de Pará de Minas e de cidades vizinhas. Agora, a reportagem GP conversou com o novo provedor da irmandade do HNSC, Paulo de Abreu Leite. Veja.

“Essa parceria é muito importante, pois o hospital realmente precisa de uma ajuda além da que ocorre atualmente. Nós sabemos que o hospital de Pará de Minas hoje atende em média duas mil e quinhentas pessoas por mês. Dessas, mil e quinhentas são do Sus, ou seja, são atendidas de graça. Todos sabemos que a remuneração paga pelo Sus não é suficiente para cobrir os custos, fazendo o hospital fica no vermelho. O nosso objetivo é cobrir esse vermelho e a nossa expectativa é com essa parceria da Cemig, a contribuição das residências nos ajude a zerar esse déficit. É muito importante, pois o hospital sendo uma entidade filantrópica, sem objetivo de lucro, precisa da ajuda da população. Me parece que Pará de Minas tem trinta e oito mil residências e se nós conseguíssemos pelo menos vinte por cento disso, já seria uma grande vitória,” espera Paulinho, como é mais conhecido o provedor.

Modernização chega ao homem do campo

O Sindicato Rural de Pará de Minas está lançando seu novo site para dar acesso aos produtores rurais. O site é o www.sindicatoruralparademinas.com. Para saber mais sobre seu funcionamento, a reportagem GP conversou com o presidente do Sindicato Rural, Eugênio Diniz. Informe-se.

“Trata-se de mais uma ferramenta de comunicação para o homem do campo ter acesso a todas as informações. Nele teremos as coisas que estão à venda no campo, informando a todos aqueles que têm apresentado programas para financiar, que mexem com avicultura, suinocultura, pecuária de leite, pecuária de corte e hortifruti granjeiro em geral. Essa é a nossa intenção, porque de nada adianta a pessoa da área rural não querer mexer com a internet, ficar falando que está velho para isso, porque o mundo está mudando muito e qualquer coisa que ele precisar o sindicato ajudará a desenvolver. Vamos montar a aula que for preciso, dar todas as informações. Agora, o nosso caminho é também a informatização,” ensina Eugênio.

Cidade recebe o 8° Festival de Blues

De 10 a 17 de agosto, sábado, será realizado em Pará de Minas o 8° Festival Dipanas Blues Internacional, quando o blues, som nascido, por meio dos escravos de Nova Orleans/EUA vai ecoar em Pará de Minas, com mais de quinze shows em diversos palcos conectados em vários pontos da cidade, como praças, bares e Fapam, onde acontecerá o encerramento. Apesar de particular, o evento só acontece graças ao apoio de empresas privadas e prefeitura. A reportagem GP conversou com o responsável pelo evento, Wilson Caldas, vencedor do Garra Profissional de 2017, no setor da Promoção. Confira.

“Estamos preparando este evento gratuito para ser a maior edição de todos os tempos. * Vai começar no dia 10 de agosto, sábado, com o cortejo da Banda Lira Santa Cecília pela rua Benedito Valadares, até chegar na praça do Santuário, onde terá uma apresentação da banda, seguida da banda So Much Blues. * Na quarta-feira,  14, o evento acontecerá na praça Nossa Senhora das Graças, quando receberemos a Orquestra de Viola Sementes do Amanhã, seguido do violeiro Renato Caetano, de BH, com seu quarteto,” adianta Sopinha, como Wilson também é conhecido.

FALE DAS ATRAÇÕES – “* Uma das atrações internacionais que vamos receber é o blues man Super Chickan. Trata-se de um homem de sessenta e oito anos, do Mississipi/EUA, que fabrica as suas próprias guitarras e faz um som que não existe em nenhum lugar do mundo. *A grande novidade do festival é que ele vai até às escolas, por iniciativa de um gaitista de São Paulo/SP, David Tanganelli. Ele vai passar por quatro escolas, duas da área urbana e duas da zona rural, de uma maneira bem lúdica, para uma criançada que, talvez, nunca teve contato com esse tipo de música. O David, que está vindo a Minas pela primeira vez, já faz esse projeto, há três anos, por países da América do Sul. * No encerramento, na Fapam, vamos construir um espaço novo chamado Vila do Blues, com dois palcos, praça de alimentação, empório, lojinha, um mini museu do blues, espaço kids e um bosque.”

ALIMENTAÇÃO - A reportagem GP conversou também com Juliana Lourenço Mendes, que falou sobre o cardápio do evento. Veja.

“Neste ano, procuramos enfatizar um pouco e trabalhar mais a nossa mineiridade, focando nas comidas mineiras como bolinho de feijoada com couve crispi, geleia de pimenta, tropeirão com vinho por cima e medalhão de lombo defumado com barbebue, conta Juliana.

4º curso Mãe, Gestação e Bebê

O HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição sediará, em agosto, a quarta edição do curso Mãe, Gestação e Bebê, uma ação voltada para os futuros papais com questões relacionadas aos cuidados com a gestação e com o bebê. O curso, que é promovido pelo Laborfama, em parceria com o hospital e outras empresas da cidade, conta com o apoio da prefeitura e será realizado no salão nobre do HNSC em quatro quintas-feiras seguidas, nos dias 8, 15, 22 e 29 de agosto. O intuito é contribuir com a gestação e infâncias mais saudáveis e cheias de afeto, por meio de palestras com abordagens diferentes feitas por especialistas na área e com longa bagagem profissional. Os temas são estes: Cuidados na Gestação,Emoções da Maternidade/Paternidade e Possibilidades de Parto, Orientações Para Amamentação e Banho do Bebê e Cuidados Com o Recém-nascido e o Desenvolvimento da Criança. O curso é gratuito, mas os interessados precisam fazer inscrição, por meio do site www.cursomamaebebe.com.br ou no Laborfama, Farmácia Cruzeiro ou Cabocla. A reportagem GP conversou com a enfermeira coordenadora da maternidade do HNSC, Claudine Carvalho. Veja.

“Para o hospital é muito importante, pois as gestantes já chegarão aqui com as informações necessárias para o nascimento do bebê. Elas chegam com mais segurança e sem contar que conseguimos trabalhar também a humanização e o aleitamento materno,”adianta Claudine.

O sonho desta cidade tornar-se turística continua...

Quem não se lembra do, então vice-prefeito Célio Duarte, bradar durante a sua campanha eleitoral, ao lado do, então prefeito José Porfírio de Oliveira, que faria um teleférico em Pará de Minas, da praça Torquato de Almeida ao Cristo Redentor. Na época, muito gente zombou, mas ele não estava errado. Afinal, o turismo é uma atividade estratégica capaz de potencializar recursos, gerar emprego e renda e integrar diferentes setores da economia de uma cidade.Tantos anos depois, essa foi a tônica do I Seminário Nacional de Governança para o Turismo, promovido pela CNM - Confederação Nacional dos Municípios, em parceria com a AMM - Associação Mineira dos Municípios, e prefeitura de Capitólio/MG, onde foi realizado, de 11 a 13 de julho, com apoio institucional do Sebrae. De Pará de Minas, participaram o prefeito Elias Diniz e o secretário de esporte, Paulo Francisdale, juntamente com autoridades representativas das três esferas governamentais, de entidades ligadas ao turismo e do Sebrae, apoiadordo evento. O Secretário Nacional de Turismo, Bob Santos, foi um dos palestrantes que orientaram os gestores municipais sobre os programas de incentivo coordenados pelo governo federal. Ao retornar, a reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Fique por dentro.

“Entendemos o turismo como uma força econômica capaz de contribuir para o desenvolvimento de Pará de Minas. Temos tido um incremento, sobretudo em relação ao turismo de negócios e ao turismo esportivo. Recentemente, tivemos eventos desses setores que lotaram a rede hoteleira, movimentaram bares, restaurantes e todo o comércio. Estamos atentos a essas oportunidades e trabalhando para consolidar o turismo”, ressalta Elias.

Veja agora o que disse o secretário de esporte, Paulo Francisdale.

“O turismo tem um efeito multiplicador na economia local. Por isso, ao estruturarmos a política pública que vai nortear nossas ações, procuramos considerar a realidade local, tanto do ponto de vista de nossa realidade, quanto de nossa potencialidade. Hoje, Pará de Minas compõe o Mapa do Turismo Brasileiro e o nosso conselho do turismo está ativo. Temos que ressaltar a posição de destaque de nossa cidade no Circuito Turístico Verde Trilha dos Bandeirantes. Também temos o Fundo Municipal do Turismo, que está de acordo com as exigências do Ministério do Turismo. Isso significa que Pará de Minas está habilitado e pode ser contemplado pelos programas do governo federal”, sonha Francisdele.

Neste momento, o município está buscando parcerias que podem abrir novos caminhos. Exemplo disso foi o contato feito com o diretor presidente do Sebrae, Carlos Melles, durante o seminário.

Associação Bem Viver é contemplada com doações do Dia C do Cooperativismo

No dia 9 de julho as cooperativas de Pará de Minas realizaram a entrega de mais uma leva de produtos arrecadados para o Dia C do Cooperativismo, comemorado no dia 6. A entidade contemplada da vez foi a Associação Bem Viver Manassés. Na primeira ação solidária, equipamentos e instrumentos musicais foram doados para a Escola Municipal Geraldina Campos de Almeida. Foram doados para a Associação Bem Viver Manassés caixas de leite, fraldas geriátricas de diversos tamanhos e cobertores, entre outros itens. A reportagem GP conversou com Fernanda Juliana Viana, gerente da entidade filantrópica. Veja.

“A importância dessas doações é que teremos mais famílias atendidas, estaremos levando um apoio a mais para os nossos pacientes cadastrados e é importante, pois conseguimos amenizar um pouco do sofrimento dessas famílias com a ajuda dessas cooperativas. O nosso trabalho na associação só é possível através dos nossos amigos doadores e precisamos da população para estar abraçando essa causa junto conosco. Ficamos muito felizes com a ajuda das cooperativas Sicoob, Unimed, Cogran e Coopergranel, pois o nosso trabalho é um trabalho formiguinha e com essa ajuda podemos fazer cada dia mais um trabalho melhor,” explica Fernanda.

Dia 30 tem leilão dos veículos apreendidos pela PC

No dia 30 de julho, a partir das 8H, no salão do Ápice, será realizado pela PC mais um leilão de veículos apreendidos na cidade. Nesse leilão serão oferecidos trezentos e quinze veículos, entre carros, motos e sucatas. O período para visitação ao Socorro Nonato, que é um dos pátios credenciados pela PC, é de 25 a 27 de julho, das 9 às 17H, que fica na rua Dores do Indaiá, 401, no Dom Bosco.  A reportagem GP conversou com o delegado regional, Carlos Henrique Gomes Bueno. Confira.

“O Detran com seus próprios funcionários tem realizado todas as vistorias dos veículos e feito a formalização do leilão em si. Esse é o leilão oficial do Detran para adquirir um veículo, numa condição um pouco mais vantajosa, mas é importante que ela verifique o estado do veículo antes, durante as vistorias, para depois então comparecer ao leilão e arrematar. Geralmente esses veículos tem débitos de multas, impostos e, para o arrematante, o licenciamento é emitido e a dívida permanece para o antigo proprietário, mas o novo arrematante adquire o veículo sem qualquer um desses débitos. Infelizmente existe pessoas usando desse leilões para dar golpes (como o Giro Policial mostrado na edição anterior), mas esse sim é o leilão oficial e fica o alerta,” informa o delegado.

Governador distrital do Rotary Club visita Pará de Minas

Pará de Minas recebeu no dia 11 de julho a visita do Governador Distrital do Rotary Club Internacional, Nélson Fonseca Leite. O rotariano e sua esposa, Cristina Costa Godoy Leite foram recebidos na rodoviária da cidade por uma comitiva formada por membros da entidade do município.

O governador visitou o Marco Rotário da avenida Ovídio de Abreu, além de vários pontos da cidade, como o Cristo Redentor. Nélson Leite também se encontrou com as principais autoridades do município para tratar de assuntos ligados ao desenvolvimento de Pará de Minas. A importância da campanha contra a poliomelite também foi lembrada. A reportagem GP conversou com ele. Veja.

“O governador de um distrito é como se fosse um síndico de condomínio, os clubes são os condôminos e o governador é o síndico que vai zelar pelo bom funcionamento do condomínio, fazendo uma reunião com os condôminos. O principal objetivo dessa visita é verificarmos com os companheiros dos dois Rotarys de Pará de Minas em como eles estão conectados com a comunidade, no sentido de zelar pelo bem comum e prestar serviços humanitários à comunidade. O Rotary hoje, no mundo inteiro ele tem metas com relação a erradicação da poliomelite. Quando o Rotary começou essa campanha da poliomelite tinham mais de trezentos mil casos de paralisia infantil no mundo. No ano passado nós tivemos vinte e nove casos em dois países, no Afeganistão e Paquistão, agora aqui no Brasil um ponto de preocupação é que a cobertura vacinal está diminuindo, pois como já vai fazer trinta anos que não temos a doença, as pessoas estão deixando de levar as crianças para vacinar. Então fazemos um apelo à população para que durante as campanhas de vacinação da poliomelite levem as crianças para vacinar,” solicita o governador.

IMPORTÂNCIA DO ROTARY - “O Rotary é uma instituição que reúne pessoas que discutem os problemas da comunidade e prestam serviços, temos uma série de possibilidades, de projetos internacionais, inclusive de buscar parceiros em outros países do mundo para trazer recursos para fazer projetos de desenvolvimento aqui na cidade. O Rotary tem seis áreas de enfoque, que é a * saúde materna e infantil, * prevenção de doenças, * suprimento de água limpa, * combate ao analfabetismo, * geração de renda para as populações carentes, * e a preservação ambiental.”

Secretaria de saúde em novo endereço

Desde o dia 11, quinta-feira, o setor administrativo da secretaria de saúde, que funcionava na Policlínica Nossa Senhora da Piedade, passa a atender a população no terceiro andar do antigo prédio do PA – Pronto Atendimento. No local funcionava a vigilância em saúde, que já foi realocada para o imóvel da UninCor, atrás do Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz. A reportagem GP conversou com o secretário de saúde, Paulo Duarte. Confira.

“Essa mudança aconteceu primeiro porque estamos gradativamente levando toda a rede base de saúde para o Senador Valadares, hoje já temos lá a Upa 24H, o TFD – Tratamento Fora de Domicílio, da regulação, agora teremos o administrativo as secretaria de saúde e, em breve teremos o Ame, que está com previsão para setembro e outubro. Ali será um complexo de saúde e a importância da secretaria de saúde ir para aquele local de imediato é porque ela precisa estar próximo das portas principais de atendimento, que é a Upa 24H. É ali que a população tem sua maior demanda e sua maior necessidade de socorro imediato, então é ali que precisa estar o secretário de saúde. O setor de regulação é o coração da secretaria de saúde, que está dentro do TFD. O coração da saúde é o TFD e é fundamental estar próximo da equipe da secretaria de saúde, pois tudo que se fatura em nome do Sus, que se faz as liberações, está amarrado nessa regulação e a gente acabava ficando distante. Em breve queremos nesse local a Policlínica e o Casmuc também,” espera o secretário.

Estatuto da Criança e do Adolescente em destaque

A secretaria de assistência e social realizou no dia 8 de julho a 1ª Mostra do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente. O evento movimentou a praça Padre José Pereira Coelho. De 13H30 às 15H, foram apresentados trabalhos sobre o tema, desenvolvidos por socioeducandos dos Promafs AABB, JK e Paraminense. Eles foram os responsáveis por apresentar para a população que passou pela praça os direitos e deveres da criança e do adolescente. O evento teve parceria do Conselho Tutelar, do Conselho da Criança e do Adolescente, Creas e da Banda Musical Estudantil do Caic. “A prefeitura realiza durante todo o ano um trabalho dentro dos Promafs e leva conhecimento para esses jovens não só dos direitos, mas também dos deveres deles. Com essa mostra quisemos levar conhecimento para a população e fortalecer o estatuto, além de valorizar o trabalho que as crianças realizam no projeto”, explicou Wanessa Águeda de Oliveira, coordenadora do Cras do Walter Martins.

