Acervo de Notícias

13/02/2020 - GRITO POPULAR

Facebook Twitter Google

GRITO POPULAR

VEJA NA EDIÇÃO 1803: NAS BANCAS DE 14/02 A 20/02. DEPOIS, SÓ NA GAZETA. Veja também outras queixas da edição anterior abaixo.

A DITADURA ESTÁ DE VOLTA?

Veja esta queixa feita pela própria reportagem GP.

“Esta coluna sempre mostra os dois lados de uma mesma questão. Ou seja, o lado do leitor e o lado da pessoa ou empresa questionada, para chegarmos o mais próximo da verdade. Afinal, isso é muito importante para os leitores GP, que enviam a queixa e aguardam, ansiosamente, a resposta que, normalmente, eles não conseguiram obter por outros meios. Porém, de umas semanas pra cá, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, tão ágil e prestativa, durante a gestão do ex-secretário Paulo Duarte, não tem mais respondido as queixas dos leitores GP, exatamente como acontecia na administração anterior. A reportagem e a própria editoria GP questionou o fato com  2 assessores de comunicação da prefeitura, mas não obteve nenhuma explicação para  o fato. Diante disso, o fato foi também levada à primeira dama do município, para que ela anteceda junto ao prefeito. Como, ainda assim, não houve solução para o fato, este  GP Jornal faz uso, desta vez, do próprio  Grito Popular para ver se obtém a devida resposta, como manda a boa e velha democracia!”

NOTA DA REDAÇÃO - Novamente contatada, veja o que disse a Assessoria de Comunicação da Prefeitura.

“A prefeitura informa que está sempre à disposição para responder as demandas da comunidade trazidas por meio dos veículos de comunicação. Mas, mesmo diante disso, nem sempre é possível reunir todas as informações necessárias em tempo de serem publicadas antes do fechamento das edições de jornais e noticiários. A administração municipal informa ainda que, para uma apuração mais efetiva dos fatos, necessita ter acesso ao máximo possível de informações, como por exemplo, nome completo do cidadão e endereço.

* A diretoria GP agradece a resposta da prefeitura, mas esclarece que, como vem sendo feito há mais de 35 anos, este jornal resguarda o direito de anonimato do leitor(a), já que é comum, como acontecia durante a Ditadura, perseguições às pessoas que vão contra as ideias de quem está ocupando as cadeiras do poder público. O estranho é essa repentina mudança de postura da atual administração municipal, já que, nos 3 primeiros anos, jamais foi solicitado à reportagem GP o fornecimento de nomes de quem quer que fosse que havia enviado uma queixa. Esta GAZETA esclarece ainda que só publica queixas, quando elas vêm acompanhadas de nome completo, fone ou email de quem as envia. Entretanto, se o(a) leitor(a) solicitar pela  não divulgação de seu nome, sua queixa será, imediatamente publicada nesta coluna. Apenas aqui. Ou seja, as queixas aqui divulgadas nunca foram e não são anônimas.”

CERCO SOBRE O FOFOQUEIRO VAI SE FECHANDO (5)

“Parabéns, reportagem GP, por vocês já terem descoberto os 3 donos do instagram de fofocas local (GP 1799). Vocês estão certos, porque um deles me procurou, pessoalmente, pedindo para eu anunciar lá e também ser homenageado por eles. Eu não topei nenhuma das duas propostas, mas expliquei assim:

- Como você  funda um veículo de comunicação e vai se esconder, covardemente, por meio do anonimato? Não está certo isso! Veja no cabeçalho do jornal GAZETA, por exemplo. Está lá, bem na capa: fundador e jornalista responsável: Francisco Gabriel Bié Barbosa. Na Rádio Santa Cruz, acontece o mesmo, na hora do Jornal da Manhã, quando informam que a radialista responsável é a Myrtes Pereira. Portanto, você não pode esconder a sua cara. Ou seja, você pode, sim, falar o que bem quiser, mas tem de mostrar a cara...

Veja também


 1 2 3 4 5 6 Fim