Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1917
Pará de Minas 13/05/2022


exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

“FIQUEI LIGADA A UM MONTE DE APARELHOS, MAS NÃO TINHA MAIS O CÂNCER NO MEU CORPO”

exclusivo

O mais tradicional evento cultural da cidade debateu sobre a VIDA PÓS-PANDEMIA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

LEVINO DA COSTA DE JESUS, 115
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Por ser sério, o GP Jornal é muito respeitado na cidade!”
JOSÉ IRINEU SILVA, empresário.

Giro Policial

PRESOS AUTORES DO VÍDEO REPOSTADO POR MELL E XUXA


A PM prendeu no povoado de Capoeira Grande, município de Onça de Pitangui/MG, um casal acusado de maus tratos contra um cão de sua propriedade, após gravar suas ações e divulgar um vídeo, que causou comoção de grande alcance em redes sociais. O vídeo foi, inclusive, repostado pela ativista Luísa Mell e a apresentadora de tv, Xuxa Meneghel. Os militares foram até ao povoado para apurarem as denúncias, encontrando o casal em sua residência: uma mulher, 37, e um homem, 48. Eles admitiram os maus tratos, dizeram tomaram aquelas atitudes como forma de correção e castigo ao cão, que teria atacado e comido algumas galinhas que eles criavam. Depois da gravação, eles levaram o cachorro no seu veículo e o soltaram a cerca de 3KM do povoado, em uma estrada. Relataram ainda que o animal é novo, de aproximadamente 6 meses, e que, por este motivo, possivelmente não tenha conseguido encontrar o caminho de volta. Durante buscas na casa do casal, foram encontradas as roupas usadas pelos autores durante os maus tratos, conforme mostradas no vídeo, bem como o celular usado para gravar as imagens. Foram encontradas ainda uma espingarda de pressão, 22 munições calibre 28 e 5 bombas de tamanho médio, do tipo comprado em mercearias. O casal foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia, em Pará de Minas. Foram apreendidos o celular e as roupas usados durante a gravação do vídeo, bem como uma espingarda de pressão, munições e bombas do mesmo tipo, usadas nos maus tratos ao animal. Depois, o cão foi encontrado, resgatado e encaminhado para um veterinário, em Pitangui/MG.


Mais da Gazeta