Educação cada vez mais valorizada em Pará de Minas

A prefeitura concluiu mais um projeto em busca de aumentar a qualidade do ensino nas escolas da rede municipal. Nos últimos dois anos, setenta e um diretores e especialistas em educação participaram do curso de pós-graduação do SGI – Sistema de Gestão Integrado, oferecido sem custos ao município pela Fundação Pitágoras. “A educação é a alavanca do desenvolvimento, por isso continuamos sempre a valorizar os profissionais por meio de cursos como esse. Isso já está trazendo um ganho muito expressivo para a nossa rede de ensino. Os educadores já colocam em prática o trabalho pedagógico e administrativo, fazendo que nossas crianças tenham uma evolução cada vez maior. Agradecemos à Fundação Pitágoras, por meio do professor Evandro Neiva, que ofereceu esse curso para Pará de Minas com custo zero. Se fossemos pagar, o investimento seria de mais de oitocentos mil”, disse o prefeito Elias Diniz. “O SGI é um projeto que nasceu na Fundação Pitágoras há dez anos e que ao longo desse tempo veio capacitando, qualificando e diplomando educadores basicamente com perfil de liderança, com o objetivo de fazer uma liderança educacional mais eficaz. Os participantes serão diplomados com pós-graduação pela Faculdade Pitágoras”, disse Rui César Rezende, conselheiro da Fundação Pitágoras. Educadores das trinta e quatro unidades de ensino participaram do curso de pós-graduação. “Foram vinte encontros e desde o primeiro levamos as experiências para as escolas. O conhecimento adquirido foi sendo implantado gradativamente nas escolas. Eles agora dominam novas técnicas de gestão e pedagógicas. São experiências que estavam guardadas que foram colocadas em prática”, disse a secretária de educação, Marluce Souza Pinto Coelho. “A educação evidentemente passa por uma prática pedagógica, mas temos que gerenciar essa prática pedagógica. O grande desafio da escola moderna é o processo de gestão. Ele abrange todo o momento da escola, desde a entrada dos alunos e funcionários, a relação com a família, a merenda e a compra de materiais. A prefeitura abraçou essa formação. Não foi um projeto teórico, eles colocaram em prática tudo que aprenderam, ou seja, se você andar pelas escolas hoje, você vai perceber a mudança concreta”, disse Fernanda Sobreira, assessora de relações institucionais da Fundação Pitágoras. Em todas as unidades educacionais mantidas pela prefeitura o sistema foi implantado gradativamente. “Confesso que não foi fácil, é um curso pesado. A gente aplicar os conhecimentos na escola não foi uma tarefa fácil, mas com essa troca de experiências pudemos conhecer a realidade de outras escolas e seguir em frente. Foi um ganho muito grande para a rede municipal de ensino”, Cristiane Costa Machado, diretora do CMEI Padre Hernani José Ferreira.

Prevenção contra o uso de drogas, antes que seja tarde

A V Semad – Semana Municipal de Prevenção ao Uso de Álcool e Outras Drogas movimentou Pará de Minas entre os dias 24 e 28 de junho. A prefeitura mantém serviços em vários setores da administração para atender e acolher pessoas que querem parar de usar drogas. Sendo assim, o Comad – Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas e a prefeitura realizaram uma programação variada que mostrou a importância da prevenção ao uso de drogas. * A abertura da Semad aconteceu na praça Torquato de Almeida na segunda-feira, 24 de junho. O espaço recebeu a exposição de trabalhos artesanais feitos por usuários do Centro Pop e dos serviços de saúde mental do município, além de uma apresentação da Banda Musical Estudantil do Caic. * Na terça-feira, 25, alunos da Apae e socieducandos dos Promafs assistiram o filme A Culpa é das Estrelas, no teatro municipal. * Na quarta-feira, 26, o auditório do sindicato rural recebeu o Seminário Municipal de Políticas e Prevenção ao Uso de Álcool e Outras Drogas. * Na quinta-feira, 27, a Semad realizou duas Rodas de Conversa sobre o tema nas escolas estaduais Professor Pereira da Costa e Governador Valadares, além de uma festa junina para usuários do Cersam e do Caps AD. O encerramento da programação foi na manhã de sexta-feira, 28, com uma passeata pelas ruas centrais de Pará de Minas. Crianças prepararam cartazes e gritos de guerra contra o uso de drogas. 

Advogado local entre finalistas internacionais

O advogado Alexandre Pinto Coelho Keuffer Mendonça está entre os finalistas do Prêmio Innovare, com a prática Agência Jurídica, desenvolvida na Apae. Seu trabalho foi uma das cinquenta e sete práticas selecionadas entre as mais de seicentas que obtiveram a inscrição validada, no país. A reportagem GP conversou com ele. Acompanhe.

“No dia 25 de junho tive o prazer de receber o Ricardo Silva Magalhães Viana, consultor do Prêmio Innovare, que veio na cidade conhecer, na prática, o trabalho realizado por mim e toda a equipe apaeana. De reconhecimento internacional, o Prêmio Innovare tem como objetivo identificar, divulgar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento da justiça no Brasil. Participam da comissão julgadora do Innovare ministros do STF – Supremo Tribunal Federal e STJ – Superior Tribunal de Justiça, desembargadores, promotores, juízes, defensores, advogados e outros profissionais de destaque, interessados em contribuir para o desenvolvimento do nosso poder judiciário, “ comemora Alexandre.

Águas sob nova direção

Desde abril de 2015, a empresa Águas de Pará de Minas é a responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto desta cidade, gerenciada até aqui por Thiago Contage Damasceno, que comanda uma equipe de cento e cinquenta funcionários. Porém agora, após quatro anos de trabalho, ele deixa o cargo para enfrentar um novo desafio: ser diretor do Grupo Águas do Brasil, em Niterói/RJ. Em seu lugar, entra o administrador de empresas Rodrigo Assad Macool. Para saber mais, a reportagem GP conversou com Thiago. Veja, em resumo, o que ele disse.

“Gratidão é a palavra deste momento e eu agradeço a imprensa, população e clientes, pela receptividade. Sou cidadão pará-minense e saio daqui com dois filhos mineiros, para um desafio novo, assumindo uma das direções corporativas do grupo. Pará de Minas deve se orgulhar da equipe que tem, pois a Águas de Pará de Minas é uma empresa da cidade, formada por pará-minenses, pessoas que também usufruem do serviço da empresa e que estão altamente comprometidas com a qualidade da prestação de serviços. Isso me deixa muito orgulhoso, por ter liderado essas pessoas durante quatro anos. Sinto-me também seguro, pois sei que o meu sucessor seguirá fazendo um belo trabalho, diante dessa equipe tão brilhante,” acredita Thiago.

O NOVO SUPERINTENDENTE - A reportagem GP conversou também com Rodrigo Assad. Acompanhe.

“As expectativas são as melhores possíveis, pois a equipe daqui é muito bem treinada, com todos sabendo muito bem qual é o seu papel dentro da empresa e tendo consciência de qual é a nossa missão na cidade. Ou seja, levar qualidade de vida para as pessoas. Acho que aqui vou aprender ainda mais, como profissional, e poder ensinar um pouco também. Estou vindo do interior de São Paulo, tenho dez anos de concessão, já implantei duas concessionárias naquele estado. Portanto, sei de todas as dificuldades de uma implantação e do quanto temos que nos superar, pois o nosso nível vai só subindo e as pessoas querem, cada vez mais, um serviço de maior qualidade,” promete Rodrigo.

Reeleição e posse no Rotary

No dia 2 de julho, foi empossado o Conselho Diretor do Rotary Club Pará de Minas, tendo Jean Santos reassumido a presidência. A reportagem GP conversou com ele. Veja.

“O último ano rotário, 2018/2019, foi marcado por grandes realizações. Fui reconhecido como o presidente mais jovem de um Rotary Club, no mundo. Minha gestão se destacou com: * a reativação do Rotaract Club de Pará de Minas, * a fundação do Interact e * ações que realizamos na cidade, atendendo a milhares de pessoas. Dentre as várias ações destacamos: * a entrega de quatro mil sacolinhas surpresas no Dia das Crianças, *  a entrega de mais de novecentos e cinquenta brinquedos no Natal, * a campanha contra DSTs junto do Rotaract Club local; * a eleição da Mãe Paraense (sic) juntamente com a imprensa e as damas da Casa da Amizade, * o apadrinhamento do grupo de teatro Art Phoenix e * a incessante luta pela multivacinação contra a poliomielite (paralisia infantil) e o sarampo,” enumera Jean.

E A PRÓXIMA GESTÃO?  “Neste próximo ano rotário, 2019/2020, além de manter as ações já mencionadas, e ampliá-las, vamos realizar outras ações que mudem ainda mais a vida das pessoas por toda Pará de Minas,” promete Jean.

QUALIFICADO, HNSC RECEBERÁ RECURSO FEDERAL

O Ministério da Saúde aprovou a qualificação de quatro leitos do CTI - Centro de Tratamento Intensivo do HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição e irá contemplar a instituição com uma verba de R$ 422.161,92, a ser paga em prestações mensais de R$ 35.180,16. O HNSC conseguiu a aprovação devido ao seu bom desempenho junto ao Ministério da Saúde e à prestação de serviços à população de Pará de Minas e cidades que compõem a microrregião de saúde. A primeira parcela será paga a partir deste mês e o recurso será utilizado para arcar com os custos do CTI. É importante lembrar que esse bônus não está relacionado aos quatro novos leitos do centro intensivo do HNSC, que entraram em operação no final do ano passado. O valor é destinado aos leitos que já existiam no hospital. No que diz respeito aos novos leitos do CTI, o HNSC aguarda a habilitação deles junto ao Ministério da Saúde. Toda documentação foi encaminhada para a pasta para a avaliação e a expectativa é que o Governo Federal habilite os leitos ainda este ano. Mesmo sem receber recursos federais para os atendimentos, o HNSC mantém em funcionamento os quatro novos leitos, abrangendo o serviço de urgência e emergência a população. A reportagem GP conversou com o interventor do HNSC, Clelton Pacheco. Acompanhe.

“Essa qualificação vem através de melhorias que o hospital vem fazendo desde a intervenção e depois que a gente abriu quatro novos leitos do CTI, o ministério da saúde dá um incentivo nos leitos que já existia que chama qualificação dos leitos. Através dessa publicação com o ministério da saúde teremos a qualificação de quatro novos leitos e isso dará um retorno para o hospital de aproximadamente trinta e cinco mil reais por mês. Vale lembrar que os quatro novos leitos já estão autorizados pela vigilância sanitária, mas ainda não estão habilitados pelo ministério da saúde, então eles não estão sendo remunerados. Quem está bancando os leitos ainda é a prefeitura, que está com a intervenção, e que tem bancado os leitos para mantermos abertos para a população. Temos dez leitos funcionando no CTI,” explica Clelton.

REFORMA DA UBS DO ALTO DO SANTOS DUMONT

A prefeitura iniciou a reforma da UBS - Unidade de Básica de Saúde Jurandyr Vieira Leitão, que fica no alto do Santos Dumont. A reportagem GP esteve com o prefeito Elias Diniz. Confira o que ele disse.

“Essa obra faz parte da série de reparos e revitalizações que estamos fazendo nos equipamentos da área da saúde. Por isso, durante a obra, a UBS do alto Santos Dumont ficará desativada por um período de aproximadamente quatro meses. A população atendida lá será direcionada, nesses meses, para a UBS da parte baixa do bairro, na praça Alfredo Leite. A prefeitura está investindo, nessa reforma da UBS, mais de duzentos e dezenove mil, para atendermos a população com mais agilidade e conforto e dar melhores condições de trabalho aos nossos profissionais. A licitação foi feita e a ordem de serviço dada. Nos últimos meses a prefeitura reformou as UBSs do Belvedere, São Cristóvão e Walter Martins, além do Casmuc. Estamos trabalhando dentro da nossa estrutura e no planejamento. Gostaríamos de fazer essas ações com mais agilidade, mas como todos sabemos o sistema público ainda não nos permite isso. Seguimos trabalhando e melhorando cada vez mais a saúde da nossa cidade”, diz o prefeito.

PROGRAMA CRIANÇA FELIZ É AMPLIADO NA CIDADE

Desde o final de 2017, Pará de Minas conta com o programa Criança Feliz. Por meio de uma parceria entre a prefeitura e o governo federal ele promove o acompanhamento de gestantes, crianças de zero a três anos beneficiárias do bolsa família e as de até seis anos que recebem o benefício de prestação continuada.

“Hoje, cento e cinquenta famílias recebem o acompanhamento de profissionais da assistência. As mamães recebem orientações sobre o desenvolvimento social das crianças desde a gestação. Nesse tempo do programa foram vários casos que vimos de crescimento da família, do desenvolvimento das crianças e da interação dos pais com os filhos. Observamos o fortalecimento do vínculo familiar, diz Adriane Ferreira do Amaral, supervisora do programa.

A família da faxineira Ana Paula Duarte, moradora do São Cristóvão é uma das participantes do programa. Sua filha Geovana, de um ano e dez meses, é acompanhada pelo Criança Feliz há quatro meses.

“Eles me acompanharam e me encaminharam para os serviços que minha filha tinha direito. A Geovana desenvolveu muito depois do acompanhamento, ela gosta muito deles, brinca quando as meninas chegam. Antes ela não brincava com ninguém. Hoje até colore e corre”, comemora a mãe.

O Criança Feliz facilita o acesso das famílias aos serviços socioassistenciais e às demais políticas públicas das áreas da saúde e educação. O programa tem também o objetivo identificar a demanda da família e dar direcionamento a elas. Para tanto, são feitas as visitas, quando é identificado se a família precisa de algum atendimento de saúde ou educação, por exemplo.” 

POR QUE O PREFEITO CENTRALIZOU AS INFORMAÇÕES?

Há alguns dias, segundo pessoas de dentro da prefeitura, o prefeito Elias Diniz teve uma postura diferente daquela adotada no início de sua gestão, quando todos secretários podiam dar entrevista direta para a imprensa. Agora, a nova ordem é de que tudo que for divulgado na mídia tem de passar, antes, pelo crivo do chefe do Executivo. Resumindo: nenhum secretário, diretor, tampouco servidores públicos podem se posicionar sobre absolutamente nada que envolva a prefeitura, sem o consentimento do prefeito. A medida atingiu, principalmente, Paulo Duarte, secretário de comunicação institucional (sem falar nas pastas da saúde e cultura, que também estão sob a sua tutela), que, até então, tinha autonomia total para falar em nome do prefeito. A medida dividiu opiniões: uns achando que seria para dar maior visibilidade ao prefeito, para a sua possível reeleição; e outros pensando que houve alguma fala realmente indevida. Para saber o real motivo da ditatorial medida, a reportagem GP conversou com o prefeito. Acompanhe.

“A imprensa é de suma importância para todos os nossos procedimentos, mas para que se evite, nesse primeiro momento, um retrabalho e uma informação desencontrada, pois se de repente um diretor, um secretário dá uma informação e o prefeito não está ciente, vira uma contra informação. Temos que levar uma informação para a imprensa de forma fidedigna. O que nós estamos fazendo é um alinhamento, para que as informações estejam, primeiramente, concentradas junto ao Executivo, para que a gente possa de fato delegar esta competência, que seja para um secretário, um diretor, de forma definitiva e não ficar, depois, fazendo retrabalho. Nós temos que ser sinceros e o que estamos tendo de informações desencontradas de retrabalho perante à mídia, não só em nível municipal, como estadual e nacional. Tem me deixado perplexo o desencontro de informações que você percebe. O presidente Bolsonaro, por exemplo, dá uma informação e o ministro dá outra. Um secretário de estado dá uma informação e o governador dá outra. Eu dou uma informação e um secretário dá outra (riso). Portanto, o que estou fazendo está dentro de um procedimento administrativo, que é normal,” explica o prefeito.

POR QUE OS CRAS SÃO CHAMADOS DE 1ª ESCUTA?

Os três Cras - Centros de Referência de Assistência Social existentes em Pará de Minas (*) são as portas de entrada para o acesso às atividades e programas ofertados pela prefeitura, por meio da secretaria de assistência social. Comparando com a saúde, os Cras equivalem aos postos de saúde, onde são ofertados os atendimentos básicos à população. Na assistência social, eles são chamados de primeira escuta. Esses atendimentos têm a finalidade de oferecer proteção das famílias em situação de risco e de ruptura dos vínculos familiares, promovendo o acesso e o usufruto de seus direitos e, consequentemente, contribuindo para a melhoria das relações interpessoais e da qualidade de vida das pessoas. Os Cras contam com equipe formada por coordenador, assistente social, psicólogo, técnico de cadastro único, recepcionista, motorista e serviços gerais. Neles, há ambientes planejados de acolhimento para receber as diversas demandas da população e para diversas atividades, seja em grupos de convivência ou atendimentos individualizados. No Cras, as famílias também têm acesso aos benefícios sociais por meio da inscrição no CadÚnico.Confira os endereços dos três Cras em funcionamento no município. Eles funcionam de segunda a sexta-feira, das 7 às 17H.

* Cras José Ferreira de Abreu: rua Major Fidélis, 136, Centro, 3231-2219; * Cras Augusto de Oliveira Duarte: rua George Collin, 371, Walter Martins, 3231-7707; * Cras Renê Vieira Leitão: rua Paulo Brás de Menezes, 136, Novo Horizonte, 3231-7879/3231-7846.

