Selo GP - Rodrigo Roreli Laço
Fundação:
Francisco Gabriel Bié Barbosa
Alcance, credibilidade e
imparcialidade,
desde 84
ANO 38 - Nº 1930
Pará de Minas 12/08/2022


exclusivo

GIRANDO POR AÍ

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

GOSTOSURAS PRÁTICAS

exclusivo

SOCIEDADE GP

exclusivo

GENTE PEQUENA

exclusivo

GALERA PARTICIPANTE

exclusivo

GOTA POÉTICA

exclusivo

GRANDE PATRIMÔNIO

exclusivo

GALERA PLANTONISTA

exclusivo

GRITO POPULAR

exclusivo

GENTE PENSANTE

exclusivo

MAIS UMA VEZ, SEÇÃO GRITO POPULAR MOSTRA SUA FORÇA

exclusivo

UNIVERSO FAPAM

exclusivo

GERANDO PERGUNTAS

exclusivo

GOL DE PLACA

exclusivo

HISTÓRIA DE VIDA

OLINDA MARIA STAIN, 81
Adoro o GP Jornal

TÁ NA GAZETA? TÁ NA HISTÓRIA!

“Credibilidade e imparcialidade em jornalismo é com a GAZETA!”
GABRIEL JOSÉ BARBOSA PALOTTI, administrador e Garra Profissional 2021 no agronegócio

Notícias

POLÊMICA NA INSTALAÇÃO DO OLHO VIVO, NA CIDADE

O prefeito Elias Diniz anunciou que o projeto de implantação do Olho Vivo na cidade, que ele prometeu durante a sua campanha eleitoral, está bem próximo de se tornar realidade. Isso, porque o governo federal vai cooperar com a construção de uma Cidade Inteligente em Pará de Minas, trabalhando em melhorias para os equipamentos das áreas da saúde, educação e segurança pública. A reportagem GP conversou com o prefeito, que deu mais informações. Veja.

“Tivemos a grata felicidade de receber o acordo de cooperação técnica, que envolve o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que vai cooperar na construção dessa Cidade Inteligente. A construção nesse modelo trabalha, justamente, os nossos aparelhos junto à educação e saúde e o Olho Vivo, que faz parte desse modelo, é um nome utilizado para esse sistema de monitoramento, que vem de encontro a uma parceria junto à prefeitura, PM – Polícia Militar e Ascipam. Existe uma parte do recurso, que vem do próprio município, inclusive esse dinheiro já está alocado, no valor de novecentos mil reais. A outra parte desse recurso foi conseguida através de uma emenda parlamentar, que também já está junto ao ministério. Agora, estamos aguardando a Ascipam, que vai entrar com oitocentos mil reais. Com isso, nós poderemos, a partir do próximo ano, já entrar com o nosso processo licitatório,” afirma o prefeito.

POR QUE SÓ EM 2019? - “Porque, a partir de novembro, nós já podemos fazer a efetivação da Guarda Municipal, que exige todo um tramite. Por meio do resultado do concurso público, poderemos chamar esses agentes, para que seja iniciado o treinamento e a capacitação, juntamente com a PM de Minas Gerais. Paralelo a isso abre o processo licitatório, que depois de concluso, começaremos a fazer o planejamento de execução e operação.”

NÚMERO DE CÂMARAS - “Nós programamos em três fases, considerando a primeira, de até trinta e cinco câmeras; a segunda, de até setenta câmeras; e na terceira, de mais de cem câmeras. No mapeamento feito pela PM, eles colaboraram em todos os pontos estratégicos, o que mostra que não pode ser simplesmente o nosso perímetro urbano. Envolverá também os nossos distritos e povoados.”

O SUSTO DA ASCIPAM - Um dia após o prefeito dar essa notícia, a Ascipam reuniu a imprensa, onde o presidente, Misael de Almeida, afirmou desconhecer esse investimento, afirmando que, em momento algum, teria prometido isso. Mas na verdade o projeto Olho Vivo foi desenvolvido pela Ascipam, há cerca de três anos, pelo ex-presidente da Ascipam, Carlos Henrique de Souza, que também afirmou que a entidade nunca garantiu esse investimento de oitocentos mil reais. Na verdade, o projeto só não foi implantado, naquela época, porque o prefeito, que também foi presidente dessa associação, tomou a responsabilidade para o município, no início de seu mandato.

Mais da Gazeta