Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1918
Pará de Minas 20/05/2022


exclusivo

GANHO PESSOAL

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

CANTORA LOCAL VAI DIRETO PARA A FINAL DO CANTA COMIGO

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

QUEM FOI

NELSON ALVES MARZAGÃO?
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Todo esforço merece reconhecimento e o GP Jornal sabe valorizar cada um de nós, como ninguém!”
VITOR DOS SANTOS SILVA, estudante de educação física.

Notícias Prefeitura

“MUDOU O QUÊ, NO PLANO DIRETOR?”

No dia 28 de agosto aconteceu na câmara municipal uma audiência pública para apresentação do novo Plano Diretor. O anterior foi feito na administração de Inácio Franco, depois de mais de mais de 60 anos de sua criação, na administração Osvaldo Lage. Para saber quais alterações, a reportagem GP conversou com o secretário de desenvolvimento urbano, Dimitri Morais. Confira.

“No ano passado o Conselho Municipal de Políticas Urbanas se reuniu e foi feita uma deliberação, quando foi aprovada a mudança do zoneamento da avenida JK, em Tavares, pois tem um empreendedor que quer fazer um posto de gasolina lá e fez essa solicitação. * O conselho se reuniu e viu que era interessante para o município, fazendo, então, a alteração. Nessa audiência, a população foi convocada para se manifestar e não houve nenhuma manifestação negativa. Sendo assim, ficou aprovado que aquela via se torne uma via urbana e, assim, podendo ser construído o posto de gasolina. * Outro ponto que foi colocado foi a questão do perímetro de expansão urbana do município, quando colocamos para a população que Pará de Minas tem uma visão da cidade no intuito de abranger o perímetro de expansão urbana de maneira organizada e planejada. A rodovia 352, parte chamada vetor norte do município, com  aquelas fazendas que estão ali, do Corpo de Bombeiros até o bairro São Paulo, o município tem interesse de expandir o perímetro de expansão urbana daquele local para que possa ter novos empreendimentos. Afinal, sabemos que a maior parte da economia da cidade é fomentada hoje pela construção civil. Ou seja, quando abrimos um loteamento novo, fomentamos a economia, criando empregos e rendas. Estamos expandindo de maneira legal, mas esse processo tem várias etapas. Ele foi para o conselho, onde foi aprovado; fizemos essa audiência pública; e o próximo passo agora é enviar o projeto de lei para os vereadores, para que eles possam apreciar e depois deliberar, para que o prefeito sancione essa lei de expansão urbana,” argumenta Dimitri.

Mais da Gazeta