TAVARES APLAUDE O PREFEITO

A prefeitura realizou uma série de ações em benefício dos moradores do distrito de Tavares. Na última semana, equipes de endemias reforçaram o combate ao Aedes Aegypti e a turma da limpeza urbana iniciou a manutenção das ruas. Além disso, a administração começou, na praça principal, a trocar as lâmpadas de iluminação pública. A prefeitura ouviu o pedido dos moradores e escolheu Tavares para iniciar a série de ações que vai passar por várias comunidades da zona rural e distritos A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Essa ação traz um resultado importantíssimo para Tavares, porque, com essa limpeza geral, estamos trazendo saúde para a comunidade, evitando a proliferação do mosquito da dengue e outros animais. A troca das lâmpadas queimadas na praça e nas ruas traz mais segurança para os moradores também. A prefeitura já prepara outros projetos para Tavares. Um deles é o calçamento de algumas ruas, inclusive o projeto que pode viabilizar essa ação já foi encaminhado à câmara municipal. Estamos trazendo ainda o programa Criança Feliz, que vai acompanhar gestantes e crianças”, explica o prefeito.

COORDENADORES FAZEM CURSO DE CAPACITAÇÃO

No dia 6 de junho, participantes da Capacitação para Monitores e Coordenadores de Comunidades Terapêuticas, promovida por meio de uma parceria entre a prefeitura, a Fapam e o Comad - Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, receberam o certificado de conclusão do curso. Representantes de cinco entidades foram certificados. Este tipo de qualificação era oferecido somente na cidade de Campinas, no interior de São Paulo. O treinamento abordou temas da enfermagem, da psicologia, da administração e até mesmo da formação humana, em cinquenta e um módulos, que aconteceram aos sábados, na Fapam. Foram oito meses de curso. A reportagem GP conversou com o secretário de assistência social, Vilson Santos. Veja.

“A prefeitura de Pará de Minas deu um grande passo, dando essa oportunidade aos representantes das comunidades terapêuticas. Era um curso, que além de ser em São Paulo, tinha um custo muito alto para os participantes e aqui, em parceria com a Fapam oferecemos de graça. Com isso vamos melhorar a qualidade do tratamento dessas pessoas que buscam se livrar das drogas,” comemora Vilson.

ENTIDADES INTEGRAM REDE SOCIOASSISTENCIAL

Importantes canais de representação popular para o acesso aos serviços e benefícios da assistência social, as entidades do setor formadas pela sociedade civil organizada, integram a rede socioassistencial por meio de parceiras com o poder público, para prestação do atendimento à população que se encontra em situação de vulnerabilidade, risco social ou pessoal. Para estarem aptas a essa representatividade, as entidades devem se inscrever no CMAS - Conselho Municipal de Assistência Social, órgão encarregado por fiscalizar as entidades e organizações de assistência social, bem como os serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais, conforme parâmetros e procedimentos nacionalmente estabelecidos. A inscrição é a autorização de funcionamento concedida pelo poder público para as organizações da sociedade civil. A secretaria de assistência social é a responsável por acompanhar as execuções das atividades, assessorando e apoiando as entidades e organizações, visando a adequação dos seus serviços, programas, projetos e benefícios de assistência social às normas do Suas – Sistema Único de Assistência Social. Em Pará de Minas, trinta e cinco entidades inscritas no CMAS executam, exclusivamente ou de forma integrada a outras políticas públicas, serviços, programas, projetos e benefícios da assistência social. São exemplos de entidades socioassistenciais o Patronato, Apae, Bola de Gude, Ajuta/Casa da Esperança e Associação Bela Vista, dentre outros, que oferecem atendimento a crianças, adolescente, pessoas com deficiência e seus familiares. No município, essas entidades podem atender a cerca de setecentas pessoas mensalmente. As ações de caráter continuado e permanente têm como missão promover a inclusão de crianças e adolescentes em risco de vulnerabilidade social, propiciando lazer, cultura e formação integral, resgatar valores familiares e sociais garantindo melhor qualidade de vida e exercício da cidadania, bem como a habilitação e reabilitação da pessoa com deficiência e a promoção de sua inclusão a vida comunitária.

MESMO ENDIVIDADO, HOSPITAL MANTÉM ATENDIMENTOS

A dívida do Ipsemg com seus fornecedores é um montante alto. Em janeiro, por exemplo, o débito atingia a casa dos trezentos milhões. Isso fez com que muitos hospitais suspendessem o atendimento de saúde aos servidores públicos de Minas Gerais, já que o instituto não quitava o valor devido nas datas previstas. Uma das exceções foi o HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição. A reportagem GP conversou com o administrador Clelton de Faria Pacheco. Informe-se.

“O governo do estado notificou que agora quer colocar o Ipsemg, o plano de saúde dos servidores do estado em dia, para voltar o atendimento a nível estadual. Nós aqui do hospital, por uma questão de necessidade da população, mesmo o Ipsemg estando devendo para a gente uma média de oito meses de atraso, temos mantido o serviço, pois achamos importante o plano de saúde ativo para a população dos servidores aqui do município e da região, pois atendemos a região toda. Temos uma média de setecentos mil para receber, dos últimos seis meses, pois recebemos a notícia de que foi pago o mês de dezembro, então temos aí seis meses de atraso com o Ipsemg, que acumula um montante de setecentos mil, que inclusive é parte do que a gente tem atrasado de fornecedor e de pagamento, inclusive com médico, que é algo que não faz parte da intenção dessa administração, mas que infelizmente a gente vem atrasando esse pagamento, devido a esse atraso do Ipsemg, que é um montante significativo para o hospital,” explica Clelton.

HOSPITAL REFORÇA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE DOAÇÃO DE SANGUE

No dia 14 de junho foi celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue. A data especial foi criada pela OMS - Organização Mundial da Saúde em 2014 e tem o objetivo de valorizar os doadores de sangue e conscientizar as pessoas que ainda não doam sobre a importância do ato, que tem potencial para salvar muitas vidas. O HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição tem um trabalho reconhecido na captação de doadores através da agência transfusional, também conhecida como banco de sangue. Os potenciais doadores são captados pela técnica em hemoterapia, Fabíola Nogueira, e levados para a coleta do sangue quinzenalmente no Hemominas em Divinópolis/MG. Neste ano, a 18ª subseção da OAB - Ordem dos Advogados do Brasil de Pará de Minas firmou parceria com a agência transfusional do HNSC para ajudar na captação de doadores e reforçar o trabalho de conscientização. A entidade irá realizar uma campanha de doação de sangue interna com seus inscritos, atualmente cerca de quinhentos advogados, além de contribuir na divulgação externa, voltada à população de Pará de Minas. No próximo dia 27, quinta-feira, por exemplo, a OAB pretende encher um ônibus de quarenta e oito lugares com potenciais doadores de sangue para a coleta em Divinópolis. Pessoas interessadas em doar sangue, podem procurar a agência transfusional do HNSC através do 3233-5461 e conversar com Fabíola Nogueira. Para saber mais, a reportagem GP conversou com Fabíola. Informe-se.

“O banco de sangue do hospital tem um número de doadores cadastrados, número até bem significativo, bem positivo e nós temos duas datas ao mês para estar acompanhando esses doadores até Divinópolis, que é nosso ponto de referência. Então a cada quinze dias o hospital disponibiliza o transporte, eu faço esse trabalho de captação mensal para estar cumprindo essas datas, que já são definidas para o nosso hospital durante o ano. O dia do doador era uma data que não podia passar em branco, fazemos um agradecimento geral aos doadores, pois sem eles nosso trabalho não poderia ser realizado, o sangue é doado, é voluntário, então é mais do que justo estarmos sempre fazendo esse agradecimento a todos os doadores que nos acompanham nessa longa caminhada,” agradece Fabíola.

COMO É FEITA A DOAÇÃO? - “A parte mais difícil da capacitação é a conscientização das pessoas. Nossa maior dificuldade é estar deslocando até Divinópolis, pois nem todo mundo tem essa disponibilidade, nem todas as empresas liberam seus funcionários, há algumas que apóiam, mas apenas uma vez ao ano, tem muita gente que tem medo, medo da agulha, medo do sangue fazer falta, e não tem nada disso. A quantidade retirada é insignificante, uma bolsa de 450ML, o adulto tem em média seis a oito litros de sangue no corpo, então isso não faz falta nenhuma e o próprio organismo devolve em até vinte quatro horas o que foi retirado. A pessoa tem que conscientizar que com a doação ela ajuda quatro pessoas diferentes, pois quando fraciona esse sangue, tira quatro hemo componentes. Homem pode doar a cada sessenta dias, contando quatro doações no período de doze meses, e mulher a cada noventa dias, contando três doações.”

CAMPANHA OAB - A reportagem GP conversou também com o delegado da caixa de assistência aos advogados da OAB, Henrique Oliveira. Confira.

“A nossa ideia faz parte da diretriz que é trazer a OAB para mais perto da sociedade, então nada melhor que participar de uma campanha tão cidadã como a de doação de sangue. Nossa ideia foi fazer uma campanha interna para os nossos inscritos e tentar conseguir o máximo número de pessoas para preencher um ônibus e levar pra doar. O mais importante que acredito nessa campanha é conscientizar nossos inscritos dessa atitude cidadã de doar sangue, pois é uma atitude deficitária entre a nossa população. Numa pesquisa feita, vimos que somente 1.9% da população no Brasil doam sangue, muito pouco para a necessidade. É uma atitude tão bonita doar sangue, amor ao próximo, então essa conscientização com nossos inscritos é fundamental, ajudando o hospital nessa importância,” explica Henrique.

Animais de rua serão castrados

A prefeitura, o ministério público, representantes da sociedade civil e órgãos de defesa do meio ambiente assinaram um Tac – Termo de Ajustamento de Conduta, com o objetivo de iniciar o desenvolvimento de projetos que dêem solução, por meio de castração, ao problema do aumento da população de cães e gatos pelas ruas na cidade. Para colocar o projeto em prática, a prefeitura realiza obras e adaptações físicas na estrutura do CCZ – Centro de Controle de Zoonoses. Foi construída no local uma sala de cirurgia, onde serão realizadas as castrações e dez baias individuais para acolher cães e gatos no pós-operatório. A partir do dia 1º de julho a unidade, coordenada pela secretaria de saúde, terá capacidade para realizar, além da castração, a identificação e a chipagem desses animais. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“A construção e adequação da estrutura do CCZ foi o compromisso assumido pela prefeitura. A Ama Pangéia está conosco nesse objetivo. Essa parceria é de grande importância para a nossa cidade. A partir do dia 1º de julho vamos fazer, pelo menos, vinte castrações. Começaremos com os animais que já estão abrigados no CCZ. Vamos incentivar a realização de feiras e encaminhar os cães e gatos para adoção,” promete o prefeito.

A reportagem GP conversou também com o secretário de saúde, Paulo Duarte. Acompanhe.

“Queremos conscientizar a população sobre a guarda responsável desses animais, que agora será controlada, por meio de um chip, que será implantado neles. Se por acaso, uma pessoa adotar um animal e, depois, devolvê-lo à rua, será responsabilizada criminalmente por isso. Os animais que não forem adotados, serão devolvidos às ruas, desde que não ofereça risco à população. Isso, porque, por lei, a prefeitura não pode abrigar animais no CCZ,” explica Paulo.

Turi vai continuar na cidade

Apenas a Turi - Transporte Urbano Rodoviário e Intermunicipal, de Sete Lagoas/MG, apresentou proposta para concorrer à licitação do transporte coletivo urbano de Pará de Minas. O processo licitatório teve início no dia 4 de junho, quando foi aberto o envelope com a proposta, na sala de licitações da prefeitura. A Turi, atual concessionária do serviço na cidade foi representada pelo gerente José Romeu Fiuza. Agora, a reabertura da sessão licitatória está marcada para o dia 17 de junho, segunda-feira, às 9H. Falta apenas confirmar que a Turi continuará operando no município, mas a empresa precisará cumprir os termos que constam no edital de licitação. Dados apresentados na proposta mostram que o custo médio por passageiro é de R$ 3,65. A Turi deverá o programa de avaliação da qualidade dos serviços em até trezentos e sessenta dias, após iniciar as operações. Inovações tecnológicas como câmeras, GPRs, vigilância monitorada e aplicativos também deverão ser implantados.

Estação do Pará foi restaurada

A Estação do Pará Cine Café, desde abril, foi retomada pela prefeitura, após um Tac – Termo de Ajustamento de Conduta e será utilizada como espaço cultural, algo inédito no município. Os pará-minenses podem notar que o prédio está diferente, com nova pintura e restauração do local, lembrando antigos casarões. O prédio possui elementos arquitetônicos que mostram a transição entre o passado colonial e imperial. Ele será transformado em um espaço multiuso, sendo que no primeiro andar será o setor infantil da biblioteca pública, no segundo andar haverá uma galeria de artes e, no antigo cinema, será uma sala de áudio visual com workshops, palestras e capacitações. Ainda não há uma data para a inauguração, mas a expectativa é que em até dois meses a obra seja entregue.

Índices da dengue não sobem, desde janeiro

O mais recente LIRAa - Levantamento do Índice Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti, realizado em Pará de Minas mostra que o município mantém o mesmo percentual da pesquisa realizada em janeiro: 2,4%. O levantamento foi realizado entre os dias 13 e 17 deste mês de maio, em 1.846 imóveis. Das cinquenta e três amostras coletadas, quarenta e nove estavam infectadas pelo transmissor de doenças, como dengue, chikungunya e zica. A pesquisa também mostrou que cerca de 75% dos focos do mosquito estão dentro dos domicílios. Dentre os criadouros predominantes estão: bebedouros de animais, pratos de plantas, vasos de plantas aquáticas, caixas de degelo de geladeiras e sucatas. Os bairros com maior infestação, de acordo com a pesquisa, são JK, São Pedro e Vila Isabel. A reportagem GP ouviu o secretário de saúde, Paulo Duarte. Fique por dentro.

“O que chama a nossa atenção é que, de acordo com o levantamento, a maioria dos focos poderia ser evitada pela população, pois estão dentro de casa. Portanto, poderemos diminuir o índice de infestação do Aedes Aegypti, se houver uma maior colaboração da população. A prefeitura está fazendo a sua parte no combate ao mosquito, realizando as visitas domiciliares pelos agentes de combate às endemias, intensificando os mutirões de limpeza, promovendo ações educativas e notificando os proprietários de lotes, que não mantêm suas áreas limpas ou que acumulam em seus quintais objetos que possam servir de criadouro do Aedes. O município também está mobilizando equipes de bloqueio e transmissão, que atuam em praças e espaços públicos. No entanto, isso não surtirá o efeito esperado se a população não ficar atenta, eliminando todas as possibilidades de formação de focos do mosquito”, alerta Paulo.

Propostas pedagógicas

A Secretaria Municipal de Educação de Pará de Minas reuniu, na manhã do dia 15 de maio, no auditório da Escola Municipal de Música Geraldo Martins, especialistas que atuam no segmento da Educação Infantil da rede municipal de Pará de Minas. O encontro teve o objetivo de apresentar as propostas pedagógicas desenvolvidas nas unidades de ensino, incentivando a reflexão sobre as ações e intervenções no planejamento e avaliação pela gestão escolar e professores. A reportagem GP conversou com Sandra Morais Lara, diretora do Departamento Pedagógico dessa secretaria. Veja.

“Seguindo as orientações das diretrizes curriculares, Base Nacional Comum Curricular e o Currículo de Minas Gerais é necessário repensarmos o nosso fazer pedagógico a partir da concepção da infância que acredita nas crianças como protagonistas da sua aprendizagem. Tendo em vista esse novo olhar, a ação docente converte as experiências socioculturais das crianças em experiências educativas que buscam consolidar os direitos de aprendizagem e o desenvolvimento infantil. A formação aconteceu de forma dialógica e interativa com a equipe pedagógica da secretaria de educação e as especialistas da Educação Infantil que compartilharam as experiências vivenciadas nas escolas pelas professoras e crianças, pautadas na pedagogia da participação”, finaliza Sandra.

Passeata contra abuso e exploração sexual

Com uma grande passeada, no dia 16, quinta-feira Pará de Minas adere à Mobilização Nacional contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Organizado pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, o evento terá concentração a partir das 7h30, na Praça Torquato de Almeida. A partir das 8 horas, terá início a caminhada, que passará pelas ruas Francisco Sales e São José, praças Afonso Pena e Padre José Pereira Coelho, ruas Benedito Valadares e Rosário, onde será encerrada. A Coordenadora do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), Maria Angélica Varela, lembra que 18 de maio foi instituído o Dia Nacional contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes por uma lei federal. “A proposta do ‘18 de Maio’ é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta contra esse crime que, infelizmente, tem crescido”, explica.

