Colunistas

Bié Barbosa

Bié Barbosa BIÉ BARBOSA, jornalista e publicitário (UFMG), nascido em Pará de Minas em 22/11/53, é casado com Maíza Lage com quem tem 4 filhos. SEU LEMA: “O SENHOR É MEU PASTOR, NADA ME FALTARÁ”!



13/02/2020 - GENTE PENSANTE

GENTE PENSANTE

VEJA NA EDIÇÃO 1803:
NAS BANCAS DE 14/02 A 20/02.



Veja também a crônica deste mesmo colunista da edição 1795
abaixo: 

SERIA O CASAMENTO APENAS UMA TÁBUA DE SALVAÇÃO DAS PERDIÇÕES DA VIDA?

No moderno e extenso parque, os pais estavam ao ponto de um ataque de nervos com suas crianças. Eles gritavam, se acotovelavam e até choravam, quando os seus desejos de comer guloseimas coloridas e totalmente açucaradas não eram realizados. Balões de gás modernos e multicoloridos todos eles já levavam em sua mãos. Entre todos os brinquedos, a enorme roda gigante era a mais procurada. E foi ali, na grande fila dos caixas, que 2 velhos amigos se encontraram. O mais alto estava acompanhado de 2 filhos. O menos alto já tinha comprado os ingressos para ele e a filha. Após se abraçarem afetuosamente, o menos alto anunciou que iria esperar o amigo comprar os ingressos dele, para, quem sabe, eles ocuparem uma mesma cabine da roda gigante. O mais alto agradeceu a gentileza e continuaram, demoradamente, colocando o papo em dia. O mais alto, certa hora, perguntou para o amigo:

- Sua mulher não veio?

- Não, a gente se separou e o meu contato com ela agora é só nos fins de semana. E o seu casamento?

O mais alto respondeu:

- Continuamos firmes e ela só não veio, porque está participando de um congresso sobre as conseqüências das últimas chuvas em Minas, em Brasília/DF.

O menos alto zoou:

- Ihhh, congressos... Depois dos congressos que a minha mulher começou a ir o nosso casamento foi pra cucuia!

Inseguro, o amigo cortou o assunto:

- Não corro este risco!

Daí a pouco, os dois amigos e seus filhos embarcaram em uma mesma cabine, como queriam, da grande roda gigante. Lá em cima, no topo, a roda parou e os meninos começaram a rir alto, gritando nervosos. Os pais os acalmaram, explicando que não havia risco. Distraíram os meninos, mostrando a eles, lá embaixo, a extensa lagoa e a longa avenida que a rodeia. Eles ficaram, então, observando e apontando, cada hora para uma coisa: um ônibus, um barco, os carros, o jato d’água, etc.. Nesta hora, o homem mais alto falou para o amigo:

- No fundo, no fundo, eu invejo você, que está novamente solteiro. Pode ir aonde e quando quiser, sem ter de dar satisfações. Sinto muita falta disso!

O menos alto respondeu:

- Pois eu invejo você, que mantêm o seu casamento de pé. Eu queria estar na sua pele!

- Deixa disso, você deve estar pegando todas! (Riso).

- Que nada! O mundo mudou muito. Hoje em dia, você sempre corre riscos.

- Está falando de Aids?

- Não só dela, porque você sempre pode estar levando pra cama uma psicopata. Quem vê cara nunca vê coração...

E você, acha que o casamento é simplesmente uma tábua da salvação das perdições da vida? Uma boa leitura!

Veja também


Início  8 9 10 11 12 13 14