Notícias Câmara

19/03/2020 - GUARDA MUNICIPAL E PRÉDIOS NO SÃO JOSÉ

Facebook Twitter Google

O presidente da câmara municipal, vereador Marcílio de Souza, colocou em pauta 2 projetos de lei. O 1°, do vereador e médico Ênio Talma, dispõe sobre a interpretação da Libras - Língua Brasileira de Sinais no atendimento ao público pelas agências bancárias de Pará de Minas, sendo aprovado por 15 x 0. O 2º, de autoria do vereador Dé Pedreiro, institui a Corrida Sicoob Ascicred - Nascidos para Correr, no calendário oficial de eventos de Pará de Minas, quando houve pedido de vista por parte do vereador Rodrigo Varela.  Em seguida, o vereador Marcos Aurélio dos Santos fez um alerta ao prefeito Elias Diniz sobre a declaração de contratar inicialmente apenas 12 dos 35 guardas civis municipais aprovados no concurso público. Veja o que ele disse.

“Se o prefeito nomear 12 servidores apenas para a guarda civil, na verdade serão 3, pois a jornada é de 12 por 36, tendo apenas 3 guardas por turno para uma cidade de 100 mil habitantes e isso é praticamente ineficaz. A gestão precisa aproveitar a capacitação que já está sendo feita e contratar os 35 de uma vez, para que o serviço seja prestado com eficiência,” afirma o vereador.

Em seguida, o presidente Marcílio de Souza convidou representantes do São José para participarem da reunião solicitada pelo promotor Delano Azevedo, para tratarem da divergente questão de construção de prédios naquele bairro. O encontro contou com a participação do presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano, Dimitri Morais, e do diretor, Marcos Vinícius. Outra reunião será marcada pelo conselho para mapear os locais que não descaracterizem o projeto arquitetônico do bairro, onde há predominância de casas.

Veja também