Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Notícias

FURTAR ÁGUA É CRIME!

Pará de Minas tem vivenciado o problema de furto de água, mais conhecido como Gato de Água, exatamente como também acontece em todo o país. Dentre as fiscalizações feitas pela concessionária Águas de Pará de Minas, vinte e cinco por cento da população local tem furtado água, o que é crime e pode ser punido. A reportagem GP conversou com o superintendente da Águas de Pará de Minas, Thiago Contage, que falou sobre o problema. Veja.
“As perdas de água são um problema bastante sério, principalmente considerando os recentes períodos de estiagem, pelo qual o Brasil passou, inclusive Pará de Minas, há pouco tempo. Hoje, não sofremos mais com esse problema, mas o furto de água, sem dúvida, é um dos fatores que precisam ser combatidos para podermos continuar garantindo a segurança do abastecimento hídrico da cidade,” explica Thiago.

HÁ MUITOS FURTOS? - “A média de furtos que encontramos em 2017 é de vinte e cinco por cento das fiscalizações que foram feitas e encontramos alguma irregularidade. Essa campanha é mais um sinal de que a empresa está se colocando ao lado de seus clientes. É possível que alguns clientes não saibam ou não tenham se atentado de que o Gato de Água é crime, previsto no artigo 155 do Código Penal. Então, estamos vindo com essa informação para conscientizar, inclusive recomendando às pessoas que, eventualmente, tenha algum tipo de irregularidade que ainda não saiba ou, talvez, tenha comprado algum imóvel e tenha alguma desconfiança. Nesses casos, é só ligar que enviaremos uma equipe ao local para regularizar. As pessoas podem fazer as denúncias, por meio do 0800942-0404.”

DÁ PRISÃO? - A reportagem GP conversou também com o delegado regional, Thiago Saraiva. Veja.
“Neste primeiro momento, a campanha é de conscientização. É importante que as pessoas entendam que furtar água é crime de furto. E, assim como a energia elétrica, a água é um bem que tem custo e se é feito um desvio de água ele é considerado furto. Dependendo do caso, pode-se ter uma pena agravada por fraude. É bom que as pessoas entendam que, a partir do momento que for constatada essa irregularidade, será acionada a polícia, que vai até o local fazer uma ocorrência, instaurar um inquérito e a pessoa será ouvida. No fim das contas, ela poderá ser indiciada e responder um processo, na justiça criminal.”

Mais da Gazeta