Selo GP ANO 37 - Nº 1884
Pará de Minas 17/09/2021
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
Selo GP ANO 37 - Nº 1884
Pará de Minas 17/09/2021
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e imparcialidade, desde 84

GENTE PENSANTE

09/09/2021 | Colunista

VEJA NA EDIÇÃO 1883: NAS BANCAS DE 10/09 A 16/09. DEPOIS, SÓ NA GAZETA. Veja também a crônica deste mesmo colunista da edição 1882 abaixo: 

O PING-PONG DO PRATO QUE VOLTOU CHEIO, DE NOVO

Na edição GP 1879, publiquei, nesta mesma página dois, mais uma crônica minha, agradecendo as elogiosas palavras do historiador Luiz Viana David, motivado por texto de autoria dele que chegou às minhas mãos, por meio de dois queridos assinantes. Além disso, esta GAZETA também republicou, com muito gosto, o texto dele, na página sete, daquela mesma edição. Isso, sem falar na manchete sobre o mesmo tema que foi parar na 1ª página deste jornal, recebendo belíssima ilustração, por meio de um desenho realista do rosto do Luiz David, bem como do saudoso historiador Mário Luiz Silva. Ambos, feitos, num curto prazo de tempo, pela talentosíssima mão do desenhista Rodrigo Lima, 41, que nasceu em Belo Horizonte, mas reside em Pará de Minas, desde 2019. (*).

Dias depois da circulação daquela edição, um desses mesmos 2 assinantes, me enviou um texto novo, publicado por Luiz David, novamente nas redes sociais. Pelo visto, ele tem esse mesmo hábito oncense (**) meu, de nunca devolver vazio o prato que se recebe cheio. Senão, confira o que ele disse, desta vez.   

E não é que eu virei capa da GAZETA PARÁ-MINENSE, numa bela montagem onde apareço ao lado do saudoso mestre e historiador emérito Mário Luiz Silva.

Além disso, na mesma edição da GP tive um enorme texto de minha autoria publicado, praticamente na íntegra; e na página dois, o editor Bié Barbosa não poupou elogios à minha pessoa e ao texto em questão. E ainda alçou-me, enquanto simples memorialista, às atitudes palmilhadas pelo citado mestre Mário Silva, nosso historiador-mor, cujos conhecimentos e tarimba na arte de escrever eu jamais alcançarei numa só existência.

Fico envaidecido com as palavras do velho amigo Bié, mas sinceramente vou considerar os elogios como gentileza de um amigo querido.

Obrigado, Bié Barbosa, desejo-lhe força, sabedoria e coragem pra continuar matando o seu leão semanal. Um forte abraço!

 LUIZ DAVID, PM/MG.

E você, achou ou não achou merecidos aqueles elogios que eu fiz ao texto de Luiz Viana David?

(*) Celular de Rodrigo Lima: (37) 9  9973-5835.

(**) Oncense: relativo a quem nasce em Onça do Pitangui/MG.


O editor GP escreve mais uma crônica: Será que, no fundo, no fundo, somos realmente, as nossas próprias sombras?


Mais da Gazeta

Exclusivo

QUEM FOI

JULIANA GRASSI PINTO FERREIRA?

QUEM FOI

ADORO O GP JORNAL

“A GAZETA publica informações inteligente, para pessoas antenadas!”
DÊNIO ALTIVO DE OLIVEIRA, empresário.
Adoro o GP Jornal