Acervo de Notícias

18/09/2020 - REABERTURAS ESTÃO CAUSANDO NOVOS CASOS DE COVID NA CIDADE?

Facebook Twitter Google

REABERTURAS ESTÃO CAUSANDO NOVOS CASOS DE COVID NA CIDADE?

A reportagem GP tem recebido diversos telefonemas de leitores questionando sobre o aumento no número de casos confirmados de coronavírus na cidade, e se esse aumento não estaria acontecendo devido a reabertura e flexibilização no horário de funcionamento de bares, clubes, etc.. Na tarde de ontem, 5ª feira, 17, foi publicado um novo edital, 11.262/2020, que delibera o funcionamento de atividades artísticas, shows em bares, casas de shows e até discoteca. Com essa nova deliberação, a tendência não é aumentar ainda mais o número de casos e mortes? Para saber mais, a reportagem GP conversou com o procurador geral do município, Hernando Fernandes. Veja.

“Primeiramente é importante ratificar o que venho falando em todas as entrevistas, de que o município de Pará de Minas aderiu ao Minas Consciente. Sendo assim, nós acompanhamos diariamente todas as determinações do Comitê do Estado de Minas Gerais, além do acompanhamento junto à Secretaria de Saúde do Estado e Ministério da Saúde. Quanto ao aumento de casos, é preciso observar que mesmo com esse aumento, graças a Deus a situação de ocupação do CTI da cidade está controlada, motivo pelo qual Pará de Minas permanece seguindo o Minas Consciente, seguindo todas as determinações, sem precisar de nenhuma restrição, pois nós podemos restringir. Apesar dos números estarem crescendo, temos o HNSC – Hospital Nossa Senhora da Conceição e o Hospital Padre Libério, que tem leitos de CTI. Estamos preparados e se Deus quiser, se aumentarem os casos, a gravidade e situação de pessoas doentes com casos mais delicados não vai acontecer, são poucos em Pará de Minas,” explica Hernando.

FLEXIBILIZAÇÃO - “Quando flexibilizamos os bares e clubes, há uns 15 dias, o aumento não foi tão significativo, isso porque acreditamos que os pará-minenses estão colaborando e contribuindo com todos os procedimentos que devem ser seguidos. Isso é uma situação momentânea. O último decreto é o 11.262 e tudo depende da população. O município está fazendo a parte dele, estamos acompanhando, comungando com as ideias do Estado e até agora estamos num quadro controlado. Sempre falo que a população tem que contribuir, pois vemos o agravamento do quadro quando começa a usar dos leitos de CTI, aí sim é muito preocupante. Sobre a situação da liberação de shows e eventos, é preciso lembrar que estando Pará de Minas na região macro e na Onda Verde, nós também temos que acompanhar até pela cobrança da própria população. Estar na Onda Verde não quer dizer que podemos fazer tudo, pois tem restrições que precisam ser observadas. Em casas de shows, nós sabemos que shows com aglomeração não serão autorizados e nem liberado alvará para shows que aglomerem pessoas, mesmo estando na Onda Verde.”

Veja também


 1 2 3 4 5 6 Fim