Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias Coronavírus

DECRETO MUNICIPAL É PRORROGADO E CONTINUAM AS FLEXIBILIZAÇÕES

O Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus em Pará de Minas decidiu prorrogar, até 28 de julho, o decreto municipal que trata da flexibilização das atividades econômicas durante a pandemia, mas deixou claro que a partir de agora as infrações serão punidas com mais rigor, para evitar o risco de elevação da contaminação pelo vírus no município. A decisão foi anunciada em reunião realizada no dia 14 de julho. O funcionamento dos bares foi o assunto que dominou as conversações, devido às inúmeras denúncias de descumprimento do decreto. Ao longo dos últimos dias foram tantas infrações que o secretário de saúde, Wagner Magesty, chegou a pedir o fechamento desses estabelecimentos. Mas o prefeito Elias Diniz assegurou que isso não será necessário porque, a partir de agora, “os justos não mais vão pagar pelos pecadores”. Ele anunciou tolerância 0 e assegurou que já a partir do dia 15 de julho a fiscalização seria intensificada, com multas e cassação de alvarás. Segundo o prefeito, “é inadmissível o comportamento de certos proprietários no desrespeito ao decreto, ainda mais agora que a doença está se alastrando no interior de Minas”. A única alteração que passa a constar no novo decreto é a proibição total de shows, ainda que por equipamento mecânico de qualquer natureza, apresentação musical ou qualquer tipo de evento comemorativo que incentiva aglomeração de pessoas. O comitê também decidiu não permitir a retomada de outras atividades empresariais nas próximas duas semanas.

Mais da Gazeta