Realizações GP

26/05/2017 - JORNAL DEBATE SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Em 1989, o jornal Gazeta pará-minense pensou em desenvolver um debate cultural em Pará de Minas, voltado principalmente para os jovens. Realizado mensalmente, com exceção do período de férias escolares (janeiro, fevereiro, julho e dezembro), esse evento é apresentado pelo jornalista Bié Barbosa. Há um pequeno show, com músicos, contadores de história, atores, escritores, etc., seguido de um debate sobre um tema polêmico qualquer. No final, há sorteio de brindes para a platéia, através da sabatina ganha prêmio. Realizado sempre na última 5ª feira do mês, das 19h30min às 20h30min, para uma platéia mínima de 100 pessoas, em locais que se reciclam, anualmente.



JORNAL DEBATE SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

JORNAL DEBATE SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Esta GAZETA realizou no último dia 18, 5ª feira, o 217º Grande Papo, desta vez na Escola Estadual Fernando Otávio, com tema proposto por eles: a reforma da previdência. Os debatedores convidados pela produção deste evento GP foram os advogados Márcio Campos e Flávio Medina Júnior e a animação musical ficou por conta da banda Pagolo, que animou a plateia, na abertura do evento com muitos aplausos e pedidos de bis. Após o debate, aconteceu o sempre esperado Ganha Prêmio com brindes da Plena, Cartório Marinho e Governo Federal (camisinhas). No fim do debate, a reportagem GP conversou com os dois debatedores. Veja, primeiramente, o que disse, em resumo, o advogado Flávio Medina Júnior, 27.

“Nós batemos um papo sobre a Reforma Previdenciária, mas também com foco na Reforma Trabalhista que são as duas principais reformas, neste momento, e que têm gerado bastante discussão em todo o país. Essas reformas foram propostas pelo governo, na tentativa de abafar ou mudar a crise econômica vivenciada pelo país, tentando melhorar essa situação. No entanto, não é essa a real situação que a gente tem percebido. Tudo indica que, com essas reformas, a situação deve se agravar ainda mais no Brasil, em relação ao setor econômico principalmente, prejudicando o trabalhador. Essas reformas são um verdadeiro retrocesso social que visam tirar direitos do trabalhador que trabalha arduamente, tentando alcançar o seu descanso no fim da vida. Eles vão tirar esse direito do trabalhador, ao restringir o acesso dele aos benefícios previdenciários e até mesmo os direitos trabalhistas fundamentais, previstos na Constituição Federal,” alerta Flávio.

MENTIRA - Veja agora o que disse o advogado Márcio Pereira Campos, 38.

“Tratamos neste Grande Papo da proposta de reforma da Previdência e sobre os efeitos negativos que isso vai ocasionar na população em geral. Eles falam que a Previdência está quebrada e é mentira; já foi comprovado pelos auditores da Receita Federal que apresentaram cálculos, provando que ela é superavitária. Discutimos também a questão das alterações das aposentadorias, na pensão por morte e auxílio doença, e assim por diante. Enfim, trata-se de um dos maiores retrocessos sociais do Brasil, desde a Constituição de 1988. Essa Reforma da Previdência afetará todos os brasileiros, mesmo aqueles que são funcionários públicos (do município, do Estado e da União) que, após a alteração do texto constitucional, também vão sofrer o efeito chicote dessa reforma. De imediato, serão os empregados vinculados ao regime geral do INSS (professores, militares, trabalhadores rurais) que serão uns dos mais afetados,” adianta Márcio.

* O próximo Grande Papo será realizado na EE Ademar de Melo, no dia 22 de junho.

Veja também


 1 2 3 4