Ação Comunitária movimentará Santos Dumont

Com o objetivo de proporcionar os usuários da assistência social de Pará de Minas momentos de interação e acesso aos direitos, por meio de serviços, orientações e encaminhamentos, a Prefeitura de Pará de Minas realizou no dia 18 de maio, das 8 às 12h, no CMEI Olga Xavier, no bairro Santos Dumont, a 2ª Ação Comunitária do CRAS Augusto de Oliveira Duarte. Organizada pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, a promoção vai disponibilizar atendimentos pelas equipes dos três Centros de Referência em Assistência Social existentes na cidade, Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), Programa Criança Feliz, Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente, SINE e OAB, além de atendimentos na área da saúde.“É importante que as pessoas participem para conhecerem o trabalho da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, seus direitos e deveres”, ressaltou o titular da pasta, Vilson Antônio dos Santos. Segundo a Coordenadora do CRAS Augusto de Oliveira Duarte, Wanessa Águeda de Oliveira, o evento será aberto a toda a população. “Vamos levar mais serviços ao público. Contaremos também com orientações da OAB, avaliações de nutricionistas do NASF, exposições e oficinas de artesanato, corte de cabelo e esmaltação de unhas”, destacou. A coordenadora também destacou que serão realizadas inclusão e atualização do Cadastro Ùnico. Os beneficiários do Bolsa Família poderão aproveitar a oportunidade para fazerem a 2ª via da Carteira de Identidade. Para isso, deverão entrar em contato com o CRAS mais próximo de casa, durante a semana, para se informarem sobre os documentos que deverão apresentar à equipe do Instituto de Identificação, no dia do evento. O CMEI Olga Xavier fica na Praça Presidente Castelo Branco, 95, no bairro Santos Dumont.

DENGUE

Prefeito decreta situação de emergência na cidade

O prefeito Elias Diniz decretou situação de emergência na cidade, por causa do aumento dos casos de dengue, registrados pela secretaria de saúde. Veja o que disse o secretário de saúde, Paulo Duarte, sobre o difícil tema.

“O sinal vermelho está aceso. O Estado de Minas Gerais já havia decretado situação de emergência, por causa da dengue e, agora, Pará de Minas faz o mesmo. Temos setenta e cinco casos confirmados, duzentos e vinte e cinco descartados e novecentas notificações a serem investigadas. Agora, por meio desse decreto, a secretaria de saúde poderá fazer contratações emergenciais de mais funcionários, para atuar diretamente no combate à dengue, além de fazer compras de materiais e insumos para o tratamento desses pacientes”, explica Paulo.

Para ampliar o atendimento aos casos suspeitos de dengue, a secretaria de saúde preparou um esquema especial de acolhimento dos pacientes, com horários estendidos nas UBS do Grão Pará e da parte baixa do Santos Dumont, além da Policlínica. Acompanhe.

“Até o final desse período, vamos manter esse atendimento em horário especial, sendo na policlínica, das 17 às 21H, e nas duas UBS, das 16 às 21H, com o objetivo de desafogar a Upa 24 Horas e atender com mais agilidade os pacientes. Estamos muito preocupados com o avanço da dengue e o nosso trabalho tem sido intenso, desde o início da gestão. Fizemos mutirões de limpeza, criamos estratégias de combate ao mosquito, campanhas publicitárias, além de termos intensificado as ações. Mas se a população não contribuir, a gente não vai conseguir acabar com o Aedes Aegypti. Então, a prefeitura continua contando com a parceria da população, para que esses números não cresçam ainda mais. Apesar de tudo e baseado nos dados de 2016, Pará de Minas ainda está em situação confortável. Naquele ano tivemos mais de 4.300 casos confirmados de dengue. E como já está terminando o período crítico, com a chegada do tempo frio e da estiagem, acredito que não vamos chegar a um número tão expressivo assim. Isso mostra que o trabalho de prevenção, limpeza e manutenção tem dado resultado”.

Sinal amarelo para os acidentes de trânsito

A prefeitura participa, mais uma vez, do movimento nacional Maio Amarelo que tem a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito do mundo inteiro. Este ano o tema é No Trânsito, o Sentido é a Vida! A programação começou no último dia 9 e vai até 30 de maio, quando a prefeitura vai realizar blitzes educativas, palestras, desfile com a participação de estudantes e uma corrida rústica. A reportagem GP esteve com o secretário de desenvolvimento urbano, Júlio Oliveira. Veja o que ele disse.

“O Maio Amarelo é um movimento nacional e em Pará de Minas há uma lei municipal que reforça o compromisso do município para a participação e realização de ações educativas relacionadas à segurança no trânsito. Agradeço à secretária de educação, Marluce Pinto Coelho, que está junto com a Diretoria de Trânsito e Transporte, nessa programação. Assim, vamos envolver o sistema de educação, especialmente os estudantes”, garante Júlio.

A reportagem GP ouviu ainda Pedro Paulo dos Santos Alves, diretor de Trânsito e Transporte, e Cláudio Feliciano da Silva, assessor da secretaria de educação. Leia.

“Queremos causar impacto em todas as pessoas, por meio dessas blitzes educativas que estamos realizando, além de palestra educativas com representantes do Corpo de Bombeiros e da secretaria de saúde. O ator Rony Morais tem apresentado um esquete teatral sobre o tema, haverá uma corrida rústica em parceria com a Corpam, no dia 30, em horário e local ainda não definidos,” enumera Pedro Paulo.

“O desfile será realizado no dia 25, na rua Benedito Valadares, com a participação de estudantes de grande parte das escolas da rede municipal. Nosso objetivo é, realmente, conscientizar os estudantes, as famílias e toda a comunidade sobre a importância da prevenção dos acidentes de trânsito. Vamos realizar também um concurso de redação com o tema do Maio Amarelo”, conta Cláudio. 

Campanha de vacinação vai só até o dia 31

Foi realizada no último sábado, 4, mais uma etapa da Campanha de Vacinação Contra a Influenza, quando Érica Regina da Silva, responsável pelo setor de imunização da secretaria de saúde conversou com a reportagem GP. Veja.

“O Dia Nacional da Influenza, em todas as unidades de saúde foi realizada a Campanha de Vacinação Contra a Influenza, das 8H às 17H. Foi vacinado o grupo prioritário, formado por crianças de seis meses a seis anos, gestantes, com herpes até quarenta e cinco dias pós parto, trabalhadores da saúde e professores das escolas públicas e privadas. Agora, começará o novo grupo prioritário, que são os policiais civis, militares e bombeiros. A campanha local teve início no dia 17 de abril e vai até o dia 31 de maio. Quem não pode comparecer no sábado, ainda terá oportunidade de se vacinar, mas tem de levar o cartão de vacina para fazer o registro. Vale lembrar que a meta preconizada pelo Ministério de Saúde é de 90%, e nós já vacinamos 35% da população. A gente espera atingir essa cobertura de 90%, após liberando para o público que não é prioritário,” festeja Érica.

CMEI HOMENAGEIA ARTISTA PLÁSTICO

O CMEI - Centro Municipal de Educação Infantil José Queiróz, no bairro Santos Dumont, ganhou o mais novo espaço cultural de Pará de Minas: a Galeria de Arte João Batista Leite. Inaugurada na última sexta-feira, 26 de abril, dentro das atividades desenvolvidas por esse centro, no projeto Minas em Destaque, ela homenageia o artista, reconhecido principalmente pelo trabalho com arte-educação e pelos presépios que monta. A inauguração contou com a presença de todas as turmas do CMEI. Atualmente lotado na secretaria de educação, o artista João Batista Leite tem dado um colorido especial aos prédios de escolas, creches e CMEIs da rede municipal, por meio de pinturas especiais e de painéis temáticos. Veja agora alguns depoimentos colhidos pela reportagem GP, durante o evento.

“Estou sem palavras, diante do carinho dos educadores e alunos. Estou muito feliz!” O artista homenageado, JOÃO BATISTA LEITE.

 “Além de ser um excelente artista, o João é uma pessoa muito humana. Foi um presente que recebemos”. Secretária de educação, MARLUCE DE SOUZA PINTO COELHO.  “Esta unidade de ensino elegeu a arte como o tema a ser trabalhado no projeto. Depois, partiram para a escolha do homenageado e o nome de João Batista surgiu naturalmente, porque ele trabalha com todas as escolas e CMEIs. Além disso, ele ministra oficinas para os educadores, levando a arte para o ambiente escolar. Estamos muito felizes em homenageá-lo”. Diretora do CMEI José Queiróz, MAURA LÚCIA DE FARIA.

“A proposta da inauguração da galeria de arte foi criar um espaço cultural que dialogasse com o universo infantil, fugindo da forma tradicional e convencional, onde as crianças possam vivenciar experimentações diferentes, com materiais diversos”. Especialista em educação, MARIA ISABEL VARELA GRASSI.

Sai Lúcio e entra Paulinho, na provedoria do hospital

O ex-secretário de educação, na administração do saudoso ex-prefeito Silésio Mendonça, economista Paulo de Abreu Leite, assumiu, provisoriamente, a provedoria do HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição, no dia 25 de abril, em substituição a Lúcio Oliveira, mais conhecido como Chumbinho, que solicitou à prefeitura o seu afastamento. A mudança na titularidade da provedoria não interfere na intervenção do hospital ou no atendimento prestado à população de Pará de Minas e municípios da região. Também não se altera o modelo de gestão participativa implantado na entidade, desde novembro de 2017. Todas as decisões relativas à administração da entidade continuam sendo tomadas, lado a lado, com o conselho superior da Irmandade Nossa Senhora da Conceição, com o objetivo de prestar serviços em saúde com qualidade aos pacientes, por meio de um atendimento humanizado, bem como promovendo o equilíbrio econômico-financeiro do hospital. Ao novo provedor, mais conhecido como Paulinho, marido da colunista GP, Ana Aurora, a Equipe GP deseja boa sorte no novo cargo.

Inscrições abertas para ser conselheiro tutelar

Está aberto o processo eleitoral, que definirá os novos conselheiros tutelares da cidade. Os interessados em concorrer a uma das cinco vagas têm até o dia 30 de maio para procurar a Casa dos Conselhos e se inscrever. Poderão participar das eleições, no dia 6 de outubro, os candidatos que forem aprovados em prova que será aplicada no dia 10 de agosto. A reportagem GP conversou com a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ângela do Carmo Patrocínio. Veja.

“Depois do processo de inscrições, os conselheiros dos direitos da criança e do adolescente fazem a verificação dos currículos e selecionam os que estão de acordo com as exigências do edital. A prova escrita avalia os conhecimentos do estatuto da criança e do adolescente, noções de informática e legislação municipal. Para passar, eles devem ter mais de sessenta por cento de acerto. Aí, na eleição, serão eleitos os cinco que tiveram mais votos da população. A prefeitura é que realiza o pagamento do salário desses conselheiros e eles podem ter acúmulo de funções. Porém, muitas vezes, eles têm que fazer plantões em fins de semana ou à noite, sem horário fixo. A Casa dos Conselhos fica na rua Doutor Cândido, 26, Centro. O edital pode ser conferido no http://parademinas.mg.gov.br/resolucao-01-2019/ ou ainda na Casa dos Conselhos, na secretaria de assistência social e na sede da Associação Bela Vista.”

Mais oito agentes no combate à dengue

A prefeitura ministrou um curso para os novos agentes de combate a endemias, aprovados no processo seletivo simplificado, realizado em 2018. Essa capacitação aconteceu de 8 a 12 de abril, na sede da vigilância sanitária, sendo que eles começaram a trabalhar no dia 22. A reportagem GP conversou com o responsável pela capacitação, Rogério Marinho. Confira.

“O curso introdutório era requisito, para que esses profissionais assumissem o cargo na administração municipal. Foram quarenta horas de capacitação, quando eles receberam as informações úteis para o trabalho do dia a dia, no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Agora, além de eliminar os focos do mosquito, os novos agentes de combate a endemias terão papel fundamental nas ações educativas realizadas pela prefeitura na comunidade,” explica Rogério.

Dengue assusta a cidade. De novo!

De acordo com balanço feito pela SES - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais estão tendo, por dia, cerca de mil cento e seis notificações de dengue no Estado. Isso se deve ao fato do tipo dois da doença ter voltado com tudo neste ano, aliado ao extenso período chuvoso e, também, ao desleixo dos mineiros quanto aos cuidados com as suas residências. Em Pará de Minas, já foram confirmados, até o último dia 24, onze casos de dengue e mais de quinhentos casos, sob suspeita. O secretário municipal de saúde, Paulo Duarte, ressaltou que uma das atitudes que estão sendo estudadas pela prefeitura para combater o Aedes Aegypti é a de entrar nos lotes ou imóveis, sem autorização dos proprietários que não fazem a limpeza desses locais, como deveriam. De acordo com a secretaria, os locais mais comuns, onde estão sendo encontrados focos de dengue são comedouros de animais domésticos, garrafas ou outros recipientes que possam conter água e que ficam espalhados pelo imóvel e ainda as caixas d’água extras antigas ou adquiridas, recentemente, pelos pará-minenses receosos em passar por uma nova crise hídrica. Nos últimos dias 18 e 19, não houve expediente na administração municipal, exceto na Upa – Unidade de Pronto Atendimento e Policlínica, que funcionou também no dia 20, sábado, para atender a pacientes com sintomas de dengue, continuando em funcionamento de segunda a sexta-feira, das 17 às 21H, e sábado, das 7 às 16H. O objetivo de colocar a Policlínica em funcionamento é para reduzir a demanda da Upa, que vem recebendo grande demanda, tornando-se alvo de reclamações de pacientes quetêm esperado horas nas filas. A prefeitura também realizou, em parceria com o Rotary Club Pará de Minas Bariri e a Polícia Militar, uma Blitz Educativa, para conscientizar pedestres e motoristas sobre a importância de eliminar focos do perigoso mosquito. Durante a acão, voluntários e agentes de combate a endemias distribuíram panfletos com orientações de combate aos focos do Aedes Aegypti, para quem passava pela avenida Argentina, no São José.

Aeroporto não será fechado

No dia 15 de abril, o ministério da defesa, por meio do comando da aeronáutica, emitiu uma notificação à prefeitura, informando a suspensão temporária das operações do aeroporto municipal, por um período de cento e oitenta dias a partir do dia 2 de maio. A decisão foi motivada pela presença de uma torre de telefonia celular que está em inconformidade com as normas da área de segurança em volta do aeroporto. No entanto, a prefeitura tomou frente do problema, agiu rápido e já no dia 17 de abril, determinou que as operadoras de telefonia que usam a antena reduzissem a altura do equipamento. Assim, serão atendidas as exigências quanto às normas de segurança, garantindo a continuidade das operações no aeroporto. “Entramos em contato com as empresas Tim, Algar e Claro. Elas haviam sido notificadas diversas vezes, para que fizessem a adequação. Diante da falta de providências dessas empresas para sanarem o problema, o município tomou a atitude. Se elas não retirarem os equipamentos e parte da torre, nós vamos fazer isso por nossa conta, o que não podemos é deixar o aeroporto parar”, diz o prefeito Elias Diniz ao visitar a torre de telefonia. A altura máxima permitida para a antena no local onde está instalada, duas ruas abaixo do aeroporto, é de vinte e dois metros. “Hoje, a torre tem quarenta e seis metros e isso compromete a segurança dos voos. Não podemos abrir mão da segurança quando falamos do nosso aeroporto”, disse Elias. O aeroporto de Pará de Minas, registra por ano, aproximadamente quinze mil pousos e decolagens. O fechamento, segundo o prefeito, seria um prejuízo enorme para a cidade. “São aproximadamente duzentos e cinquenta aeronaves que teriam que ficar no pátio, sem falar em outras que não poderiam pousar no nosso aeroporto. O aeroporto de Pará de Minas, quando falamos de aeronaves de pequeno e médio porte, é um dos maiores da américa do sul. Seria uma perda imensurável essa interdição, mas nós não vamos deixar isso acontecer”, completa Elias.

Limas do Pará ganha novo acesso

A prefeitura, em parceria com a iniciativa privada, construiu uma nova ponte de acesso entre a comunidade de Limas e a BR-352. Uma estrutura metálica vai substituir a antiga, de madeira. “A ponte estava com a estrutura comprometida. Havia inclusive o risco de acidentes, especialmente com veículos pesados. Agora, por meio de uma parceria com a Granja São João, está sendo construída a nova ponte”, disse o prefeito Elias Diniz ao visitar a obra no dia 15 de abril. A previsão é que a obra seja concluída no início do mês de maio. A nova ponte terá extensão de quinze metros e capacidade para comportar o tráfego de veículos com mais de cento e cinquenta toneladas. “Por isso, essa ponte poderá ser utilizada para o escoamento da produção rural por muitos anos. O objetivo é atender tanto as pessoas que trabalham com agronegócio e necessitam passar pelo trecho diariamente quanto aos moradores da zona rural”, disse o prefeito.

