Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Notícias Prefeitura

E A CORREÇÃO SALARIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS? (2)


Como o mesmo título acima, esse assunto foi cobrado por leitor(a) GP, na seção Grito Popular, página 2, na edição GP 1874, veiculada no último dia 9. Na mesma edição, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura informou que a Procuradoria Geral do Município estava elaborando um projeto de lei e que, na semana seguinte, o enviaria para votação na câmara municipal. Dito e feito: o projeto de lei 97/2021, que trata do reajuste salarial dos servidores municipais ativos, inativos e pensionistas, além do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais chegou ao Legislativo. O aumento de 4,52% tem como base o inciso X do artigo 37 da Constituição Federal e é retroativo ao mês de janeiro de 2021. O documento, assinado pelo prefeito, Elias Diniz, e pelo procurador geral do município, Hernando Fernandes, foi elaborado após avaliação do corpo técnico do Poder Executivo, que levou em consideração o aumento do salário mínimo nacional e o IPCA -  Índice de Preços ao Consumidor Amplo. Devido ao recesso da câmara até agosto, foi solicitada pelo Executivo uma reunião extraordinária para a votação do projeto. Veja o resultado: o projeto de lei ordinária, que autoriza o Executivo municipal a promover a revisão geral dos vencimentos dos servidores públicos municipais e no subsídio dos agentes políticos (prefeito, vice-prefeito e secretários), nos termos do inciso X, do artigo 37 da CF/88, teve a parte que concede revisão aos agentes políticos votada em destaque, a pedido do vereador Luiz Lima. Com isso, houve, primeiramente, a votação e aprovação por 16 votos a 0 da revisão dos vencimentos dos servidores públicos municipais. Em seguida, houve a votação da revisão nos subsídios dos agentes políticos, que foi rejeitada por 9 votos a 7, gerando polêmica, já que pareceu marcação política, além de injustiça. Afinal de contas, todo salário tem de ser reajustado, todo ano, independentemente para quem seja. Será que esses 9 vereadores agirão da mesma forma, congelando os seus próprios subsídios?


Mais da Gazeta