Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Notícias

GENTE PENSANTE
O editor GP escreve mais uma crônica: Não perca tempo comparando o que você tem com quem tem mais que você

VEJA NA EDIÇÃO 1814: NAS BANCAS DE 08/05 A 14/05.

Veja também a crônica deste mesmo colunista da edição 1813: 

COMO FICARÁ O PLANETA, DEPOIS DO CORONAVÍRUS?

Por meio de celulares, como se fosse uma demorada e saudosa visita, 2 amigos têm conversado, longamente, durante estes duros dias de pandemia do coronavírus. De tanto falarem, dia após dia, da: * restrição imposta do comércio em geral; * da falta de esclarecimento de parte da população, apesar da maciça divulgação sobre dessa praga mundial, alguns continuam dizendo: - Mas eu não sou idoso!; * da insistência dos comerciantes para não fecharem os seus pontos comerciais, custe o que custar...; e * das milhares de mortes no mundo inteiro, por meio de um minúsculo vírus que se propaga veloz nas conglomerações de pessoas, etc.. eles acabaram se cansando de tudo isso e passaram a falar das saídas do ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, e da justiça, Sérgio Moro. Logo depois, também esgotado esse assunto político, voltaram a falar do Covid 19. O que mora no lado oeste da cidade falou, sempre ao telefone, para o amigo que reside na zona sul:

- Sabe que um médico falou pra mim outro dia? Que essa doença não é coisa do homem, nem de Deus; é coisa dos extraterrestres que, já estando infiltrados entre nós, e, de tanto ver tanta coisa errada, viram que não havia outro jeito, a não ser dar uma freada na população do mundo inteiro, de uma só vez.

- Você acredita nisso?, perguntou o outro.

- Não sei, mas sei que, depois do coronavírus, o mundo não será mais o mesmo.

O outro concordou:

- Também acho! Aliás, disso eu tenho certeza. 

- Claro, tem de mudar alguma coisa. A sociedade estava totalmente estúpida e vinha valorizando demais a fachada, a estética e nunca o conteúdo das pessoas. Hoje em dia, as pessoas só valorizam quem tem grana e poder e, quanto mais dinheiro têm, mais elas correm atrás da eterna juventude.

- Concordo plenamente! Todos correndo atrás do dinheiro, como exige esse capitalismo selvagem e acabam não lutando por aquilo que elas realmente amam. E quanto mais eles ganham, mais eles tiram daqueles que são a grande maioria deste país e vivem na quase miséria. Tomara que, depois do coronavírus, surja no mundo uma relação econômica mais justa e igualitária!

E você, o que acha que vai acontecer com a Terra, depois dessa triste pandemia? Uma boa leitura neste fim de semana prolongado!

Mais da Gazeta