Prefeitura inaugura CEO

A prefeitura, por meio da secretaria de saúde, inaugurou no dia 12 de abril, o Centro de Especialidades Odontológicas Sérgio Eurico Silveira Resende. Na nova unidade de saúde, serão realizadas cirurgias, tratamentos de gengivas e de canal, atendimentos a pacientes portadores de necessidades especiais e diagnósticos de câncer bucal. A reportagem GP conversou com o secretário de saúde, Paulo Duarte. Veja.

“O CEO é um projeto idealizado há mais de dez anos, em Pará de Minas. Estamos muito felizes em tornar esse sonho realidade. Nele, a secretaria de saúde vai oferecer diferentes especialidades, proporcionando à população pará-minense qualidade em saúde bucal, por meio de atendimentos que até então só eram oferecidos pela rede pública em Nova Serrana”, destaca Paulo.

Audiência pública

A prefeitura realizou no dia 8 de abril, na câmara, a audiência pública para apresentação dos projetos que poderão constar na LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias do próximo ano. O secretário de gestão Fazendária, José Leonardo Martins Pinto, relatou aos vereadores e ao público presente os investimentos que constam no PPA - Plano Plurianual, que superam duzentos e noventa e seis mil reais. “A LDO é elaborada anualmente e tem como objetivo apontar as prioridades do governo para o próximo ano”, explica o secretário. “Podemos dizer que ela serve como um ajuste anual das metas definidas no PPA, que estabelece as diretrizes, metas e objetivos do governo municipal para um período de quatro anos”, diz. Dentre os projetos previstos para execução em 2020, estão incluídos a construção, conclusão de unidades de ensino e de saúde, a construção do Abrigo Casa do Caminho, a ampliação de prédios tombados pelo patrimônio histórico, obras de revitalização do trânsito e pavimentação asfáltica e poliédrica de ruas. A LDO deve ser aprovada até 31 de agosto.

Verba do Fundo da Infância e da Adolescência

No dia 1º de abril, sete entidades assistenciais de Pará de Minas receberam cheques simbólicos, no valor de cinco mil reais, resultantes da doação de pessoas jurídicas e pessoas físicas ao Fia - Fundo da Infância e da Adolescência, por meio do imposto de renda, em 2018. Foram repassados ao todo, trinta e cinco mil. A entrega simbólica dos cheques foi feita pelo prefeito Elias Diniz, pelo secretário de assistência social Vilson Antônio dos Santos e pela presidente do conselho dos direitos da criança e do adolescente, Ângela do Carmo Patrocínio. Os recursos deverão ser aplicados em programas e ações voltados para a promoção e defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“O trabalho dessas entidades tem nos ajudado muito a cuidar das nossas crianças e dos nossos adolescentes. As associações, tendo essa participação e envolvimento com a comunidade, nos deixa muito felizes. Tenho certeza que esses recursos serão muito bem aplicados”, espera o prefeito.

ENTIDADES CONTEMPLADAS - * Associação Comunitária Bela Vista, Recanto da Lagoa e Santa Edwirges – ABEV; * Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Pará de Minas – APAE; * Associação São Paulo Apostolo – Bola de Gude; * Instituto Coronel Benjamim Ferreira Guimarães – Patronato; * Associação Amigos São Judas Tadeu – AJUTA; * Abrigo Casa do Caminho (Proteção Social Especial); e * Associação Amigos de São João Batista – AJOB.

Vacinação contra a Influenza

A secretaria de saúde prepara mais uma campanha de vacinação contra a influenza. Crianças com até seis anos incompletos, idosos, profissionais de saúde, gestantes, professores e pessoas privadas de liberdade serão imunizados. Em Pará de Minas, a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza começará pelos funcionários do HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição e da UPA 24 Horas. A reportagem GP conversou com a enfermeira referência técnica de imunização, Érica Silva. Veja.

“Nessas duas unidades de saúde, a vacinação começou no dia 10 de abril. A partir do dia 17, próxima quarta-feira, será disponibilizado um número maior de doses e iniciaremos a vacinação em todas as UBS - Unidades Básicas de Saúde. O dia D será em 4 de maio, sábado. Além dos profissionais de saúde, poderão ser vacinados crianças de seis meses a menores de seis anos de idade, adultos com mais de sessenta anos, puérperas com até quarenta e cinco dias após o parto, gestantes, professores de escolas públicas e privadas, pessoas privadas de liberdade e funcionários da penitenciária e pessoas com algumas doenças específicas. A restrição é para pessoas que, nos anos anteriores, tiveram algum evento adverso após a vacinação”, explicou Érica. A equipe da secretaria de saúde também vai vacinar os moradores da zona rural de Pará de Minas de acordo com a seguinte programação: * Dia 22, segunda-feira: Muquém e Floresta; * Dia 23, terça-feira: Córrego do Barro e Trindade; * Dia 24, quarta-feira: Guardas, Penhas, Paraíso e Gorduras; * Dia 25, quinta-feira: Aparição, Córrego das Pedras e Limas; * Dia 26, sexta-feira: Sobrado, Bom Sucesso, Paivas e Caetano Preto; e * Dia 29, segunda-feira: Brás Correia.

Direitos dos idosos são discutidos em conferência

Foi realizada no dia 27 de março, a V Conferência Municipal dos Direitos dos Idosos de Pará de Minas. Desta vez o evento teve como tema Os desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas. A conferência, promovida pelo Comid - Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos, reuniu dezenas de pessoas no salão da Sociedade São Vicente de Paulo. A reportagem GP conversou com o secretário de assistência social, Vilson Antônio dos Santos. Veja.

“Fizemos antes duas pré conferências, agora traçamos e definimos os caminhos que vamos seguir nas políticas públicas direcionadas à população idosa. Isso é importante para sabermos o que essas pessoas esperam do poder público e o que a gente pode fazer por elas”, disse.

PALESTRA E APRESENTAÇÃO - A conferência foi marcada também pela palestra da psicóloga Natália Nunes Scoralick Lempke que falou sobre os desafios do envelhecimento. Houve ainda uma apresentação de dança e poesias do grupo As Mocinhas da Cidade. As propostas definidas em Pará de Minas seguirão para a V Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa que será realizada nos dias 25 e 26 de setembro. Cinco delegados, eleitos na conferência municipal, vão representar a Pará de Minas no evento. Entre as propostas discutidas na conferência municipal, estão a capacitação permanente de motoristas de transporte coletivo municipal, visando a oferta de um atendimento humanizado, gentil e acolhedor aos idosos e a adequação do Eja – Educação de Jovens e Adultos para Ejai – Educação de Jovens, Adultos e Idosos.

Prefeitos unem-se, para cobrar da Vale

Pará de Minas recebeu,no dia 19 de março, prefeitos de dezessete municípios mineiros cortados pelo rio Paraopeba e, portanto, afetados pelo crime da Vale, em Brumadinho/MG. Liderados por Elias Diniz, e Mário Reis Filgueiras, de Papagaios/MG, os representantes discutiram formas de, em conjunto, cobrar da Vale soluções para compensar os impactos causados pela contaminação do rio. Os prefeitos de cidades da região centro-oeste e da metropolitana de Belo Horizonte, tiveram a oportunidade de apresentar os danos causados pela Vale a cada um dos municípios representados na reunião. Ficou formada uma comissão que vai atuar na busca de soluções para cada um dos transtornos identificados. Essa comissão é formada pelos prefeitos de Pará de Minas, Papagaios, Betim/MG, Paraopeba/MG, Pompéu/MG, Brumadinho/MG e Três Marias/MG, que vão representar os mais de vinte prefeitos. Juntos, eles vão alinhar juntamente com parlamentares e Ministério Público as demandas de cada município atingido pelo desastre. Em Pará de Minas, o principal impacto da poluição do Paraobepa, pela Vale, é o risco de desabastecimento de água da cidade. Porém, a prefeitura local saiu na frente e já tem um Tac - Termo de Compromisso assinado pela mineradora, garantindo novo sistema de captação de água para o município..

Alegria na entrega de uniformes

No dia 18 de março, a prefeitura, por meio da secretaria de assistência social, e a AABB - Associação Atlética Banco do Brasil foram entregues kits de uniformes para os socioeducandos assistidos pelo projeto AABB Comunidade. Durante o evento, também foi realizada reunião com pais e responsáveis pelas crianças e adolescentes atendidos pelo projeto social. Participaram do encontro o prefeito Elias Diniz, o secretário de assistência social, Vilson Antônio dos Santos, o secretário de saúde, Paulo Duarte, o presidente da AABB, Marcone Valadares, e membros da diretoria do clube.Nesse primeiro encontro do ano, os familiares receberam informações sobre a importância da convivência para o desenvolvimento de suas crianças e adolescentes e o trabalho realizado no projeto, com atividades centradas em três eixos temáticos: Direito de Ser, Convivência Social e Participação Cidadã.O AABB Comunidade é um convênio de cooperação financeira celebrado entre a prefeitura, tendo como intervenientes o Banco do Brasil, a Fenab - Federação Nacional das Associações Atléticas do Banco do Brasil e a AABB. O projeto atente cem crianças e adolescentes de 6 a 18 anos, que se enquadram em algum tipo de vulnerabilidade, avaliados pelos técnicos do Suas -  Sistema Único de Assistência Social.

Enfim, uma boa solução para os animais de rua

A prefeitura criou uma comissão para acompanhar o projeto da secretaria de saúde que pretende diminuir o problema dos animais de rua na cidade. Em breve o CCZ - Centro de Controle de Zoonoses terá capacidade para realizar a castração, a identificação, a chipagem e a destinação dos animais para adoção. Claro que isso não vai acabar com os animais de rua, mas diminuirá, a longo prazo, a capacidade de procriação deles. Segundo a Ama Pangeia, haverá um controle maior, até porque esses animais serão identificados. Portanto, a pessoa que adotar um animal e, depois, o soltar na rua, também poderá ser identificada.A comissão é formada por representantes da sociedade civil, Ama Pangeia e secretaria de saúde.

A reportagem GP falou com o secretário de saúde, Paulo Duarte. Acompanhe.

“Já temos um projeto junto ao governo de Estado, mas como as coisas por lá estão demorando, por causa da crise financeira, resolvemos criar um projeto, por meio de uma parceria público-privada. A secretaria de saúde tomou frente e convidou a sociedade para montar essa comissão, para buscar juntos uma solução para o problema. A primeira coisa que a prefeitura fez foi transformar o CCZ em um setor autônomo com um veterinário responsável”, garante o secretário.

Em um primeiro momento, o projeto só será destinado a animais de rua. A castração será feita em uma sala que está em construção, no CCZ.

Vale e prefeitura chegam a um acordo

O prefeito Elias Diniz assinou na manhã de segunda-feira, 18, um Termo de Compromisso com a Vale, com o objetivo de compensar os impactos causados ao serviço de abastecimento de água em Pará de Minas, ocasionados pelo rompimento da barragem do Complexo Minerário Córrego do Feijão, em Brumadinho/MG. Assim, a empresa assumiu a responsabilidade de elaborar, custear e executar projeto e obras, para a construção de novos sistemas de captação e fornecimento de água bruta suficiente para garantir uma vazão de, no mínimo duzentos e oitenta e quatro litros por segundo, em substituição à captação que era realizada no rio Paraopeba. O termo foi endossado pelo Ministério Público, por meio das promotorias de defesa do meio ambiente e consumidor e pela empresa Águas de Pará de Minas. A mineradora construirá nova adutora, com extensão de cinquenta quilômetros, que captará água no rio Pará, colocando todo o sistema de captação e fornecimento de água bruta, em pleno funcionamento, até o dia 15 de maio de 2020. Como solução paliativa para o abastecimento de água em Pará de Minas, até que a adutora seja concluída e colocada em funcionamento, a Vale, dentro de sessenta dias, terá que viabilizar reservatório com capacidade superior a cinquenta milhões de litros de água e perfurar novos poços artesianos, interligando-os aos sistemas de captação e distribuição de água já existentes, para abastecer o município. Para tanto, deverá criar uma adutora, que vá captar água dos ribeirões dos Moreiras, na região de Córrego do Barro, e Covadanta, que fica nesse povoado. Além disso, se necessário, a Vale deverá arcar com o abastecimento de água à população, em caminhões-pipa. Veja o que disse o prefeito Elias Diniz à reportagem GP.

“O reconhecimento, pela Vale, de suas responsabilidades com Pará de Minas é muito importante. A empresa aceitou os termos de um acordo que foi resultado do empenho do Ministério Público, que coordenou a elaboração do documento. Fizemos uma proposta que compensa os impactos causados ao abastecimento de água em nossa cidade e que protege a população”, conta Elias.

* O descumprimento parcial ou total do termo implica no pagamento, pela Vale, de uma multa diária de cem mil reais.

Aumentam os focos de dengue

Muitos leitores têm ligado para a reportagem GP para saber se é verdade que a dengue está de volta a cidade. Correndo atrás da resposta, a GAZETA foi informada que a prefeitura e a secretaria de saúde estão intensificando o combate à dengue na cidade, utilizando uma metodologia diferente da que estava sendo praticada. Trata-se de uma espécie de bloqueio da circulação do vírus em áreas onde houver suspeitas de focos e pessoas que foram picadas pelo mosquito Aedes Aegypti. Veja, em resumo, o que disse o secretário de saúde, Paulo Duarte.

“Não temos o número exato de casos, mas já percebemos muitas notificações de casos. Já tivemos casos de pessoas confirmadas com dengue, mas que estavam fora da cidade. Vamos levantar esse número no fechamento do mês para apresentar, mas já viemos falando que o Liraa subiu, está em alto risco e estamos sentindo a consequência. Diante disso, a gente adotou desde o fim do ano passado uma equipe para bloqueio, uma prática que já aconteceu no passado, mas que há anos não vem acontecendo e nós trouxemos de volta essa metodologia de trabalho. Trata-se de uma equipe que trabalha especificamente na área, onde existam notificações de casos de suspeita de dengue, através da Upa, Unimed ou hospital. Aí, eles fazem a vistoria nas casas das pessoas notificadas, fazendo uma vistoria em todos os imóveis, num raio de trezentos metros. Em seguida, aplicam inseticida.”

NOTIFICAÇÃO - “A partir de agora, todo paciente, que na triagem da unidade de saúde tenha sintoma de dengue, vai receber um cartão similar a um cartão de vacina, com todos os dados da pessoa e um relatório do médico notificado, informando se é mesmo uma suspeita de dengue ou se é outra causa. Se for suspeita de dengue, o médico vai relatar nesse cartão o prontuário dessa pessoa, como os sintomas, o que está acontecendo e o que ela está tomando. Os resultados dos exames constarão nesse cartão que a pessoa deverá andar com ele, durante todo o tratamento, sendo direcionada à UBS – Unidade Básica de Saúde mais próxima.”

Multas para quem não elimina focos da dengue

A vigilância em saúde e gerência de endemias mudou a postura perante o combate à dengue e começou, recentemente, a notificar e multar as pessoas que se recusam a colaborar com a eliminação dos focos que podem ser criadouros do mosquito aedes aegypti. A reportagem GP conversou com o gerente do setor de endemias da prefeitura, Adaílton Moreira. Confira.

“No dia 12 de março, iniciou-se junto com o fiscal sanitário em que a gente começou a autuar esses moradores que vem persistindo em deixar foco dentro de casa. O maior problema que estamos tendo é nos reservatórios de água, pois o pessoal está acumulando água. Então já foi aplicada uma multa no valor de setecentos e quarenta e quatro reais por causa desse acumulo de água. Os fiscais estão andando no dia a dia para notificar essas pessoas que insistem em acumular água e trazem risco para a população. A gente vem fazendo essa prevenção e o fiscal antes de fazer essa multa, ele faz a autuação, dá um prazo para a pessoa limpar, mas quando a pessoa insiste em permanecer no erro, o fiscal vem e dá a multa. Vale lembrar que essa autuação é somente se achar algum foco de dengue e o morador não limpar,” ressalta Adaílton.

AGENDAMENTO DE VISITA - “Já estamos trabalhando a questão da recusa das pessoas em atender as portas e pedimos que a pessoas nos atendam. Temos também uma parceria junto com uma imobiliária da cidade que liberam chaves das casas que estão para alugar ou vender, para que o agente faça seu serviço. Os casos das casas em que o agente vai e o morador está trabalhando, a gente deixa um bilhete para que entrem em contato pelo 3231-7755 para agendar um dia e horário para fazermos as visitas.”

