Notícias Coletivas

30/07/2020 - DOS 34 MIL, AINDA FALTAM 18 MIL PARA SE CADASTRAR E RECEBER O DINHEIRO DE VOLTA

Facebook Twitter Google

Quem ainda não fez o cadastro para ser ressarcido pela Copasa, agora a concessionária está disponibilizando um email (devolucaoparademinas@copasa.com.br), onde as pessoas devem informar nome, CPF ou CNPJ, RG e endereço, para que ela emita uma ordem de pagamento e a pessoa faça o saque no banco Itau. Para saber mais, a reportagem GP conversou com o promotor Delano Azevedo. Veja.

“Quem já fez o cadastro na Copasa, ela emitiu cerca de 14 mil ordens de pagamento, para que a pessoa se dirija ao banco Itaú e saque o valor. O saque pode ser feito diretamente pela pessoa ou por um procurador. Para tanto, a pessoa faz a procuração, reconhece a firma e autoriza a pessoa a sacar o valor em nome do consumidor que tem o crédito a receber. É importante observar que essa ordem de pagamento terá um prazo de mais de 120 dias. Então, não precisa da população se dirigir toda, ao mesmo tempo, para o banco, até porque foi feito um acordo comercial entre o banco e a Copasa, para o banco atender apenas 200 pessoas por dia. Essa foi a forma que conseguimos negociar com a Copasa, para efetivar esse pagamento,” ensina o promotor.

SÓ 30% RESTITUÍDOS - “Segundo o último relatório que tive acesso, foram restituídas cerca de 30% das pessoas que têm o direito. O percentual é pequeno, com relação ao montante total, mas há que se observar que tem direito a restituição cerca de apenas 34 mil pessoas e 16 mil pessoas foram cadastradas (quase a metade). Porém, tem ainda quase 18 mil pessoas que nada fizeram. Então, tem que enviar o email (como explicado acima), para que a Copasa possa efetivar ordem de pagamento. Mantive contato com a Copasa para divulgarmos o nome de todos os credores com o valor respectivo. Deveremos fazer isso nos próximos dias, pois temos a relação de todos os consumidores, mas com dados pessoais como CPF e endereço, e não queremos divulgar dessa forma. Então, mantive contato para que eles mandem uma lista só com o nome da pessoa e valor a ser restituído. É uma lista grande e pretendemos divulgar isso no site do Ministério Público e/ou Copasa.”

Veja também


 1 2