Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1924
Pará de Minas 01/07/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

Entre outras queixas dos leitores GP leia: “ATÉ A NATUREZA ESTÁ FICANDO MUITO LOUCA”

exclusivo

O editor GP escreve mais uma crônica: COMO VOCÊ VÊ OS ATUAIS POLÍTICOS DESTA CIDADE?

exclusivo

“SOFRI A INTERDIÇÃO TOTAL DA MINHA CASA, POR RISCO DE DESABAMENTO”

exclusivo

QUEM FOI

MARIA VILAÇA FERREIRA DE REZENDE
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal traz as informações nas medidas certas!”
SÉRGIO SANTOS DE SOUZA, engenheiro mecânico.

Notícias Coletivas

“VERDADE QUE A GIRUS SERÁ REABERTA EM DEZEMBRO?”

Com o avanço da vacinação de covid-19 em todo o país, os números de casos confirmados e mortes pela doença diminuíram, significativamente. Diante disso, a vida está voltando ao que era, antes. Em Pará de Minas, até o não uso da máscara, em locais abertos, já foi liberado, sendo que bares, restaurantes e lojas já estão funcionando com quase nenhuma restrição. A Girus Disco Show, por exemplo, boate conhecida em todo o país, ficou fechada por quase dois anos, com prejuízo incalculável. Os pará-minenses vivem ansiosos à espera de sua reabertura. A reportagem GP conversou com o secretário de saúde, Wagner Magesty, que deu informações sobre esse processo. Acompanhe.

“Sabemos que a Girus é uma área de entretenimento famosa, que coloca Pará de Minas num status nacional e a gente não poderia deixar de cuidar desse assunto, com imenso carinho. Até porque é uma boate de quase quarenta anos. É algo que precisamos definir, com um protocolo muito bem definido, para que ela possa ter, de fato, a sua atividade novamente reaberta. Se listarmos todas as atividades da cidade, talvez ela seja a que mais sofreu impacto, pois está fechada desde o início, sem ter tido a menor possibilidade de reabertura. Nesse momento, já fizemos uma consulta ao Estado, que não manifestou nenhuma condição para que ela seja reaberta. Agora, vamos adotar as tratativas, para que isso seja feito da melhor maneira possível. Se for entendido, pelo comitê, que o passaporte de vacinas seja necessário para essa reabertura, teremos de exigir isso. Claro que não vamos tomar nenhuma medida isoladamente, mas podemos trazer para discussão, pois estamos tratando de um empreendimento que, realmente, foi sacrificado.”


SERÁ MESMO EM DEZEMBRO? - A reportagem GP conversou também com o sócio-proprietário da Girus, Sérgio França. Veja o que ele disse.

“Sobre o retorno, não quero pronunciar até a virada deste mês. Estamos com uma ação de marketing que irá realizar um trabalho. Após a divulgação do marketing, poderemos falar para a GAZETA, senão eu prejudico a campanha,” diz Sérgio, mantendo segredo.

* Segundo apurou, extraoficialmente, a reportagem GP, a Girus deverá ser reaberta no mês que vem. Agora, é só esperar para ver e checar.


Mais da Gazeta