Casa tombada é reformada

A Casa Maria Xavier Capanema, imóvel tombado como patrimônio de Pará de Minas foi reformada pela prefeitura e em breve será reaberta. A equipe do conselho do patrimônio cultural esteve no local para acompanhar os retoques finais da obra. “As cores originais permaneceram e o material usado no piso foi o mesmo madeiramento que tinha. Conseguimos colocar tábuas envernizadas. Precisamos tirar o assoalho de madeira que não tinha mais condições e conseguimos preservar parte do porão. A parte hidráulica antiga também foi mantida”, disse Karina Morato, arquiteta e membro do conselho do patrimônio cultural. Foram aproximadamente oito meses de trabalho. “Quando recebemos a casa, encontramos o piso em muito desgastado. Não era mais possível usar o imóvel para qualquer função”, completou Karina. A reforma do imóvel de quase duzentos anos confirma a preocupação da prefeitura com a preservação da história e da cultura do município. “Nesses dois anos de gestão, praticamente todos os aparelhos da secretaria de cultura sofreram interferências. A casa da cultura e a escola de artes receberam reformas. Investimos também no museu e na reestruturação da escola de música. A Casa Maria Xavier Capanema recebeu um investimento próprio do município de cerca de noventa mil. Por meio de parcerias público-privadas, estamos entregando à sociedade um setor extremamente organizado, bem estruturado e com seus aparelhos em ordem”, disse o secretário de cultura, Paulo Duarte.

Controle da população de animais de rua

Em pleno Dia dos Animais, no dia 14 de março, Pará de Minas deu um importante passo em relação aos cuidados e controle da população de cães e gatos de rua na cidade.

Foi criada uma comissão para acompanhar a situação dos animais de rua na cidade. Ela será composta por representantes da sociedade civil, Ama Pangeia e Secretaria Municipal de Saúde. Com o novo projeto, o CCZ – Centro de Controle de Zoonoses passa a ter autonomia, sem precisar consultar a Vigilância em Saúde. Com a criação da comissão, em breve começa a ser colocado em prática o projeto de castração, identificação, chipagem e destinação para adoção de animais de rua. De acordo com o secretário de saúde Paulo Duarte, já existe um projeto da prefeitura, junto com o Governo Estadual para castrar cães e gatos em Pará de Minas. Paulo Duarte explica que após as castrações, os animais estarão prontos para serem devolvidos ao seu habitat. Um dos caminhos será através de feira de adoção. Em primeiro momento, o projeto será destinado apenas para animais de rua. O novo projeto vai ganhar uma sala no CCZ, no João Paulo II, para castração dos animais de rua. A ONG Ama Pangeia vai ajudar na compra dos materiais para equipar o espaço. A ideia é contar com a sociedade civil para doações de outros materiais e ajuda de voluntários.

Cidade fecha o cerco sobre o Crime da Vale

No dia 15 de fevereiro, reuniram-se, mais uma vez, os membros do Comitê de Gestão e Avaliação de Resposta ao Desastre (Crime da Vale), criado pela prefeitura para acompanhar a situação de emergência decretada pelo prefeito Elias Diniz, no último dia 4, motivada pela contaminação do rio Paraopeba. O tom dessa segunda reunião foi a cobrança de ações mais efetivas da Vale, para que a cidade não sofra de novo com falta d’água. Veja, em resumo, algumas falas gravadas nessa reunião, pela reportagem GP.

* “O que nós precisamos é que a empresa abra o guarda-chuva financeiro e garanta pra gente que ela consegue fornecer os trezentos litros de água por segundo que Pará de Minas precisa”, espera o coordenador do comitê de gestão, José Hermano Franco.

* “O que a gente precisa são cronogramas e ações contundentes da Vale, para manter Pará de Minas abastecida com água”, cobra Thiago Contage, superintendente da Águas de Pará de Minas.

* “A assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta entre a Vale e a prefeitura, endossado pelo Ministério Público, é uma de nossas expectativas. Ou seja, não queremos nada verbalizado. As coisas têm que estar escritas para que possamos cobrar a responsabilidade da Vale”, exige o prefeito.

3ª REUNIÃO - Foi realizada no dia 25 de fevereiro, na prefeitura, a terceira reunião do Comitê Municipal de Gestão e Avaliação ao Desastre,   que teve como principal pauta o alinhamento das providências já tomadas, para garantir o abastecimento de água à população. Dentre as iniciativas apresentadas aos membros do comitê, formado por representantes da prefeitura, órgãos públicos, Ministério Público e entidades da sociedade civil organizada, destaca-se a instalação de um novo ponto de análise da qualidade e dos níveis de turbidez da água, no local onde era feita a captação, no rio Paraopeba. A prefeitura e a empresa Águas de Pará de Minas estão preparando para a Vale a indicação de outros dois locais, para criação de novos reservatórios, que poderão suprir a demanda, durante a estiagem, que começa no mês que vem. A expectativa é que a proposta de Pará de Minas seja entregue a representantes da mineradora.

Veja o que disse o prefeito Elias Diniz à reportagem GP.

“Queremos que a captação dos duzentos e noventa e quatro litros por segundo, suspensa seja restabelecida, agora, por meio do rio Pará. Portanto, a Vale precisa trabalhar esse plano de ação em caráter de urgência, sentencia o prefeito.

Prefeito e vereador locais na lista de intimações do TC

O prefeito Elias Diniz está na lista dos administradores municipais que serão intimados pelo TCE - Tribunal de Contas de Minas Gerais, pelo descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo o órgão, os municípios foram notificados e os prefeitos estarão sujeitos à limitação de empenho e movimentação financeira. O TCE adverte, inclusive, que se a irregularidade apontada não for sanada, eles poderão ser multados. Dos seiscentos e setenta e nove municípios notificados, trinta e três estão no Centro-Oeste. Veja: * Araújos, * Bom Despacho, * Carmo da Mata, * Carmo do Cajuru, * Cedro do Abaeté, * Cláudio, * Conceição do Pará, * Córrego Danta, * Córrego Fundo, * Divinópolis, * Dores do Indaiá, * Itapecerica, * Itaúna, * Lagoa da Prata, * Leandro Ferreira, * Luz * Martinho Campos, * Moema, * Nova Serrana, * Oliveira, * Onça de Pitangui, * Pará de Minas, * Passa Tempo, * Pedra do Indaiá, * Perdigão, * Pimenta, * Pitangui, * Pompéu, * Quartel Geral, * Santo Antônio do Monte, * Serra da Saudade, * São Roque de Minas e * São Sebastião do Oeste.

Procurada pela reportagem GP, a prefeitura local afirmou, por meio do Setor de Auditoria e Controle Interno, que respondeu à denúncia do TC, afirmando que “o município não atingiu as metas de arrecadação, devido à instabilidade da economia brasileira e também da ausência de repasses constitucionais pelo governo de Minas, cuja dívida já ultrapassa a casa dos trinta e quatro milhões”.

O VEREADOR - O vereador Marcus Vinícius Faria, o Marcão, também apareceu na lista das intimações do Tribunal de Contas, por causa de sua gestão à frente da câmara municipal, como presidente, no ano passado. Porém, ele também se defende, dizendo que o assunto nada tem a ver com a rejeição de contas. O problema, segundo ele, ocorreu pela falta de data, no envio do documento solicitado. Ele também já está prestando esclarecimentos ao tribunal.

PRESTAÇÃO DE CONTAS - No dia 25 de fevereiro, aconteceu na câmara municipal mais uma audiência pública de prestação de contas da prefeitura. Após, a reportagem GP conversou com o secretário de gestão fazendária, José Leonardo Martins Pinto. Informe-se.

“Conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, fizemos uma audiência pública para mostrar a prestação de contas da avaliação das metas fiscais do último quadrimestre do ano passado. Falamos sobre a apuração da receita, despesas de pessoal, dívida fundada, gastos com folha de pagamento e todas metas fiscais que foram cumpridas. Em 2018 tivemos retenção dos recursos que são de repasse obrigatório por parte do Estado, de IPVA, ICMS, depósito do Fundeb, transporte escolar, na parte da saúde, quando deixamos de receber mais de trinta e quatro milhões. No site da prefeitura, têm todos os valores,” informa José Leonardo.

Corpo de Bombeiros, sob nova direção

A 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros de Pará de Minas tem um novo comandante, capitão Lucas Ribeiro Maia. Veja o que ele disse à reportagem GP.

“Vim muito motivado e fui acolhido muito bem, não só em Pará de Minas, mas em toda a região. A expectativa é que possamos fazer um trabalho de excelência para a sociedade, desenvolvendo, cada vez mais, o treinamento do Corpo de Bombeiros e melhorando a estrutura logística do quartel. Já percebi o apoio que a prefeitura dá à nossa corporação e é através dele que nós conseguiremos chegar aos nossos objetivos”, diz o militar.

Muito mato por toda a cidade?

Duas equipes da secretaria de obras da prefeitura estão realizando o serviço de capina manual e mecânica com roçadeiras e já passaram pelas praças dos bairros São Luís, Santo Antônio, São Pedro, São Francisco, bem da Independência e Rio Branco. Elas também já fizeram a limpeza e capina das praças das academias ao ar livre dos bairros União e Jardim América e do entorno do mirante do Cristo Redentor.

Apesar disso, as reclamações sobre o matagal em vários pontos da cidade continuam. Sobre isso, veja o que disse o diretor de limpeza urbana, Everardo Jeunon.

“O problema é que no período chuvoso o mato cresce muito rápido. Quando acabamos um ciclo de limpeza, já temos que voltar ao início. Isso tem dificultado muito o nosso trabalho. Outro problema que a administração municipal tem enfrentado é sobre a diminuição da equipe de limpeza urbana, causada pela falta de repasses do governo estadual, que já ultrapassam os trinta e quatro milhões.

Posses

Tomaram posse no dia 28 de fevereiro os novos membros dos CMS - Conselhos Municipais de Saúde e do Comad - Políticas Sobre Drogas, totalizando sessenta e quatro novos conselheiros, trinta e dois para a saúde e trinta e dois para o Comad. Todos eleitos em janeiro.

De volta à pintura original

A prefeitura, por meio da secretaria de cultura, mantém um trabalho de manutenção constante na Escola de Artes, onde, neste momento, está encerrando a pintura de algumas salas. Sobre o assunto, a reportagem GP conversou com a gerente da Escola de Artes, Édna Morato. Veja.

“A Escola de Artes é um prédio tombado do patrimônio cultura e é um imóvel de mais de cento e cinquenta anos. Então, a deterioração é comum e é importante certos cuidados. Temos medidas de conservação constantes e, atualmente, estamos terminando um processo de pintura de sete salas internas, fora a galeria que já tinha sido pintada em 2017. Agora, estamos complementando essa pintura interna, passando-a de esmalte para látex, para retornarmos à pintura original da edificação,” explica Édna.

O que o prefeito falou sobre a lama da Vale, em Brasília?

O prefeito Elias Diniz participou da comissão geral realizada na Câmara dos Deputados, em Brasília/DF, para discutir os reflexos do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho. A audiência foi solicitada pela bancada mineira na câmara, que tem como líder o deputado federal Diego Andrade. Também participaram do debate, prefeitos de cidades mineiras, parlamentares e líderes de movimentos de atingidos por barragens e de organizações não governamentais. A Vale não foi convidada para esse debate e o deputado Diego Andrade justificou o fato, alegando que o objetivo dessa comissão é dar voz às vítimas. O prefeito de Pará de Minas falou durante sete minutos, quando citou: * Sobre a importância do rio Paraopeba para o município, explicando que, o abastecimento de água em Pará de Minas depende dele cem por cento. * Disse também que, antes de ser suspensa a captação, era de dezessete milhões de litros de água/dia e que agora a população está sendo abastecida pelos mananciais dos ribeirões Paivas e Paciência, além dos poços artesianos. * Que a empresa Águas de Pará de Minas não conseguirá atender à demanda hídrica do município, no início da estiagem, no próximo mês de abril. * Cobrou responsabilidade da Vale e destacou a necessidade da construção de uma nova adutora. * Demonstrou, ainda, preocupação com a saúde pública da cidade, sobretudo em relação à dengue.  E * chamou a atenção dos parlamentares para os prejuízos que a falta d’água poderá causar no agronegócio, que responde por sessenta por cento da economia local.

Cine Café vira Cine Cultura

No dia 11 de abril, a prefeitura, por meio da secretaria de cultura, retomou a posse do prédio do Cine Café, que estava sob cessão de uso ao empresário Alisson Hanke de Souza, que o explorou durante quase quatro anos. A retomada, amparada pelo Ministério Público e pelo CDPC - Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural, ocorreu de forma consensual, antecipando o término do contrato, que só aconteceria daqui a três anos (2022). Segundo o secretário de cultura, Paulo Duarte, há algum tempo, as vistorias já indicavam a falta de conservação do imóvel tombado pelo Patrimônio Histórico, na administração do prefeito Tilili. Portanto, quando o contrato se encerrasse, o município teria que realizar um grande investimento para recuperá-lo. Diante disso, a secretaria de cultura negociou uma solução amigável para o fim do contrato. Acrescente-se a isso, que a utilização do espaço como bar estava desvirtuando a sua função cultural.

“Queremos é preservar esse imóvel, que tem grande importância histórica para o município”, diz Paulo.

 A presidente do CDPC, Cleysi Mara Pinto de Souza, falou que a entidade vê com alegria a devolução do prédio à prefeitura. Agora, a prefeitura planeja ampliar a destinação do imóvel, com sua utilização pelo projeto Cine Cultura, que oferece projeções de filmes para crianças, além de exposições e atividades culturais.

500 concursados tomam posse

A secretaria de educação deu posse a aproximadamente quinhentos novos profissionais de educação, além de serviçais que, depois de aprovados no concurso público da prefeitura, realizado no ano passado, agora fazem parte do quadro de funcionários efetivos da administração municipal. Para eles, a efetivação foi a realização de um sonho. Para a prefeitura, a efetivação de servidores é garantia de continuidade e qualidade no serviço público. A cerimônia de posse e escolha das vagas se deu nos dias 24 e 25 de janeiro, no auditório da Escola Estadual Fernando Otávio.

A reportagem GP falou sobre o tema com a secretária de educação, Marluce de Souza Pinto Coelho. Veja.

“Com os efetivos não há aquela mudança de funcionários, todos os dias, onerando para a prefeitura, porque eles têm o Paraprev como sistema de previdência. Assim, a prefeitura economiza com o INSS. Esse é um momento que era muito aguardado pela administração municipal, porque nós prometemos essa nomeação e estamos cumprindo”, diz a secretária.

CPI de Brumadinho ouve Elias

Integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito, criada em Brasília/DF, para investigar a tragédia do rompimento da barragem da Vale e outras mineradoras, que reuniu-se na Câmara Municipal de Brumadinho/MG, no último dia 8. Assim, os deputados que fazem parte dessa comissão, ouviram entidades representativas dos atingidos pela criminosa lama, além de prefeitos dos municípios prejudicados pelo desastre, como é o caso de Pará de Minas. No plenário, Elias Diniz cobrou a responsabilidade da Vale e mostrou a preocupação de Pará de Minas com as consequências, principalmente com a contaminação do rio Paraopeba, que abastece a cidade. Explicou que, desde o dia 29 de janeiro, Pará de Minas não vem sendo mais abastecida com a água desse rio. Cobrou também da Vale um plano alternativo de captação de água, para que a cidade não fique desabastecida.

27 toneladas de asfalto

A prefeitura realizou uma operação tapa-buracos no trecho urbano da BR-352 entre o entroncamento com a BR-262 e o trevo do Santos Dumont. Apesar de a rodovia não ser de responsabilidade do município, a administração municipal resolveu realizar o serviço, por causa da precariedade e da falta de segurança que o local vinha provocando, inclusive mortes. Veja em resumo o que disse o secretário de obras, vice-prefeito Zezé Porfírio.

“O diretor do Dnit – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes jogou a culpa para o Deer/MG – Departamento de Edificações e Estradas e Rodagem, cujo diretor local devolve a responsabilidade para o outro. Diante disso, decidimos assumir a obra. A situação da rodovia estava tão precária, que foram utilizadas vinte e sete toneladas de asfalto para tapar os buracos em onze quilômetros de trecho. Fizemos esse mesmo serviço, no ano passado, mas com a chegada das chuvas de dezembro a rodovia voltou à estaca zero”, explica Zezé.

Idosos retornam às atividades

O Centro de Convivência dos Idosos retomou seu trabalho no dia 11 de fevereiro, após a interrupção de suas atividades, durante o mês de janeiro. A partir das 7H, o equipamento já estava de portas abertas para a terceira idade, que pode aproveitar a variada programação oferecida, inclusive o tradicional forró. O Centro de Convivência dos Idosos funciona na rua São Francisco de Assis, 140, JK, diariamente, das 7 às 16H.

