Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Notícias Variadas

COBRANÇA: PROFESSOR APOIO NA SALA DE AULA

A mobilização das famílias que têm crianças na rede pública de ensino com necessidade de professor apoio na sala de aula, ganhou suporte do OSB local - Observatório Social do Brasil, fundamentado na Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. O OSB saiu em defesa desses estudantes ao reconhecer que a falta de especialistas ao lado deles é extremamente grave e provoca sérias consequências no desenvolvimento dos alunos. A própria lei brasileira Nº 11.146/15 determina ao poder público que garanta a oferta desses profissionais às pessoas com deficiência, na forma de ser art. 28, XVII, entre outros direitos. Em ofício encaminhado ao prefeito Elias Diniz, o OSB solicita providências urgentes nas contratações. A entidade lembrou que no ano passado, os estudantes foram prejudicados por mais de um mês pela ausência dos profissionais de apoio, que são responsáveis por auxiliá-los. No ofício, o observatório afirmou que mesmo com a ciência da necessidade de novas contratações agora em 2020, não ocorreu a antecipação colocando tais alunos novamente em situação prejudicial e até mesmo de risco. Ainda, segundo análise jurídica do OSB, não se vislumbra motivo para que essa contratação não seja feita com antecedência.

 “Ora, se fazem com outros professores por antecedência, por que o processo seletivo nesse caso também não pode ocorrer antes do início das aulas?”, indaga a entidade.

A prefeitura ainda não se manifestou.

Mais da Gazeta