Colunistas

Bié Barbosa

Bié Barbosa BIÉ BARBOSA, jornalista e publicitário (UFMG), nascido em Pará de Minas em 22/11/53, é casado com Maíza Lage com quem tem 4 filhos. SEU LEMA: “O SENHOR É MEU PASTOR, NADA ME FALTARÁ”!



17/04/2020 - GENTE PENSANTE

GENTE PENSANTE

VEJA
NA EDIÇÃO 1811: NAS BANCAS DE 17/04 A 23/04.



Veja também a crônica
deste mesmo colunista da edição 1810 abaixo: 

O QUE É PRECISO FAZER PARA VENCER AS DURAS BATALHAS DESTA VIDA?

De repente, o menino que, até o dia anterior, tinha voz e comportamento infantis e andava sempre na companhia dos pais, acordou diferente. No espelho do banheiro notou uma penugem entre o lábio superior e a base do nariz. Passou o dedo indicador sobre aquilo. Percebeu também uma pequena espinha em erupção na face esquerda do rosto. Não gostou! Saiu dali e foi em direção à copa, onde o café da manhã já estava servido. No caminho, tentou ajeitar o que carregava entre as pernas e que agora, de uma hora para a outra, passou a incomodar, insistentemente. Resolveu retornar ao quarto, tirou o pijama estampado de pipocas e colocou uma cueca. Depois, vestiu novamente o pijama colorido. Retornou à copa e sentou-se à mesa. Todos já tinham feito o seu breakfast. Seu pai estava de pé, assistindo na tv o polêmico discurso da nova ministra, a atriz Regina Duarte, falando que cultura é como um circo... Acabou de assistir e saiu meio correndo. Deu bom dia ao filho, recebendo de volta um grave bom dia que fez os 2 se assustarem. Afinal, um dia antes, o som da voz do garoto era mais agudo do que grave. Ainda assustado com a novidade, tomou iogurte com salada de frutas e sucrilhos, um grande copo de suco de laranja, mordendo com vontade diferente o misto quente de sempre. Nessa hora, o irmão mais velho passou por ele, fazendo a saudação típica dos adolescentes:

- E aí, bró? (*)

O menino respondeu com um tudo bem, tentando esconder a cavernosa voz. 

O irmão percebeu e gozou:

- Tá virando homem, cara!!! Bem-vindo ao time! (risos).

O garoto fechou a cara, colocou a mochila nas costas e rumou emburrado para a escola. Já na sala de aula, a professora - exatamente como ele não queria - perguntou:

- Fulano, o que você quer ser na vida?

Ele economizou todas as palavras, trancafiando-as dentro da boca, soltando um acanhado e desafinadíssimo:

- Rico!

Os colegas riram. A professora percebendo a situação, comum a todos os meninos daquela idade, falou:

- As escolas e faculdades da vida ensinam que temos de chegar ao ápice, sendo campeões. Porém, elas não nos ensinam a enfrentar as derrotas que sofremos – e são muitas. Mas ninguém chega ao ápice, sem antes passar pelas derrotas que a vida nos impõe. Por isso é que somos assim: gigantes na lógica e tão infantis nas emoções. Então, lembrem-se, todos vocês, que para chegar ao cumo da montanha temos de ser um conjunto perfeito de razão, que é o QI, também chamado de Coeficiente da Inteligência, e sentimento, que é o QE, o Coeficiente da Emoção!

E você, arriscaria dizer quantos por cento você tem de emoção e quantos, de razão? Uma boa leitura!

* Bró é uma abreviação da palavra inglesa brother, que quer dizer irmão. 

Veja também


 1 2 3 4 5 6 Fim