Crime da Vale gera Situação de Emergência local

No dia 29 de janeiro, terça-feira, quatro dias após o rompimento da lagoa da Vale, o prefeito Elias Diniz recebeu em seu gabinete o colaborador da área de relações institucionais dessa empresa, Álvaro Albergaria,o gerente de operações do grupo Águas do Brasil, Anderson Rocha, e o superintendente da Águas local, Thiago Contage. Durante o encontro, foram apresentados e analisados os resultados das análises das amostras de água colhidas no ponto de captação de água, no rio Paraopeba, em Córrego do Barro, alinhadas questões operacionais relacionadas ao abastecimento de água em Pará de Minas e falado sobre a instalação da cortina de contenção, para evitar o avanço dos rejeitos.

Na última terça-feira, 5, o prefeito Elias Diniz decretou Situação de Emergência em Pará de Minas, em decorrência da contaminação das águas do rio Paraopeba. Veja, em resumo, o que ele disse à reportagem GP.

“Pará de Minas está em estado de alerta, uma vez que aconteceu aquele crime da Vale, em Brumadinho/MG e hoje estamos recebendo aqui também o seu reflexo. Porém, no dia 29 de janeiro a concessionária Águas de Pará de Minas parou de fazer a captação, por recomendação do próprio Estado, mas continua fazendo o monitoramento, que, até agora, os índices estão dentro das normas das portarias da Ana – Agência Nacional da Água e pelo Semad – Secretaria de Meio Ambiente do Estado. Fizemos também uma orientação junto aos ribeirinhos e fazendas que fazem uso dessa água. Ao mesmo tempo, acionamos a Vale no sentido de fornecer água potável às pessoas que necessitam,” informa o prefeito.

E O DECRETO? - “Existe um procedimento formal junto ao Estado e, antes da publicação do decreto, preparamos todos esses ofícios. Só depois, o município tomou providência quanto ao decreto, que traz diversas considerações, uma vez que o município está sendo afetado em sua totalidade, levando em consideração a população e as áreas que serão afetadas, tanto no perímetro urbano, como rural. Enfim, o decreto dá permissão ao município de fazer a desapropriação e indenizar e, automaticamente, direcionar essa indenização, seja através de um processo amigável ou, infelizmente, na justiça. Temos que tomar providências, em caráter de urgência, e, se necessário, ser dispensado de alguns processos, no caso de licitações, para que a gente atue de forma emergencial. Precisamos de um reservatório regulador e temporário e, para tanto, vamos tomar as providências cabíveis. Aproveitaremos que alguns lugares ali não precisam ter a outorga, já vamos fazer a captação e o abastecimento desse reservatório, para que, em um segundo momento, caso o reservatório seja insuficiente no período de estiagem, a Vale terá que tomar providência e fazer com que tenhamos uma adutora, buscando água, seja do rio Pará, seja do sistema Serra Azul, trazendo-a até o ponto de tratamento.”

DESASTRE ECOLÓGICO – “Sobre o desastre ecológico, nós não temos um procedimento emergencial. Temos que desenvolver um plano de trabalho, de acordo com o impacto que aconteceu. Um dos primeiros procedimentos que tem que ser feito é uma barragem de contenção na entrada do Paraopeba, junto com a Mário Campos. Estamos convidando todos os prefeitos que utilizam a água do Paraopeba como recurso, para que eles possam ter noção do nosso decreto e fazermos um procedimento operacional conjunto.”

Centro inaugurado, após ficar fechado por oito anos

Pará de Minas inaugurou as obras de reforma e adequação para combate a incêndio do Centro Social do Distrito de Córrego do Barro, durante a tradicional festa de São Sebastião, no dia 19 de janeiro.Essa obra começou no dia 17 de setembro do ano passado, quando foram investidos quase oitenta mil reais,na instalação de extintores, placas, luminárias de emergência,portas com barras antipânico e rampas de acesso. O espaço também ganhou pintura nova. Esse centro atenderá agora, com segurança,a todas as necessidades da comunidade, que utiliza o espaço para eventos e festividades.O local tem aproximadamente duzentos e oitenta e oito metros quadrados e estava fechado, por causa da falta da aprovação do Corpo de Bombeiros, há aproximadamente oito anos.

Educação, cada vez melhor

Com o intuito de oferecer aos professores que atuam na educação infantil melhores condições de realizar o seu trabalho, em sala de aula, a prefeitura, por meio da secretaria de educação, promoveu, no fim do mês passado, uma jornada de capacitação. Os encontros de formação foram realizados no auditório da Escola Municipal de Música Geraldo Martins, quando cerca de duzentos e noventa educadores, incluindo servidores já efetivados há algum tempo, além de outros, aprovados no último concurso público e convocados, recentemente, participaram dessa capacitação.

Mais uma doação de órgãos

Mais uma doação de órgãos foi feita no HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição, quando, dessa vez, após a morte de um homem, 31, a família dele liberou as retiradas, inclusive do coração. Para tanto, duas equipes do MG Transplantes, entidade responsável pela retirada e transporte de órgãos, esteve em Pará de Minas. Os profissionais chegaram em dois helicópteros do Corpo de Bombeiros, que pousou no Estádio Ovídio de Abreu, e, depois, se dirigiram para o HNSC. As doações de órgãos feitas em Pará de Minas só estão sendo possíveis, após medidas administrativas tomadas pela atual gestão do hospital, que tem feito um trabalho especial com as famílias e também com o MG Transplantes.

AEDES AEGYPTI

Aumenta a proliferação do mosquito na cidade

Cumprindo o prazo estipulado pelo Ministério da Saúde, a prefeitura, por meio da secretaria de saúde, realizou mais um LIRAa - Levantamento Rápido de Infestação do Aedes Aegypti. Esse processo avalia qual o grau de risco que o município possui atualmente, quanto à proliferação do mosquito transmissor de dengue, zika, chikungunya e febre amarela. O secretário de saúde, Paulo Duarte, explicou que a infestação do mosquito no município, subiu, uma vez que o índice de 2% apresentado no LIRAa, em meados de outubro do ano passado, subiu agora para 2,4%. O secretário ressaltou ainda que a população deve ser parceira no combate às doenças causadas pelo Aedes. O LIRAa foi realizado em aproximadamente mil e oitocentas casas e um novo levantamento deverá ser feito em abril. A expectativa da prefeitura é que, com as ações realizadas nos bairros, como os mutirões de limpeza, aliadas à colaboração da população, o índice caia.

Mais segurança no transporte coletivo

O Código de Trânsito Brasileiro prevê punições aos motoristas que fizerem transporte irregular de passageiros. Além de ter o veículo rebocado, o motorista é multado e perde cinco pontos na carteira. Assim sendo, começou a vistoria dos veículos que fazem o transporte de passageiros e estudantes na cidade. Primeiramente, foram os moto-táxis que, depois de inspecionadas, receberam os selos com os seguintes dizeres: Vistoriado. Aprovado. Primeiro Semestre 2019. Nos próximos dias, a equipe vai receber os táxis, carros de aplicativos de transporte, vans escolares e os ônibus da Turi. A vistoria tem a validade de seis meses, quando, no pátio da secretaria de obras, os veículos são inspecionados por um mecânico, que avalia itens, como suspensão e freios. Os fiscais da prefeitura conferem também cinto de segurança, parte interna, estofamento, faróis, retrovisores, pára-brisas, lataria e pneus, totalizando mais de cem itens. O motorista também tem de apresentar atestados de bons antecedentes e de saúde. Já os ônibus da Turi serão vistoriados na garagem da empresa, também na presença do mecânico e dos fiscais da prefeitura, que vão conferir, item por item, os trinta veículos.

HNSC volta a fazer retirada de órgãos para transplante

Depois de vinte anos, o HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição conseguiu fazer, novamente, a retirada de órgãos de um paciente com morte encefálica, para transplantes. O fato poderá beneficiar, pelo menos, quatro pessoas na fila de espera. O jovem doador estava internado na unidade de saúde pará-minense, quando teve morte cerebral e a família dele autorizou o procedimento. As retiradas de suas córneas e rins foram feitas pela equipe da MG Transplantes, que recebeu apoio dos profissionais do HNSC. Os médicos responsáveis pelo procedimento chegaram em um avião do Corpo de Bombeiros local. Durante cerca de duas horas, os profissionais ficaram no bloco cirúrgico, quando conseguiram retirar os órgãos do paciente, para que fossem levados para Belo Horizonte. O médico-cirurgião do MG Transplantes, Silvério Garcia, parabenizou a família do doador. A cardiologista e diretora técnica do HNSC, Silvânia Zenóbio, informou que a última coleta na unidade pará-minense ocorreu, há cerca de vinte anos. O secretário de saúde, Paulo Duarte, ficou satisfeito com o trabalho realizado no hospital. 

Questionamento do OSB faz prefeitura suspender pregão

O OSB - Observatório Social do Brasil solicitou revisão na realização do pregão de nº 106/18, para compra de fraldas descartáveis geriátricas e infantis, em diversos tamanhos. Depois de analisar os itens do pregão, o OSB apontou considerações importantes, começando pela ausência de especificações mínimas, acerca do produto, para garantir atendimento ao uso ao qual será destinado. Segundo o OSB, apesar do pregão ser do tipo Menor Preço, não há impedimento para que o termo de referência contenha especificações, uma vez que essas informações podem minimizar problemas acarretados pela entrega de produtos de qualidade duvidosa ou até mesmo inservível pela observância unicamente do menor preço ofertado. O OSB também considera prudente que o município solicite amostras ao vencedor do pregão, observadas as formalidades legais. O observatório ainda sugeriu que a compra passe a ser feita em pacotes maiores, medida que contribuirá para a redução do custo. A prefeitura levou em consideração os argumentos do observatório e informou, por meio do pregoeiro oficial, Anderson José Guimarães Viana, que o pregão está suspenso, por prazo indeterminado.

Carnaval de 2019: custo quase zero

A prefeitura está preparando uma programação especial para o Carnaval 2019, de 2, sábado,  a 5 de março, terça-feira. Porém, a festa do Rei Momo terá estrutura reduzida e com custo quase zero para a administração municipal. Fique por dentro, lendo o que a reportagem GP conversou com o secretário de cultura, Paulo Duarte.

“A ideia do carnaval que estamos preparando é diferente do que o pessoal entende como carnaval de rua. Não teremos na cidade, até por questões financeiras, grandes festividades, com grandes estruturas e shows. O último carnaval que tivemos em Pará de Minas teve um orçamento acima de quinhentos mil reais, valor muito expressivo, que pode ser investido em serviços de primeira necessidade. Seria uma irresponsabilidade pensar em investir todo esse dinheiro em uma festa de carnaval, diante dessa situação financeira que a prefeitura está passando. Portanto, vamos montar um carnaval com os blocos tradicionais e criar a formação de bloquinhos carnavalescos apenas. Eles serão apresentados nos dias de carnaval, em pontos determinados, com horário de início e fim, provavelmente das 17 às 22H. O repertório será predominantemente de marchinhas de carnaval e vamos fazer parcerias com a escola de música, a banda Lira Santa Cecília e outros grupos musicais da cidade. Não teremos som mecânico, nem montagem de grande equipamento de som. E o carnaval dos Fios Brancos, da secretaria de assistência social, vai abrir as comemorações”, decreta o secretário.

Continuam os mutirões contra o Aedes Aegypti

A secretaria de saúde já definiu o cronograma de forças-tarefas contra o mosquito Aedes Aegypti deste mês. Até o fim de janeiro sete bairros de três regiões da cidade serão visitados pelos agentes de combate a endemias. A reportagem GP conversou com o secretário de saúde, Paulo Duarte. Acompanhe.

“Vamos continuar realizando esses mutirões de limpeza, com datas previamente marcadas, como fizemos no fim do ano passado. Trabalhamos em conjunto com a população para recolher materiais, que possam acumular água. Cada vez que passamos, recolhemos toneladas de lixo, mas o que nos assusta, é que quando voltamos ao local e encontramos quantidades ainda maiores. Portanto, todo material que possa virar criadouro do inseto poderá ser colocado para fora das casas e empresas, nos dias marcados, que iremos recolher. Mas é bom lembrar que não recolheremos entulhos de construção. Os primeiros bairros que foram visitados neste mês forão/foram o Nossa Senhora de Lourdes e o Nossa Senhora de Fátima, nos dias 10, quinta-feira, e 11, sexta-feira. Dom Bosco, Jardim das Piteiras I e prolongamento receberam as equipes de combate a endemias no dia 17, quinta-feira, e 18, sexta-feira. A programação de janeiro termina nos bairros Providência e Vila Maria, nos dias 24 e 25, quinta-feira e sexta-feira.”

O fim do Cine Café

No dia 8 de janeiro, segunda-feira, foi realizado uma entrevista coletiva com o secretário de cultura, Paulo Duarte, que informou sobre o fechamento do Cine Café, na praça Torquato de Almeida. Segundo ele, houve um acordo com o Ministério Público, para o retorno desse patrimônio histórico à secretária de cultura, já que o prédio, por ser um bar de muitos frequentadores, não vinha recebendo os devidos cuidados, como exige a lei. Diante disso, o contrato, que teria vigência até 2022, terá de ser devolvido agora, mais precisamente no dia 31 de janeiro. A princípio, o espaço será utilizado para exposições artísticas, apresentações, galeria e destinações diversas. O cine cultura, que tem acontecido no teatro, será transferido para a sala de cinema do local. Mas a cidade não perderá o seu cinema, uma vez que já há a proposta de abertura de um cinema na cidade, no próximo mês de julho, ao lado do Estádio Ovídio de Abreu.

Cidade ganha Conselho Municipal de Habitação

Tomaram posse no dia 7 de dezembro os membros do Conselho Municipal de Habitação. A cerimônia marcou o início de uma nova política municipal de habitação. Agora, representantes de movimentos sociais que atuam em defesa da moradia popular, gestores, técnicos e especialistas em habitação passam a discutir e formular, conjuntamente, as diretrizes de política habitacional, de acordo com as necessidades das classes mais desfavorecidas. Foram eleitos nove representantes do Executivo, Legislativo e sociedade civil, além dos suplentes. Veja agora o que disse Márcia Melo, presidente da Associação de Moradores do bairro São Francisco e uma das conselheiras empossadas à reportagem GP.

“As pessoas precisam ter segurança em suas moradias e morar em uma cidade urbanizada e construída, com planejamento. Esse conselho vem com o intuito de organizar e melhorar os espaços urbanos”, diz Márcia.

Já o secretário de assistência e social, Vilson Antônio dos Santos, foi eleito presidente do Conselho Municipal de Habitação. Ele também falou com a reportagem GP. Acompanhe.

“É um Conselho importante, para trabalharmos os temas relacionadas à habitação, especialmente para pessoas de baixa renda. Nós poderemos trabalhar as políticas públicas, para implementar leis diferenciadas para melhorar a vida da comunidade”, explica Vilson.

Deputado garante retroescavadeira para a cidade

Pará de Minas receberá, por meio do Programa Agropecuária Sustentável, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, uma retroescavadeira, tração 4×4, ano 2018, marca XCMG, no valor de duzentos e cinquenta mil reais. O veículo será utilizado em ações de incentivo e apoio aos produtores rurais do município, por meio da manutenção e conservação de estradas vicinais, que facilitarão o escoamento da produção agropecuária e a chegada de insumos às propriedades rurais.

“Neste momento de crise, estamos vendo o governo de Estado retendo recursos e é hora dos parlamentares trabalharem dobrado, para conseguirem dar retorno à cidade. Então, é necessário que a cidade tenha equipamentos novos, para dar maior atenção para o produtor rural e as estradas estarem mais arrumadas. Esse é um dos equipamentos que estamos encaminhando hoje, mas têm outros também chegando. A gente trabalha em centenas de cidades, mas priorizamos Pará de Minas,” conta Diego.

Mangas arregaçadas, após o temporal

No dia 10 de dezembro, a secretaria de obras concentrou esforços, para retirar terra e entulhos das vias públicas, provados pelo forte temporal que caiu sobre a cidade, no dia 7 de dezembro. Foram priorizadas as ruas e avenidas do Centro, bem como as de maior movimentação nos bairros. Entre elas, as avenidas Presidente Vargas e Ovídio de Abreu e as ruas João do Neto e Coronel João Alves. Do leito do ribeirão Água Limpa, nas proximidades da matriz de São Francisco, foram removidos galhos de árvores e muito entulho. Para recuperar as condições de tráfego de veículos, os operários da prefeitura realizaram uma operação tapa-buracos.

