Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias Coronavírus

MAIS UMA VEZ, BARES VOLTAM A FUNCIONAR

Na tarde do dia 2 de julho, foi realizada mais uma reunião virtual do Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde covid-19, onde novamente flexibilizaram a reabertura dos bares. As medidas de segurança serão as mesmas do decreto anterior, quanto aos dias de funcionamento e horários, bem como a obrigatoriedade de respeitar o limite de pessoas no local, uso de máscara, distanciamento e disponibilidade de álcool 70. A reportagem GP conversou com o procurador geral do município, Hernando Fernandes. Acompanhe.

“O comitê analisou vários requerimentos e deliberou pela flexibilização dos bares. O decreto 11.145, que foi revogado pelo decreto 11.154, já havia flexibilizado o funcionamento dos bares com restrições. O novo decreto publicado volta a flexibilizar com restrições o funcionamento dos bares. É importante que os proprietários desses estabelecimentos observem horário de funcionamento, número de clientes, uso da máscara, do álcool em gel, pois é preciso que todos colaborem, para que o comitê possa continuar deliberando. O comitê ainda deliberou que o novo decreto terá vigência até 14 de julho. Ressaltamos que Pará de Minas está concedendo essas flexibilizações graças à colaboração e participação ativa da população,” ressalta Hernando.

Mais da Gazeta