Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Notícias Coronavírus

CONTINUAM AS VISITAS DOMICILIARES ANTI-DENGUE

Dentre as medidas definidas pelo Comitê Técnico da Secretaria de Saúde local está a continuidade do trabalho dos ACS - Agentes Comunitários de Saúde e dos ACE - Agentes de Combate a Endemias, por meio de visitas domiciliares. O seguimento das ações desses profissionais é fundamental nesse momento em que Pará de Minas vive os desafios impostos pela pandemia de coronavírus e pelo SURTO DE DENGUE. Para assegurar práticas seguras de atuação a essas duas categorias de agentes, a secretaria de saúde promoveu capacitações para todos eles, orientando-os para o trabalho em campo. Diante disso, a reportagem GP conversou com a responsável pelo setor de Atenção Primária à Saúde, Ana Carolina Campolina. Veja.

“O papel dos agentes, agora, é monitorar as pessoas que estão em isolamento social. Nossos agentes não entram nas casas dos pacientes. Eles chamam os moradores nas portas das residências e realizam os seus trabalhos. Eles vão nos ajudar a fazer um monitoramento da situação de saúde de idosos, hipertensos e diabéticos, entre outros em situação de risco”, explica Ana Carolina.

COMBATE A ENDEMIAS

A reportagem GP conversou também com o gerente de combate a endemias, Adailton Moreira. Acompanhe.

“Nossos agentes continuam realizando visitas domiciliares, para combater a dengue. Mas para enfrentar este SURTO DE DENGUE. Precisamos do apoio da população, que deve receber os agentes de combate a endemias em suas residências. Esses agentes vão aos quintais, entrando, normalmente pela porta da cozinha. Eles fazem o trabalho e depois preenchem a Ficha de Visita Domicilar, existente em todas as residências. Eles estão orientados em relação às medidas de proteção, em relação à saúde de todos,” explica Adailton.

Mais da Gazeta