Colunistas

Bié Barbosa

Bié Barbosa BIÉ BARBOSA, jornalista e publicitário (UFMG), nascido em Pará de Minas em 22/11/53, é casado com Maíza Lage com quem tem 4 filhos. SEU LEMA: “O SENHOR É MEU PASTOR, NADA ME FALTARÁ”!



04/09/2020 - GENTE PENSANTE

GENTE PENSANTE

VEJA
NA EDIÇÃO 1831: NAS BANCAS DE 04/09 A 10/09.



Veja também a
crônica deste mesmo colunista da edição 1830 abaixo: 

A FELICIDADE FAMILIAR E A DESVALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA

No belo edifício no bairro que tem, surpreendentemente, a melhor qualidade de vida da cidade, o jovem casal, da única cobertura ali, recebeu 5 amigos, para suavizar a solidão estressante desta pandemia mundial. Estava alegre o descontraído encontro, até o homem falante falar assustado, após observar a bela paisagem noturna da cidade, por meio das gigantescas janelas de vidro de 2 lados da sala:

- Uai, fulano, estão construindo um prédio aqui, deste lado, e outro, do lado de lá... Acho que você vai perder as belas vistas da sua cobertura. Aposto que esses vendedores fdp, na hora de vender, falaram que era vista definitiva.

O comentário gerou mal-estar na roda e a anfitriã adiantou-se em mudar o desagradável assunto. Porém, o homem falante continuou:

- Ainda bem que aqui neste bairro, por ser residencial, eles não podem construir prédios com mais de 3/4 andares. Mesmo assim, vocês vão perder essa maravilhosa vista, porque os lotes, onde eles estão construindo, são mais altos que o de vocês. Nossa, que sacanagem! Não deve ter um ano que vocês estão morando aqui e já vão perder a vista. Isso sem falar que vai atrapalhar demais a circulação do ar e a entrada dos raios de sol nos quartos. Vai virar um brêu danado isso aqui. Pior que vocês não conseguirão mais vender pelo preço alto que pagaram. A valorização vai cair pela metade. Ninguém vai querer morar aqui, apesar de ser um senhor apartamento! Difícil ver outro na cidade igual a este.

Ao ouvir isso, o rosto do anfitrião ficou avermelhado e, antes que ele respondesse e começasse uma briga entre amigos, a esposa dele levantou-se, bateu palmas duas vezes, dizendo que iria servir a ceia. Por sua vez, a mulher do homem falante levantou-se e aproximou-se do marido, dizendo:

- Acho que você falou mais do que deveria. Aliás, muito mais! Extrapolou! Vê se pára de falar, antes que o caldo entorne de vez.

Minutos depois, durante o fino jantar, o anfitrião, já com a raiva destilada, perguntou para o homem falante:

- Eu não sou imaturo, como você deve pensar e tudo que você falou sobre as duas construções, aí do lado, claro eu já tinha percebido e analisado. Porém, estamos muito felizes neste apartamento e aqui continuaremos. Afinal, a felicidade familiar vale muito mais do que qualquer valorização imobiliária.

E você, como se sentiria numa situação dessas? Uma boa leitura!

Veja também


 1 2 3 4 5 6 Fim