Proerd forma mais uma turma

Mais de duzentos e setenta crianças formaram-se, no dia 15 de dezembro, no Proerd – Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência. Esse programa atua diretamente nas salas de aula com a prevenção do uso de drogas e da violência. As aulas são ministradas por um policial instrutor, que segue um programa educativo que valoriza a autoestima, a civilidade e o autocontrole. O programa é realizado pela PMMG – Polícia Militar de Minas Gerais, em parceria com a prefeitura, por meio da secretaria de educação. A formatura reuniu os formandos, alunos de centros municipais de educação infantil, no poliesportivo do Caic. O Proerd Infantil traz uma metodologia de ensino totalmente voltada à faixa etária das crianças que têm, em média, cinco anos. Um concurso de desenhos marcou as aulas do Proerd e os vencedores foram premiados na cerimônia de formatura, quando foi escolhido um desenho de cada CMEI. Cada vencedor recebeu o mascote de pelúcia do Proerd, chamado Leão Daren, feito em parceria com o Hospital das Bonecas. São eles: * Kimberly Vitória de Almeida Mesquita, aluna do CMEI Nair Guimarães Ferreira; * Kelly Sofia, aluna do CMEI Professora Idalina Melo Cançado; * Lorena Mendes Dutra, aluna do CMEI José Queiroz (2º endereço); * Paulo Henrique Monteiro Xavier, que estuda no CMEI Maria Constança Torres; * e Lavínia Micaely dos Santos Faria, do CMEI Raymundo Mendonça.

Resultados do ano, na educação

O conselho de educação realizou no dia 13 de dezembro, a audiência pública do plano de educação. Educadores da rede pública se reuniram no auditório da Escola Municipal de Música Geraldo Martins. Durante a reunião, foram apresentados os resultados do Plano Municipal de Educação em 2018. As metas e os desafios do setor foram discutidos e entre elas estão a erradicação do analfabetismo, universalização do atendimento escolar, gestão democrática da educação pública e promoção da cidadania, por exemplo. 

Prefeito eleito 2º vice-presidente

No auditório da Fiemg, em Divinópolis, no dia 10 de dezembro, o prefeito Elias Diniz foi eleito, por meio de chapa única, segundo vice-presidente do Cisurg - Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste para Gerenciamento dos Serviços de Urgência e Emergência. Essa entidade, que gerencia o Samu Oeste, congrega, ao todo, cinquenta e quatro municípios, e dará as cartas da saúde regional por dois anos, a partir do próximo 1º de janeiro. Veja agora, em resumo, o que Elias disse à reportagem GP.

“Nós queremos ampliar o atendimento, por meio de novas unidades e novas ambulâncias de suporte avançado (USA), que precisam ser incorporadas a algumas cidades. Teremos a oportunidade de aumentar de forma significativa o número de profissionais também. Há também uma expectativa de ampliação do Samu de Pará de Minas”, acredita o prefeito.

13º da prefeitura já vai sair

A prefeitura pagará o 13º salário dos servidores públicos municipais, no próximo dia 20, quinta-feira, como afirmou à reportagem GP o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Apesar da dívida do governo do Estado de Minas Gerais para com Pará de Minas ultrapassar os trinta milhões de reais, estamos fazendo mais com menos o Dever de Casa. Dessa forma, fizemos economia, para honrar os nossos compromissos, entre eles o 13º e o salário do mês de dezembro será depositado também até o quinto dia útil de janeiro. O pagamento do 13º aos servidores públicos municipais significa também mais dinheiro injetado na economia de Pará de Minas. Esse dinheiro vai circular na cidade, aquecendo o comércio de fim de ano”, acredita Diniz.

Rotary + Maçonaria + prefeitura = fim da Chikungunya

A prefeitura, por meio da secretaria de saúde, fez uma parceria, intermediada pela Casa dos Conselhos, com o Rotary Club Bariri e as Lojas Maçônicas da cidade, com o objetivo de aproximar as equipes de combate a endemias aos moradores do São José. Nesse bairro e arredores a preocupação é com o mosquito Aedes Albopictus, transmissor da febre Chikungunya Veja o que disse Cristiano Fernandes da Silva, presidente do Rotary Club Pará de Minas Bariri, à reportagem GP.

“A mata que circunda o bairro São José nos preocupa. No último levantamento que fizemos foram encontrados alguns focos desse mosquito. Esperamos mobilizar toda a comunidade do bairro, juntamente com os companheiros do Rotary. Vamos preparar uma blitz educativa na região”, explica Cristiano.

501 concursados estão sendo convocados

A prefeitura começou a convocar os aprovados no concurso público realizado neste ano. Neste primeiro momento, só os candidatos da educação estão sendo chamados à secretaria de gestão pública, para serem orientados sobre a documentação a ser providenciada para a posse. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Solicitamos ao Ministério Público a possibilidade de antecipar a convocação dessas pessoas, para que elas já preparem os exames médicos exigidos para a posse. Nossa intenção é que esses primeiros convocados tomem posse no dia 1º de fevereiro. São quinhentos e um candidatos que foram aprovados para treze cargos da área da educação. Os candidatos de outras áreas serão convocados em breve,” revela o prefeito.

Moradores de Matinha sem Chagas

Após o aparecimento de barbeiros infectados em Matinha, foram feitos exames laboratoriais, para detectar a presença dessa doença nas três pessoas moradoras da citada casa. Felizmente, os resultados foram negativos, segundo o secretário de saúde, Paulo Duarte. Veja o que ele disse à reportagem GP.

“Um barbeiro estava com o vírus transmissor da doença, mas nenhuma pessoa foi contaminada. Tivemos o caso também de mais duas pessoas que falaram que têm convívio próximo àquela casa e, por medida de segurança, também coletamos o sangue delas e agora estamos aguardando o resultado,” ressalta Paulo.

Mutirão extra de limpeza

A secretaria de saúde preparou um cronograma de mutirões de limpeza e força-tarefa, neste mês, contra a dengue, por toda a cidade. A reportagem GP conversou com o secretário de saúde, Paulo Duarte. Acompanhe.

“Devido à intensidade das chuvas, nós fizemos uma antecipação no calendário e agora vamos divulgá-lo para a população, para que todos possam contribuir e nos ajudar nesses mutirões de limpeza. Temos trabalhado arduamente para baixar o índice do LiraA em Pará de Minas, pois tivemos um aumento dele em relação à penúltima análise. E agora, após essas chuvas, a tendência é o indicador subir mais e nós queremos que ele diminua. Toda quinta e sexta-feira de dezembro haverá o mutirão e as pessoas já podem colocar na porta das casas todo o entulho que possa ser propício à proliferação do mosquito, porque faremos o recolhimento. Já passamos nos arredores do Padre Libério e São Pedro e nos dias 20 e 21 de dezembro, passaremos pelas redondezas do bairro São Cristovão. Pedimos a colaboração de todos,” solicita Paulo.

CTI com quase o dobro de leitos

Com a inauguração da ampliação e reforma do CTI – Centro de Tratamento e Terapia Intensiva, o HNSC - Hospital Nossa Senhora da Conceição dá hoje mais um passo em direção à melhoria e ampliação dos serviços prestados à população de Pará de Minas e de cinquenta e seis municípios da macrorregião. O número de leitos oferecidos saltou agora de seis para dez. Isso significa que mais pacientes em estado grave e aqueles, que necessitam de atendimento e monitoramento contínuos, poderão agora ser assistidos na cidade mesmo, por meio uma equipe especializada. As obras, estimadas em aproximadamente cem mil reais, foram realizadas com recursos do próprio hospital, que dá sinais de recuperação financeira, um ano após a intervenção da prefeitura. A cerimônia de inauguração aconteceu no dia 30 de novembro, no salão nobre do HNSC. Essa ampliação começou a ser planejada, diante da constatação de que as instalações do que deveria ser o CTI Pediátrico estavam completamente ociosas, em contraponto com a existência de um grande déficit de leitos de tratamento intensivo para adultos. Fora isso, o antigo CTI era deficitário. Seu número de leitos era menor do que a capacidade de trabalho da equipe dos profissionais nesse setor. Dessa forma, foi iniciado o trabalho, para que o espaço fosse adaptado e aprovado pelos órgãos reguladores da área da saúde. Além do custeio da reestruturação física do espaço, o hospital investiu cerca de trinta mil reais na compra de equipamentos complementares. Recursos do Pro-Hosp e parceria com o Icismep, entidade de cooperação de serviços médicos que abrange vários municípios da região do médio Paraopeba, também viabilizaram a instalação desses equipamentos. A participação ativa da provedoria do hospital também foi decisiva. Os dez médicos intensivistas, quatro enfermeiros, doze técnicos de enfermagem e dez fisioterapeutas do CTI poderão agora, sem prejuízo algum para a assistência aos pacientes, atender as demandas dos quatro novos leitos.

NOVAS VAGAS - Vale citar que essa ampliação abrirá nove vagas para técnicos de enfermagem, mas as despesas com os profissionais permanecerão praticamente as mesmas. Isso, sem falar que a utilização dos leitos, tanto por pacientes do Sus, quanto dos de planos particulares, deverá, certamente, gerar novas receitas. Essa ampliação possibilitará ao HNSC realizar mais cirurgias eletivas para pacientes de Pará de Minas e da região, gerando um impacto positivo no faturamento da instituição.

Câmara decide sobre alterações no Plano Diretor

Realizada no dia 29 de novembro, no plenário da câmara municipal, uma audiência pública para tratar das alterações no Plano Diretor, quando várias alterações de zoneamento de ruas da cidade foram definidas pelo CMPU – Conselho Municipal de Políticas Urbanas. Assim, foram aprovadas: * mudança de zoneamento de vinte e quatro ruas, de várias regiões da cidade. * Foi deliberada a alteração da lei do Plano Diretor, em relação à autorização de funcionamento de estabelecimentos comerciais em zonas residenciais, mediante laudo ambiental. * Também foi aprovada alteração no raio de segurança da penitenciária Pio Canedo, excluindo dessa área imóveis de propriedade do município, como o CCZ – Centro de Controle de Zoonoses. * Houve também algumas mudanças pontuais no capítulo do Plano Diretor, que trata do uso e ocupação do solo, sistema de hierarquia das vias, equipamentos públicos mínimos e as condições mínimas para construção de loteamentos, além da redução dos lotes para fração mínima de duzentos metros quadrados.

Agora, essas alterações seguem para aprovação da câmara. Vale lembrar que o novo Plano Diretor foi elaborado na administração do ex-prefeito Inácio Franco. A reportagem GP conversou com o secretário de desenvolvimento urbano e procurador do município, Júlio Oliveira. Acompanhe o que ele disse, em resumo.

“Depois de um grande e criterioso trabalho do CMPU, com apoio da secretaria de desenvolvimento urbano e de toda equipe técnica da prefeitura, apresentamos algumas mudanças no Plano Diretor, que é um processo de revisão contínua, em função do dinamismo da sociedade e do desenvolvimento da cidade. O Plano Diretor cumpre determinação do estatuto da cidade, por meio de uma lei federal, e tem que ser revisto, periodicamente. Isso aconteceu, para podermos planejar a cidade, para que ela cresça mais ordenada, privilegiando um grande problema atual das cidades, que é a questão da mobilidade urbana. Afinal, temos de preparar Pará de Minas para o futuro,” afirma Júlio.

Colônia de Férias dos CMEIs

Será realizada em de 7 a 25 de janeiro a Quarta Colônia de Férias para os alunos matriculados nos CMEIs, que contará com brincadeiras, aulas de música, contação de histórias, visitas de palhaços e muita diversão, para todos aqueles que se inscreverem no CMEIs, onde estão matriculados. A reportagem GP conversou sobre o tema, com a secretária de educação, Marluce de Souza Pinto Coelho. Informe-se.

“ Tudo será de forma mais lúdica, nada de pedagógico, nada a ver com o contrato. Trata-se de um projeto social, para que os pais aproveitem esse período em que a criança fica na rua, ao invés de ir para uma escola. É muito importante para essas crianças, porque elas amam a colônia de férias, que é totalmente diferente da rotina diária deles. Também é uma oportunidade para aqueles pais, que não têm férias em janeiro e podem deixar os seus filhos seguros e em boas mãos, em horário integral,” propõe Marluce.

Depois de Mateus Leme, cirurgias em Carmo da Mata

No dia 14 de novembro, vinte e cinco pacientes foram submetidos à cirurgia para remoção de catarata, na Santa Casa de Misericórdia de Carmo da Mata, cidade distante a cento e quarenta quilômetros de Pará de Minas. Encaminhados pela prefeitura, por meio do Tratamento Fora do Domicílio (TFD), eles viajaram com um acompanhante, em ônibus contratado pelo município. A maior parte deles já havia feito a cirurgia em um olho e, agora, completou os dois procedimentos. Outros fizeram a primeira das duas operações indicadas. Posteriormente, farão a segunda cirurgia. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Veja.

“Inicialmente, retomamos o atendimento oftalmológico, que estava suspenso há alguns anos, com a contratação de uma especialista. Assim, com a realização das consultas, foram diagnosticados vários casos de catarata, em pessoas que estavam com a visão seriamente comprometida. Realizamos algumas cirurgias em Mateus Leme/MG e, agora mais recentemente, encaminhamos outros pacientes para Carmo da Mata, onde muitos médicos fazem a cirurgias pelo Sus”, explicou o prefeito Elias Diniz.

Audiência sobre o transporte coletivo local

A prefeitura realizou, no dia 21 de novembro, na câmara municipal, uma audiência pública para Reestruturação do Sistema de Transporte Coletivo Urbano do Município. Os principais objetivos da reunião foi ampliar a participação da população nas discussões sobre o novo sistema de concessão, a ser definido por licitação. Participaram da audiência o prefeito Elias Diniz, o vice-prefeito Zezé Porfírio, os vereadores Dilhermano Rodrigues, Dé Pedreiro, Márcio Lara, Márcio Eustáquio Rodrigues, Carlinhos do Queijo, Toninho Gladistone, Rodrigo Menezes e Rodrigo Varela. Também compareceram o procurador geral do município, Júlio César Oliveira, o procurador jurídico da câmara, Antônio Carlos Lucas, o secretário de saúde, Paulo Duarte, além de técnicos, servidores públicos, populares e o consultor Luiz Wagner Dacache Balieiro, contratado pela prefeitura para apresentar para formular plano de reestruturação do sistema de transporte coletivo urbano. Após a abertura da audiência, pelo prefeito Elias Diniz, Luiz Wagner Balieiro apresentou dados e análise sobre a estruturação do serviço hoje em operação, destacando aspectos que devem ser considerados no futuro contrato de concessão, além de responder perguntas de vereadores e público.

Agora, as sugestões apresentadas pela população serão analisadas, além de avaliados os seus impactos no processo licitatório, a ser aberto pela prefeitura. O próximo passo será a elaboração de estudo de viabilidade econômica e, logo em seguida, será publicado o edital.

Vigilantes da Natureza forma 1ª turma

No dia 23 de novembro, foi realizada a primeira formatura do programa Vigilantes da Natureza, iniciativa da prefeitura, por meio da secretaria de educação, em parceria com Lamil Especialidades Minerais, Ama Pangeia, Fapam, Águas de Pará de Minas, Grupo Agro e Fazenda Maniçoba. Com o objetivo de desenvolver a compreensão e a conscientização sobre a importância da preservação do meio ambiente, esse programa tem levado às salas de aula conhecimentos que possibilitam aos alunos atitudes sustentáveis. Ele foi implantado no início de 2018, nas turmas do quarto ano do ensino fundamental das escolas da rede municipal de ensino. Aplicado em onze unidades de ensino, ele atende a quatrocentos e sessenta e cinco alunos. Segundo a professora aplicadora, Karina Lara, as aulas são semanais e enriquecidas com vídeos e atividades práticas, que auxiliam a compreensão dos temas ambientais abordados. Dentre essas atividades, ela cita a separação dos lixos seco e úmido, como forma de conscientização da coleta seletiva, produção de sabão, a partir do óleo de cozinha usado e experiências com a decomposição do lixo, além da análise da conta de consumo de água. Durante o ano, os alunos também participaram de visitas a Lamil Lage Minérios para a compreensão do impacto ambiental e da revitalização da área, à Estação de Tratamento de Água (Eta) da Águas de Pará de Minas, ao Sítio Botucatu, pertencente ao Grupo Agro, para perceber os cuidados no cultivo dos alimentos e à Fazenda Maniçoba para conhecer o biodigestor, uma alternativa eficiente no tratamento de dejetos de suínos. O assessor Cláudio Feliciano da Silva destacou que o programa foi ampliado de três meses para todo este ano letivo. De acordo com ele, a avaliação do Vigilantes da Natureza junto aos educadores e aos pr

Veja também


 1 2 3 4 5 6 Fim