Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Notícias

SAÚDE ATÉ NAS ROÇAS

 A saúde da população moradora da zona rural de Pará de Minas tem um grande aliado em um serviço prestado pela prefeitura: o atendimento médico itinerante, coordenado pela secretaria de saúde até nas comunidades mais distantes da cidade. O clínico geral, médico João Robson Silva Ferreira, percorre todas as comunidades rurais do município para atender aos moradores. Assim, a prefeitura dá mais conforto aos pacientes que muitas vezes não precisam ir até a cidade ou distrito mais próximo para se consultar. Quando o carro da secretaria de saúde aponta na estrada, os pacientes já estão aguardando a chegada do doutor João, que atende em escolas desativadas ou centros comunitários adaptados como consultórios. O médico é acompanhado por uma técnica de enfermagem que também tem papel importante neste trabalho de promoção da saúde. Ela fica responsável por marcar exames e encaminhamentos para especialistas. Hoje, são aproximadamente trezentos pacientes atendidos por esse médico que, de quinze em quinze dias, passa por quatorze comunidades rurais. Veja o que ele disse à reportagem GP.
“Fazemos a assistência básica, de clínica médica. Alguns casos, em que há necessidade, nós encaminhamos para especialistas, como cardiologistas, ortopedistas ou otorrinolaringologistas”, conclui doutor João, como é chamado por seus pacientes.

Mais da Gazeta