Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Notícias Variadas

SISTEMA DE ABASTECIMENTO DO RIO PARÁ: FALTA POUCO


A Águas de Pará de Minas, em parceria com a Vale, concluiu, no início de abril, os 60 dias de operação assistida do Sistema de Abastecimento do rio Pará - construído pela mineradora, para recompor a captação do rio Paraopeba, suspensa, desde 2019, devido à contaminação pelo rejeito resultante do rompimento da barragem em Brumadinho/MG. A fase de testes e a operação assistida foram executadas, com o objetivo de avaliar a confiabilidade e segurança da adutora, antes de ser entregue, definitivamente, ao município. A água bruta do rio Pará, captada em Conceição do Pará/MG, está sendo direcionada para a Eta - Estação de Tratamento de Água Nossa Senhora das Graças, em Pará de Minas, e distribuída para a população, conforme todos os padrões de qualidade exigidos pelo Ministério da Saúde. A capacidade da nova adutora é de mais de 1 milhão de litros por hora; mesma vazão outorgada para Pará de Minas, no rio Paraopeba. De acordo com o superintendente da concessionária, Rodrigo Macool, a concessionária já está operando todo o sistema, faltando apenas a assinatura do termo de recebimento definitivo, que acontecerá após os trâmites administrativos e a entrega de documentações restantes. A reportagem GP conversou com Macool. Veja.

“Finalizamos uma etapa importante e o município agora terá uma segurança maior, para fazer um abastecimento de qualidade a longo prazo. Para tanto, nossa equipe já está à frente da operação do sistema do rio Pará. No entanto, devido a questões documentais, falta a assinatura do termo de recebimento definitivo da adutora,” pondera Macool.

A reportagem GP conversou também com o prefeito Elias Diniz. Acompanhe.

“O município ainda não recebeu o Sistema de Abastecimento do rio Pará. Isso somente ocorrerá, quando forem checados, formalmente, todos os documentos e resultados da operação assistida. Faremos isso junto com a concessionária Águas de Pará de Minas e com o Ministério Público, que sempre esteve atento a todo o processo, no sentido de resguardar o interesse público,” revela Diniz. 


Mais da Gazeta