Selo GP ANO 37 - Nº 1865
Pará de Minas 06/05/2021
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
Selo GP ANO 37 - Nº 1865
Pará de Minas 06/05/2021
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e imparcialidade, desde 84

GRITO POPULAR


15/04/2021 | Notícias
<p><p></p>

<p><b>GRITO POPULAR</b></p><br></p>

VEJA NA EDIÇÃO 1862: NAS BANCAS DE 16/04 A 22/04. DEPOIS, SÓ NA GAZETA. Veja também outras queixas da edição anterior abaixo.

“HÁ PROFESSORES INFARTANDO, SURTANDO E ADOECENDO...”

“Estou enviando para vocês, do GP Jornal, uma reflexão: os professores estão adoecendo. Aula por whatsApp, gravada, ao vivo, na plataforma virtual, canal no youtube. Prepara o roteiro, planeja a aula, prepara as atividades diferenciadas/adaptadas, olha o código da habilidade, para confirmar se está certo mesmo. Elabora a atividade, nem longa e nem resumida demais. Contextualiza o enunciado. Não pode ser difícil, se não eles não conseguem fazer. Não pode ser fácil, se não eles não serão desafiados. Procura um vídeo adequado para encaixar na aula, nem longo e nem curto demais. E jogos educativos relacionados ao tema. Ah, uma música cantada também. Salva figurinhas fofinhas para mandar no grupo dos pais. Coloca uma lupa para tentar decifrar a foto. Manda áudio explicando a atividade, para não ficarem dúvidas. Registra a aula. Faz o relatório. Faz a ficha de frequência. Baixa o app para a montagem das fotos ficar bonitinha. Manda mensagem para quem faltou. Olha a plataforma: tem atividade para conferir. Posta um livro, porque precisa estimular a leitura, mas cuidado: nem simples e nem complicado demais. Formata o notebook. Aumenta a velocidade da internet. Baixa o app do scanner. Compartilha tela. Tem reunião pedagógica. Assiste a live, faz o curso de formação online, pois tem que se capacitar. Depois, dizem que não sabem porque há professores infartando, surtando e adoecendo... Reflexão perfeita sobre o momento que estamos vivendo, não acha? E há pessoas que ainda têm a coragem de dizer que os professores não estão trabalhando...”

CHUVA DE GRITOS SOBRE O SENADOR VALADARES (6)

Leia hoje mais uma opinião de leitor(a) GP sobre a série de entrevistas que estão sendo feitas por este GP Jornal, oriunda da polêmica questão do bairro Senador Valadares que não estar indo pra frente. Confira:

“Sabe o que eu acho muito estranho, não só nessa questão problemática do bairro Senador Valadares, mas de vários outros. É o seguinte: o dono do loteamento vai na prefeitura e consegue a aprovação para vender. Aí, você compra o seu e, na hora de construir, o meio ambiente vem e diz que você não pode erguer nada no lugar, porque tem nascente de água ali. Acho isso a maior sacanagem, porque a prefeitura nunca deveria aprovar lotes, onde não poderá ser construído nada. Tem de olhar isso é antes e não depois que o caldo já entornou e sair embargando tudo, prejudicando tantas famílias...”

NOTA DA REDAÇÃO - Contatada, veja o que disse a Assessoria de Comunicação da Prefeitura.

“A secretaria de desenvolvimento urbano explica que o bairro Senador Valadares foi criado ANTES da instituição de legislação específica sobre parcelamento urbano e meio ambiente. Atualmente, somente loteamentos em consonância com a legislação, com a devida infraestrutura, são aprovados pela prefeitura. É importante destacar ainda que o município segue a legislação VIGENTE para emissão de alvarás e licenciamentos,” informa a assessoria. (Continua na próxima edição).


Entre outras queixas dos leitores GP leia: “Por que o nosso deputado votou contra a compra de vacinas pelos empresários?”


Mais da Gazeta

Exclusivo

QUEM FOI


NÉLSON MELO FRANCO?
<p><p><b>QUEM FOI</b></p><br></p>

ADORO O GP JORNAL

“A GAZETA é um meio de comunicação completo, pois traz informações e faz eventos, para todos nós, pará-minenses!”
FLÁVIO JOSÉ DE ABREU DAVID, suinocultor e avicultor
Adoro o GP Jornal