Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Notícias Coronavírus

COMO SE NÃO BASTASSE O CORONA, AINDA TEM A DENGUE: 1.693 CASOS

O crescimento de casos de dengue em Pará de Minas levou a prefeitura a decretar, no dia 24 de março, Situação de Emergência no município. Dessa forma, um dos artigos do decreto 11.051/2020 dispensa a prefeitura de realizar licitação para aquisição de bens e contratação de serviços necessários às atividades de resposta ao surto. Infelizmente, esta cidade, que já estava em Situação de Emergência, por causa do coronavírus, agora também o está, pelo aumento de casos de dengue. São 1.693 NOTIFICAÇÕES, com 422 CONFIRMAÇÕES. A reportagem GP conversou com o procurador geral do município, Hernando Fernandes. Veja.

“O decreto foi solicitado pela secretaria de saúde, com o objetivo de realizar ações de mobilização, em resposta ao surto. Além da situação que o Brasil enfrenta, quanto ao coronavírus e Pará de Minas não é diferente, enfrentamos também a dengue. Então, aproveite esse momento que todo mundo está em suas residências, para limparem os quintais e verificar cada canto, porque em um deles pode estar um foco do mosquito Aedes aegypti”, sugere o procurador.

MUDANÇA NO HORÁRIO

A secretaria de saúde local informou à reportagem GP que, diante das ações de enfrentamento ao coronavírus, suspendeu o atendimento das unidades sentinelas, montadas para atender casos suspeitos de dengue. Desde fevereiro, as UBSs dos bairros Walter Martins e Vila Ferreira e a policlínica Nossa Senhora da Piedade, funcionavam em horário estendido à noite e fins de semana. A partir do dia 24, porém, as unidades Walter Martins e Vila Ferreira pararam de funcionar em horário estendido. No caso da policlínica, a suspensão do atendimento especial ocorrerá no dia 29, domingo. A secretaria reforçou que o atendimento de casos suspeitos de dengue continuam sendo realizados no horário normal de funcionamento das UBSs, ou seja, das 7 às 16H. Portanto, as pessoas devem procurar a unidade a qual são referenciadas e que, geralmente, são as mais próximas de suas residências.

Mais da Gazeta