Selo GP ANO 37 - Nº 1865
Pará de Minas 06/05/2021
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
Selo GP ANO 37 - Nº 1865
Pará de Minas 06/05/2021
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e imparcialidade, desde 84

CIDADE RECEBE ADUTORA PROVISÓRIA DO RIO PARÁ E OPERAÇÃO ASSISTIDA É INICIADA


18/02/2021 | Notícias Prefeitura

A Águas de Pará de Minas deu início à operação assistida do sistema de abastecimento do rio Pará, construído pela Vale, com o objetivo de avaliar a confiabilidade e segurança da adutora antes de ser entregue definitivamente ao município de Pará de Minas. A operação foi iniciada após a assinatura do termo de recebimento provisório do sistema de abastecimento do rio Pará pela concessionária e prefeitura, no último dia 9. A operação assistida será realizada pela concessionária, em parceria com a Vale, por um período de 60 dias, que podem ser prorrogados em caso de necessidade. Nesta fase, a empresa vai operar o sistema e direcionar eventuais problemas que deverão ser solucionados pela mineradora. A nova adutora, de 48KM de extensão, responsável por transportar água do rio Pará até a Eta - Estação de Tratamento de Água Nossa Senhora das Graças, foi construída para recompor o sistema de captação do rio Paraopeba, suspenso desde 2019 devido à contaminação de rejeito resultante do rompimento da barragem em Brumadinho/MG. O Sistema Paraopeba foi implantado pela Águas de Pará de Minas, em 2015, para resolver definitivamente o problema de desabastecimento de água na cidade. A capacidade do sistema do rio Pará será de pouco mais de 1 milhão de litros por hora, mesma vazão outorgada para Pará de Minas no rio Paraopeba. Na tarde do dia 11 de fevereiro, o gerente de implantação da Vale, Luciano Alvarenga, superintendente da Águas de Pará de Minas, Rodrigo Assad Macool, e prefeito Elias Diniz visitaram o Sistema de Abastecimento do rio Pará. A reportagem GP conversou com o superintendente da concessionária, Rodrigo Macool. Veja.

“Esperamos que tudo corra bem nesse período de operação assistida. A conclusão dessa obra restabelecerá a capacidade de captação e produção de água que o município tinha antes da suspensão da captação do rio Paraopeba, e nos trará a tranquilidade e a segurança para continuar abastecendo a cidade com qualidade, a longo prazo, de forma eficiente e ininterrupta,” destaca Rodrigo.

GRANDES OPORTUNIDADES - Mesmo sem poder operar seu principal manancial, a concessionária mantém, há 2 anos, o abastecimento de toda a cidade sem interrupções. Todas as medidas que garantiram o abastecimento da população até o momento foram realizadas em um trabalho conjunto com a prefeitura, Ministério Público e Vale. A reportagem GP conversou também com o prefeito Elias Diniz. Acompanhe.

“O que conseguimos hoje com essa nova adutora vai trazer grandes oportunidades. Nós teremos duas bacias, no futuro, quando voltar a captação de água do rio Paraopeba e agora do rio Pará. Eu tenho certeza que não teremos insegurança hídrica. Poderemos continuar oferecendo água de qualidade para todos os cidadãos e até mesmo para as empresas,” ressalta o prefeito.


Mais da Gazeta

Exclusivo

QUEM FOI


NÉLSON MELO FRANCO?
<p><p><b>QUEM FOI</b></p><br></p>

ADORO O GP JORNAL

“A GAZETA é um meio de comunicação completo, pois traz informações e faz eventos, para todos nós, pará-minenses!”
FLÁVIO JOSÉ DE ABREU DAVID, suinocultor e avicultor
Adoro o GP Jornal