Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Notícias Variadas

SAI MAIS UM RELATÓRIO DO OSB

Publicado o 2º relatório quadrimestral das atividades desenvolvidas pelo OSB local Observatório Social do Brasil, neste ano (maio a agosto). A prestação de contas traz o passo a passo do OSB, no monitoramento da prefeitura e da câmara. O relatório também mostra importantes iniciativas da entidade que aderiu à Força Tarefa Cidadã no Brasil, criada na pandemia da covid-19 para exigir mais transparência nas compras públicas. O monitoramento do OSB impediu as prefeituras de desperdiçarem R$2 milhões. O documento relata também a participação do OSB no Concurso Nacional de Boas Práticas Cidadãs (em andamento), com o exemplo da grande redução dos gastos na manutenção da frota municipal de motocicletas. O observatório mostra ainda interesse na formação dos candidatos a vereador e ganhou destaque em seminário internacional de participação cidadã.Quanto às ações de maior visibilidade no monitoramento da prefeitura de Pará de Minas estão a licitação do Olho Vivo – onde a entidade levou o caso ao Tribunal de Contas de Minas Gerais diante das várias modificações na licitação – esclarecimentos sobre os aditivos na conclusão da ponte da Rua Cardeal Hugolino e a contratação por dispensa de licitação.O OSB também recorreu ao Ministério Público e novamente ao Tribunal de Contas para apuração de ilegalidade na ocupação funcional de alguns servidores públicos e ainda pediu esclarecimentos sobre as compras feitas pela Secretaria de Educação durante o período de fechamento das escolas.Já no que diz respeito à câmara, o relatório cita a recomendação de redução nos gastos com publicidade, utilização da verba indenizatória por parte dos vereadores e as despesas gerais do Legislativo nesse período.

Mais da Gazeta