Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Notícias Coronavírus

CORONAVÍRUS EM TAVARES PREOCUPA SECRETARIA DE SAÚDE

A reportagem GP apurou que constavam 540 CASOS NOTIFICADOS de coronavírus em Pará de Minas, sendo 76 EM ACOMPANHAMENTO, 17 CONFIRMADOS, 78 DESCARTADOS, 0 EM ANÁLISE, 464 RECUPERADOS e 0 ÓBITO EM INVESTIGAÇÃO. Porém, segundo a secretaria de saúde, entre os 17 casos confirmados da doença, o caso que mais recebe atenção é o de uma senhora, 60, moradora do distrito de Tavares, que está internada no Hospital Eduardo de Menezes, em BH, com estado de saúde estável. Outros 2 familiares da paciente testaram positivo para o covid-19 e estão sendo acompanhados pela secretaria. A situação de Tavares chama a atenção da prefeitura. A reportagem GP conversou com o secretário de saúde, Wagner Magesty. Informe-se.

“Por ser um local que teve contaminação familiar, é uma preocupação, mas eles estão sendo monitorados, a senhora está internada em BH, os outros 2 estão assintomáticos. Nossa preocupação é porque o pessoal da comunidade de Tavares são pessoas que se interagem, os moradores tem uma interação muito grande, por isso temos que ser vigilantes para que ali não se torne um foco, um centro da doença, aqui no município. As medidas estão sendo tomadas e deve-se manter o isolamento social,” ressalta Wagner.

Mais da Gazeta