Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1923
Pará de Minas 24/06/2022


exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

ATÉ AQUI,FATALIDADE ASSIM SÓ ERA VISTA NO FILME PREMONIÇÃO

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

VERA LÚCIA SENA VALADARES
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“O GP Jornal é informação e entretenimento, com qualidade e confiabilidade!”
VINÍCIUS PEREIRA DOURADO, médico cardiologista

Notícias Prefeitura

MULTAS EM ALGUNS MORADORES DO SENADOR VALADARES

A prefeitura, por meio da equipe do Setor de Combate a Endemias tem realizado um trabalho de limpeza na cidade, principalmente no Senador Valadares, para combater ao Aedes aegypti. Isso, porque, sempre que eles retornam ao bairro, ele já está sujo novamente e cheio de entulhos. A reportagem GP conversou com o gerente de combate a endemias,  Adailton Moreira. Veja.

“Infelizmente, estão acontecendo situações que estão trazendo transtornos enormes no Setor de Combate a Endemias, pois em algumas ruas do Senador Valadares alguns moradores estão descartando, digamos assim, lixo de forma errada. A gente passa e limpa, mas na outra semana ele já está sujo de novo, causando muito transtorno, pois o tempo que perdemos nesses lotes vagos, podíamos estar dando suporte nas casas dos moradores da cidade. Peço, então, a população que, se ver alguém jogando lixo, que ligue para o 3231-7755 e denuncie, para que possamos ir atrás e multar esses moradores, no valor de R$ 799,00. Afinal, quando dói no bolso, conseguimos resolver o problema. Sai mais caro do que o morador alugar uma caçamba e descartar de forma certa o seu lixo. Vale ressaltar que nós recolhemos somente o que faz a água parar, como sofá velho, latas, fogão, etc..Não recolhemos resto de construção e galhos de árvores, porque isso é com o departamento da prefeitura que fiscaliza e notifica,” ensina Adailton.

Mais da Gazeta