Acervo de Notícias

16/06/2020 - REABERTURA DOS BARES MOSTROU INFRAÇÕES

Facebook Twitter Google

REABERTURA DOS BARES MOSTROU INFRAÇÕES

A constatação de que vários bares – sobretudo na periferia e nas comunidades rurais – extrapolaram as normas de funcionamento no primeiro fim de semana da flexibilização para o setor, provocou uma reunião no último dia 15, entre empresários e dirigentes classistas, para uma importante tomada de decisões. O encontro aconteceu na sede da Ascipam, com duração aproximada de duas horas. Entre as principais infrações denunciadas estavam a aglomeração de pessoas, tanto dentro como na porta do estabelecimento, ausência de equipamentos de proteção para os funcionários e clientes resistindo ao uso de máscaras para ter acesso ao local. O funcionamento estendido também foi denunciado, pois o decreto municipal permite atendimento somente das 17H30 às 23H30 e alguns bares fecharam as portas em plena madrugada. Outra infração grave foram os shows musicais, que estão totalmente proibidos. Avaliados todos os problemas captados pelas equipes responsáveis pelo monitoramento, os participantes da reunião decidiram agir conjuntamente na conscientização dos comerciantes e também dos consumidores. A mobilização já começa forte, pois será feita pela Ascipam em parceria com a CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas e a Fegapam - Frente de Gastronomia de Pará de Minas. O 1° passo será a distribuição de cartazes para afixação em todos os estabelecimentos do gênero, contendo informações completas das normas de distanciamento que precisam ser cumpridas durante a pandemia do coronavírus. Os comerciantes também serão visitados, para que possam esclarecer qualquer dúvida. Segundo Helton Simão, o Xuxa, que é proprietário do Organic, o grande desafio a ser vencido é fortalecer nas pessoas a consciência de que a prevenção é um dever de todos, ainda mais nesse momento tão difícil. À frente da Fegapam, Xuxa considera vital que a sociedade se atente para o fato de que o comportamento mudou em nível mundial. A prioridade do momento é a segurança e se ela não estiver presente, o lazer e o entretenimento vão desaparecer, assim como outros serviços. Ainda segundo ele, a flexibilização anunciada em Pará de Minas chegou justamente para promover o meio termo, ou seja, a diversão pode continuar se todos colaborarem. Ascipam, CDL e Fegapam deixaram a reunião com disposição suficiente para mudar o cenário visto no último fim de semana. A expectativa das entidades é que a próxima reabertura dos bares (sexta, sábado e domingo) seja mais organizada.

Veja também


 1 2 3 4 5 6 Fim