Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias

CIDADE FATURA A COPA TROPICAL DE BASQUETE

Aconteceu, de 13 a 15 de abril, a III Copa Tropical Tênis Clube de Basquete, edição 2018, em Itaúna/MG, categoria Sub Dezoito Masculina. Participaram da competição cinco equipes: * ABD de Divinópolis/MG, * Tropical Tênis Clube de Itaúna, * Itaúna BKT, * e PM Arcos/MG e Associação dos Canguçus de Pará de Minas. Na fase classificatória, que ocorreu no dia 13, a equipe de Pará de Minas participou de dois jogos, sendo que no primeiro os Canguçus de PM enfrentaram a equipe do Tropical Tênis Clube e venceram pelo placar de 55 a 39 pontos. * No segundo jogo, os Canguçus enfrentaram a equipe BKT de Itaúna pelo placar de 58 a 29 pontos. Com esses dois resultados, os Canguçus se classificaram, em primeiro lugar, para a segunda fase, a semi-final, que aconteceu no domingo, 15, quando os Canguçus venceram a equipe do ABD de Divinópolis pelo placar elástico de 80 a 40. O Tropical Tênis Clube ficou em segundo lugar na fase classificatória e derrotou a equipe de Arcos, indo para a grande final contra os Canguçus patafufos. A final foi no mesmo dia 15. Foi um jogaço de muita rivalidade. Um placar muito apertado, com as equipes, o tempo todo, se revezando pela liderança do placar. A garotada dos dois lados esbanjavam raça, muita técnica e jogadas geniais. Pura emoção e os nervos ficaram à flor da pele. Nos minutos finais os patafufos tinham uma pequena vantagem de sete pontos. No finalzinho, porém, a equipe do Tropical encostou no placar, mas, não conseguiu superar os Canguçus que venceram o jogo por 83 a 82, com a galera explodindo de alegria! Foi simplesmente fantástico esse sabor da vitória.

Mais da Gazeta