Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1931
Pará de Minas 18/08/2022


exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

AFINAL, ONDE ESTÁ A VERDADE SOBRE O “FECHAMENTO” DA COOPARÁ?

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

WANDERCY CORREA STEIN, 85
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“A GAZETA sempre mantém a população pará-minense atualizada, com informações precisas!”
CARLOS ALBERTO DE MOURA MORATO, empresário.

Notícias Prefeitura

TEMPORAL CAUSA TRANSTORNOS NA CIDADE

Pará de Minas amanheceu no dia 17 de fevereiro, sob o forte impacto de um temporal que caiu, durante a madrugada. Diante dos transtornos, a prefeitura agiu rápido para amenizar os problemas. Um dos pontos mais afetados foi o bairro Senador Valadares. Com a força da água, o asfalto da rua Celso Charuri cedeu, no ponto onde a via cruza com o córrego Água Limpa. A rua já estava interditada, desde o final de janeiro, quando ocorreu uma das chuvas mais fortes já registradas em Pará de Minas. Equipes da prefeitura também agiram em outros pontos da cidade, como na avenida Presidente Vargas, onde foi registrada inundação. Mas, logo no início da manhã, operários realizaram a limpeza da via. Ações preventivas também vêm sendo feitas para evitar problemas com as chuvas habituais. A reportagem GP conversou com o prefeito Elias Diniz. Acompanhe.

“De imediato, me reuni com os secretários para criarmos um plano de ação. Fomos até a comunidade de Matinha onde uma tromba d’água que afetou muito a estrada. Barrancos cederam e árvores caíram. Em Matinha e Mata dos Pimentas, algumas lagoas transbordaram e a água veio descendo pelo ribeirão Paciência até a área central de Pará de Minas. O ármico cedeu e teremos que construir uma ponte no local. Já temos o decreto de Situação de Emergência que vai nos permitir fazer obras em caráter de urgência. Assim, a ponte poderá ser concluída em aproximadamente 3 meses,” ressalta o prefeito.

Mais da Gazeta