Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias

GRITO POPULAR

COMPRE A GAZETA NAS BANCAS: * PADARIAS: BARIRI, CAFÉ COM LEITE e FRANÇA; * BANCAS: MARIA JOSÉ (EE Governador Valadares) e FRANCISCO (ao lado do Santander); * STOP SHOP, etc..

Veja também outras queixas da edição anterior abaixo.

“TRISTE E CHATEADO(A) COM O PADRE SEM SAL E SEM COR”

“O novo pároco do Santuário de Nossa Senhora da Piedade é um sujeito fechado, taciturno... não cumprimenta ninguém. Parece que é mal resolvido na vida... Não se esforça para ser agradável, carismático, bondoso, afetuoso e por aí vai... Totalmente diferente do saudoso padre Charley... Ele fica pregando bonito no altar, mas é só da boca pra fora. A gente só deve falar daquilo que, realmente, vive. Como leitor deste precioso jornal, informo que ando muito triste e chateado(a) com esse padre sem sal e sem cor, e gostaria que vocês, do GP Jornal, publicassem esse meu grito. Obrigado!”

NOTA DA REDAÇÃO - Contatado, padre Toninho não enviou resposta até o fechamento desta edição. Entretanto, caso ainda queira, é só manter contato.

NÃO SEJA MAIS UM(A) BOBO(A) A CAIR NO TROTE DO INSTAGRAM

“Concordo com tudo que o Bié escreveu naquele editorial sobre redes sociais (Redes Sociais e Veículos de Comunicação: Cada Macaco no seu Galho, edição GP 1893). E ainda acrescento uma coisa que ele, talvez, nem saiba. Tem muita gente de instagram em Pará de Minas que está comprando cada mil seguidores, por duzentos reais, mas a maioria é estrangeiro, do mundo inteiro. Aí, eles falam com a gente que o instagram deles está bobando, com mais de 20/30 mil seguidores. Como aconteceu comigo, outros comerciantes estão fazendo anúncios lá. Mas eu não caio mais nessa, porque não tive retorno e descobri o motivo, ao checar as visualizações, que não chegaram a noventa curtidas. O motivo é óbvio: que interesse esses milhares de estrangeiros, que não sabe ler, muito menos falar português, vão ter de seguir um instagram patafufo?”



Entre outras queixas dos leitores GP leia: Árvore de natal, na ilha da lagoa do Bariri?


Mais da Gazeta