Eventos GP

13/02/2020 - 265ª MOSTRA GP: CERÂMICA

A preocupação em valorizar e incentivar a produção artístico-cultural de Pará de Minas sempre foi tônica do jornal gazeta pará-minense que, em junho de 1989, inaugurou a mostra GP, na recepção da Gazeta. Trata-se de um evento bimensal, com exposição dos trabalhos desses artistas (pintura, cerâmica, fotos, poesias, etc).



265ª MOSTRA GP: CERÂMICA

265ª MOSTRA GP: CERÂMICA

Convidada para expor seus desenhos na 265ª Mostra GP, relativa aos meses de janeiro e fevereiro, a ceramista Léa Betônico Bernardes, 79, conversou com a reportagem GP sobre os seus trabalhos, que já estão expostos e abertos à visitação, na sede do GP Jornal, que fica na rua Alferes Esteves, 54, Centro. Veja.

“Eu faço uma série de coisas, todas ligadas à arte. Eu pinto e faço desenhos. Na escola de artes fiz todos os cursos que foram dados, há 20 anos. Único que não fiz foi o de serralheria, pois tenho pavor de cortar. Já fiz 3 exposições fora: em Ouro Preto/MG, Tiradentes/MG, e uma na assembléia legislativa, em Belo Horizonte. Uma das peças que expus em Tiradentes foi vendida para uma pessoa lá dos Estados Unidos e eu fiquei muito feliz,” conta Léa.

O INÍCIO E O AVC - “Tudo começou quando eu vim para Pará de Minas e conheci a escola de artes. Eu morava em BH e mexia mais com teatro, mas, desde sempre, me interesso por artes, em geral. Aí, liguei pra escola, a moça anotou o meu nome e disse que se alguém desistisse ela me chamaria. Tive sorte, pois houve uma desistência de imediato e eu comecei logo. Daí, fui fazendo todos os cursos e hoje sou muito amiga da Édna Morato, da Érica Gaede e dessa turma toda de artistas e professores. O Marcucci foi meu professor de pintura em tela. Hoje em dia, eu falo que eu estou reaprendendo tudo, pois tive um AVC que lesionou um pouco o meu lado esquerdo. Então, faço tudo só com a mão direita, mas é uma benção fazer artes. Faço também desenho de fotografia, pego fotografias pequenas e transformo em 30 x 40 e fica exatamente igual. Sou aposentada e faço arte por distração, amor e prazer. Gosto de fazer um pouco de tudo, diversificado, mas faço muito luminárias e São Francisco. Fiz também uma Sagrada Família linda, além de várias peças muito bonitas que doei para amigas. Arte para mim não dá trabalho, é só prazer, porque eu amo o que faço!” 

* Para adquirir alguma peça da Léa, entre em contato pelo 9 9144-3944.

Veja também


 1 2 3 4 5